Aceclofenaco: o que é e quais são os seus efeitos?

06 Março, 2020
O aceclofenaco é um fármaco pertencente à família dos AINEs utilizado principalmente para tratar os episódios de dor na artrite reumatoide, artrose e espondilite anquilosante.

O aceclofenaco é um medicamento anti-inflamatório não esteroide amplamente utilizado para o alívio da dor e da inflamação associados a doenças reumatológicas. Apresenta efeitos analgésicos, anti-inflamatórios e antirreumáticos.

Quimicamente falando, é um derivado do ácido acético. Sua estrutura está relacionada a outro fármaco analgésico, o diclofenaco.

Esse fármaco é receitado em casos que exijam um tratamento para os processos inflamatórios e dolorosos, tais como dor lombar, dor de dente e dor nas articulações.

Além disso, é indicado para o tratamento crônico da dor e da inflamação associados a processos crônicos das articulações: artrose, artrite reumatoide e espondilite.

O que é a artrite reumatoide?

Artrite no joelho

A artrite reumatoide é uma doença inflamatória crônica de natureza autoimune. Caracteriza-se por afetar muitas articulações e pelo desenvolvimento de vários sintomas gerais e não específicos.

Se não for adequadamente tratada, essa doença pode causar limitações físicas significativas, piorando consideravelmente a qualidade de vida dos pacientes.

Em relação aos sintomas, a artrite reumatoide se manifesta tipicamente com dor e rigidez, ou dificuldade de movimento nas diferentes articulações pequenas e grandes.

Os sintomas gerais, que às vezes precedem às manifestações articulares e tendem a persistir durante toda a evolução da doença, incluem, entre outros:

  • Cansaço.
  • Febre leve.
  • Sensação de mal-estar.
  • Inapetência.
  • Perda de peso.

No entanto, o sintoma inicial mais comum é a rigidez articular matinal, principalmente nos pés e nas mãos.

Ainda não se sabe com exatidão quais são as causas que desencadeiam a artrite reumatoide. Mas sabemos, como já dissemos, que é um transtorno autoimune e que, em sua origem, intervêm outras causas e fatores genéticos, assim como causas não genéticas.

Artrose

Essa é outra doença para a qual o aceclofenaco é indicado, pois é outra patologia reumática que lesiona a cartilagem das articulações.

No interior das articulações, há um fluido conhecido como líquido sinovial que é produzido pela membrana sinovial. As extremidades dos ossos que se unem para formar a articulação são revestidos pela cartilagem articular.

Quando essa cartilagem é lesionada, há dor, rigidez e incapacidade funcional. É importante diferenciar essa doença da artrite. Esta última se desenvolve por causa de uma inflamação da articulação, e não pelo desgaste da cartilagem.

No entanto, ambas estão associadas com a dor. Por isso, o aceclofenaco é eficaz para o tratamento dos sintomas das duas doenças.

Leia também:  Diferenças entre artrite, artrose e osteoporose que vale a pena conhecer

E a espondilite anquilosante?

Coluna vertebral humana

Trata-se de outra doença reumática que causa inflamação das articulações da coluna vertebral e das sacroilíacas. Não se sabe qual é a causa exata dessa condição, mas alguns especialistas a relacionaram, em casos específicos, com a herança genética.

Geralmente, manifesta-se na adolescência ou na juventude e sua incidência é maior em homens. Em contrapartida, as mulheres podem apresentar a doença de forma mais leve, o que torna seu diagnóstico mais difícil.

Geralmente, manifesta-se com fases de dor lombar que podem afetar toda a coluna e as articulações periféricas, provocando dor, rigidez vertebral, perda de mobilidade e deformidade articular progressiva.

Como o aceclofenaco exerce o seu efeito no corpo?

Os efeitos anti-inflamatórios do aceclofenaco podem ser consequência da inibição da síntese de prostaglandinas, por meio do bloqueio da enzima ciclo-oxigenase.

As prostaglandinas são estruturas proteicas que estão presentes em vários processos do organismo, como na sensação de dor. Por isso, ao inibir sua síntese, a sensação de dor também é diminuída.

O aceclofenaco também tem um efeito antipirético, que pode ser atribuído à dilatação periférica causada por uma ação central sobre o hipotálamo. Outros efeitos produzidos pela inibição da síntese das prostaglandinas são:

Leia também:  Paracetamol: indicações, contraindicações e efeitos colaterais

Conclusão

O aceclofenaco é um fármaco pertencente à família dos AINEs utilizado principalmente para tratar os episódios de dor da artrite reumatoide, artrose e espondilite anquilosante.

No entanto, assim como o resto dos fármacos, apresenta uma série de reações adversas que precisam ser controladas, como alterações gastrointestinais e tonturas ocasionais. Portanto, pergunte ao médico ou farmacêutico todas as suas dúvidas sobre esse medicamento se ele fizer parte do seu tratamento.

  • Chandrasekharan, N. V. (2011). Aceclofenac. In xPharm: The Comprehensive Pharmacology Reference. https://doi.org/10.1016/B978-008055232-3.61154-7
  • Brogden, R. N., & Wiseman, L. R. (1996). Aceclofenac : A Review of its Pharmacodynamic Properties and Therapeutic Potential in the Treatment of Rheumatic Disorders and in Pain Management. Drugs Drugs.
  • Legrand, E. (2004). Aceclofenac in the management of inflammatory pain. Expert Opinion on Pharmacotherapy. https://doi.org/10.1517/14656566.5.6.1347