Tudo que você precisa saber sobre a acantose pigmentar

16 Setembro, 2020
As alterações na pele são os únicos sinais de acantose. Você vai notar que a pele fica mais escura, grossa e aveludada nas dobras e rugas do corpo.

A acantose pigmentar é uma doença de pele caracterizada pelo surgimento de áreas escuras na pele, com alterações e manchas aveludadas nas dobras e sulcos do corpo. A pele afetada pode ficar mais grossa. Na maioria dos casos, afeta as axilas, virilha e pescoço.

As alterações cutâneas decorrentes da acantose pigmentar geralmente aparecem em pessoas obesas ou com diabetes. Além disso, as crianças que manifestam essa doença têm um maior risco de desenvolver diabetes tipo 2.

Raramente, a acantose pigmentar pode ser um sinal de alerta de um tumor cancerígeno em um órgão interno, como o estômago ou o fígado.

Não existem tratamentos específicos para esta doença. O tratamento de doenças não diagnosticadas pode devolver parte da cor e textura normais às áreas afetadas da pele.

Sintomas de acantose pigmentar

Acantose pigmentar

As alterações na pele são os únicos sinais da doença. A pele fica mais escura, mais grossa e aveludada nas dobras e áreas enrugadas do corpo, geralmente nas axilas, virilha e parte de trás do pescoço.

Quase sempre, as alterações da pele aparecem lentamente. A pele afetada também pode apresentar odor ou coceira.

Consulte o seu médico se notar alterações na pele, principalmente se estas aparecerem repentinamente. Você pode ter uma doença não diagnosticada que precise de tratamento.

Causas da acantose pigmentar

A acantose pigmentar tem sido associada às seguintes causas:

Resistência à insulina

Muitas pessoas que têm acantose pigmentar também se tornaram resistentes à insulina. A insulina é um hormônio secretado pelo pâncreas que permite ao corpo processar o açúcar. A resistência à insulina é o que causa a diabetes tipo 2.

Distúrbios hormonais

A acantose pigmentosa geralmente ocorre em pessoas com distúrbios como cistos ovarianos, tireoide hipoativa ou problemas com as glândulas suprarrenais.

Certos medicamentos e suplementos.

Altas doses de niacina, pílulas anticoncepcionais, prednisona e outros corticosteroides podem causar acantose pigmentar.

Câncer

Às vezes, a acantose pigmentar também ocorre com linfoma ou quando um tumor cancerígeno começa a crescer em um órgão interno, como estômago, cólon ou fígado.

Leia também: Dermatologista esclarece dúvidas relacionadas aos cuidados com a pele

Fatores de risco

Os fatores de risco para a acantose pigmentar são os seguintes:

  • Obesidade: quanto maior o seu peso, maior o risco de desenvolver esta doença.
  • Raça: estudos mostram que a acantose pigmentar é mais comum nos povos indígenas nativos dos Estados Unidos.
  • Histórico familiar: alguns tipos de acantose pigmentar são hereditários.

Diagnóstico da acantose pigmentar

A acantose geralmente é detectada durante um exame cutâneo. Raramente, uma pequena amostra de pele é removida para biópsia e enviada ao laboratório para análise.

Se a causa não for clara, o seu médico pode recomendar que você faça exames de sangue, raios-X ou outros estudos para procurar possíveis causas não diagnosticadas.

Tratamento da acantose pigmentar

Alimentação saudável

Em muitos casos, o tratamento de doenças subjacentes pode ajudar a dissipar as alterações de cor. Alguns exemplos podem ser os seguintes:

  • Perder peso. Se a acantose pigmentar é causada pela obesidade, a perda de peso pode ser útil.
  • Interromper o uso de medicamentos ou suplementos. Se a doença parece estar associada ao medicamento ou suplemento que você está tomando, seu médico pode sugerir que você interrompa o uso essa substância.
  • Fazer uma cirurgia. Se a doença foi causada por um tumor cancerígeno, a remoção cirúrgica do tumor geralmente faz com que a alteração da cor da pele desapareça.

Como melhorar a aparência da pele

Se você estiver preocupado com a aparência da sua pele ou se as lesões forem desconfortáveis ​​ou começarem a cheirar mal, o seu médico poderá recomendar o seguinte:

  • Cremes prescritos para clarear ou suavizar as áreas afetadas.
  • Sabonetes antibacterianos usados ​​com cuidado, pois o atrito pode piorar a condição.
  • Antibióticos tópicos.
  • Medicamentos orais para a acne.
  • Terapia a laser para diminuir a espessura da pele.

Você também pode se interessar: Descubra os incríveis benefícios da cenoura para a pele

Exames

Geralmente, o médico pode diagnosticar a acantose olhando para a sua pele. Em casos raros, pode ser necessário fazer uma biópsia da pele. Se não houver uma causa clara, o especialista pode solicitar outros testes. Estes podem incluir:

  • Exames de sangue para verificar o nível de açúcar no sangue ou insulina.
  • Endoscopia como método diagnóstico.
  • Raios-X.
  • Del Castillo A., L., & De Bernard, C. (1997). Acantosis nigricans. Medicina Cutanea Ibero-Latino-Americana. https://doi.org/10.1016/S1134-2072(11)70198-0

  • González Fernández, P., Cabrera Rode, E., & Oti Gil, M. A. (2011). Resistencia a la insulina e historia familiar de diabetes en niños y adolescentes obesos con acantosis nigricans y sin ella. Revista Cubana de Endocrinología.

  • Gagnon, B., Lalande, R., & Fahmy, S. H. (2001). Organic matter and aggregation in a degraded potato soil as affected by raw and composted pulp residue. Soil Biology and Biochemistry. https://doi.org/10.1007/s00374-001-0428-2