Como prevenir o abuso de medicamentos prescritos?

15 de março de 2020
O abuso de medicamentos prescritos pode ter consequências para a saúde. Como é possível prevenir essa situação?

Certamente você é consciente do motivo pelo qual existem medicamentos que só são vendidos com receita. Em resumo, é uma forma de evitar um consumo abusivo e descontrolado que possa danificar a saúde das pessoas. No entanto, apesar de todas as medidas adotadas, o abuso de medicamentos prescritos continua acontecendo.

Muitas doenças precisam de analgésicos para tornar a dor mais suportável. Em outros casos, existem os fármacos depressores do sistema nervoso que permitem tratar problemas como a ansiedade e a insônia.

Ainda que esse tipo de medicamento exija uma receita para ser comprado, o problema está em como cada médico recomenda seu consumo e como, por fim, o paciente age. Seu uso indevido pode ter consequências terríveis, sendo um grave problema de saúde pública a nível mundial.

Por que o abuso de medicamentos prescritos ocorre?

Mulher tomando medicamentos em excesso
O mau uso dos medicamentos tem um impacto na sua eficácia e reduz a sua segurança.

É possível pensar nos motivos pelos quais o abuso de medicamentos prescritos ocorre. Em alguns casos, há medicamentos que podem causar um vício. As razões serão expostas a seguir.

  • Crenças erradas: alguns consideram que tomar uma quantidade maior do que a indicada pelo médico poderá aumentar a eficácia do fármaco. No entanto, o que pode acontecer, no melhor dos casos, é que o organismo se torne resistente e precise de doses ainda mais elevadas para que o mesmo faça efeito.
  • Problemas emocionais: quando uma pessoa não está bem psicologicamente, é possível recorrer a estes medicamentos prescritos para dormir mais e, assim, não pensar, sentir o bem-estar que eles produzem e, dessa maneira, fugir da dor emocional.

Quando os problemas emocionais são realmente graves, as pessoas que abusam de medicamentos prescritos podem buscar provocar uma reação negativa em seu organismo com o consumo excessivo.

Na grande maioria dos casos, o abuso ocorre por consumir os fármacos de forma inadequada, acreditando que um aumento da dose é necessário para os efeitos do medicamento serem notados. Contudo, um tratamento prolongado, quando realizado de forma adequada, também pode ter esse resultado.

Descubra: Prescrição de opioides, qual o motivo?

Prevenir o abuso de medicamentos prescritos

Overdose de medicamentos
O abuso de medicamentos prescritos pode trazer graves consequências para a saúde da pessoa e, às vezes, para a saúde global.

Apesar das medidas adotadas para evitar o abuso de determinados medicamentos, é necessário defini-las ainda mais, já que o abuso continua acontecendo.

Por isso, é imprescindível colocar em ação determinados métodos de prevenção que podem ajudar a evitar situações desagradáveis, tais como overdoses involuntárias, danos para a saúde ou efeitos colaterais indesejados pela ingestão descontrolada de medicamentos.

Definir a duração do tratamento

O médico deve definir de maneira adequada quanto deve durar o tratamento do paciente, por exemplo, com benzodiazepínicos. Essa é uma droga psicotrópica que pode ser receitada para resolver problemas de insônia, ansiedade ou diferentes transtornos (transtorno obsessivo-compulsivo, entre outros).

O risco de dependência após consumir essa substância é bastante elevado. Por isso, não se recomenda seu consumo por mais de 8 a 12 semanas. Logo após esse tempo, o médico deve buscar outro tipo de solução ou trocar o medicamento para não favorecer a dependência.

Acompanhamento psicológico

É muito importante que o paciente que cai no abuso de medicamentos receitados tenha um acompanhamento psicológico que lhe permita adquirir hábitos positivos e entender a necessidade de consumir os fármacos da forma correta.

Além disso, serão trabalhados diferentes aspectos emocionais que possam estar favorecendo o consumo abusivo e serão proporcionadas ferramentas para resolver os diferentes problemas que possam estar ocorrendo em sua vida.

Você pode se interessar: Vício em bebidas alcoólicas: como saber se tenho um? 

Apoio de qualquer tipo

O apoio é fundamental para se afastar do consumo abusivo de medicamentos prescritos quando este já afeta de maneira importante a vida do paciente.

Se o paciente é religioso, buscar apoio em pessoas que professam a fé é importante; no caso de não ser, existem vários grupos de apoio que podem ser muito benéficos. A família, o parceiro(a) e os amigos são pilares fundamentais.

Esperamos que este artigo tenha permitido criar consciência da importância de seguir as indicações do médico e não abusar dos medicamentos receitados. São fármacos que podem complicar seriamente a nossa saúde e a nossa vida se nos tornamos dependentes deles.

  • Ayuso Gutiérrez, José Luis. (2008). ¿Está justificado el tratamiento prolongado con benzodiacepinas?. Salud mental31(6), 429-430. Recuperado en 31 de enero de 2019, de http://www.scielo.org.mx/scielo.php?script=sci_arttext&;amp;pid=S0185-33252008000600001&lng=es&tlng=es.
  • Caballero Aranda, Inma, & Sevilla Lerena, MP.. (2014). Abuso de fármacos en medio sanitario: programas de tratamiento. Medicina y Seguridad del Trabajo60(235), 434-454. https://dx.doi.org/10.4321/S0465-546X2014000200014
  • Ramírez Ramírez, Martha Ofelia. (2006). La Prescripción de medicamentos y su repercusión socialDrug prescription and its social impact. Revista Cubana de Salud Pública32(4) Recuperado en 31 de enero de 2019, de http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&;amp;pid=S0864-34662006000400016&lng=es&tlng=es.