Absenteísmo no trabalho: consequências e como evitá-lo

O absenteísmo não pode ser analisado como um fenômeno individual, pois engloba múltiplos fatores. Neste espaço nós os detalhamos.
Absenteísmo no trabalho: consequências e como evitá-lo

Última atualização: 12 Agosto, 2021

O absenteísmo no trabalho sempre foi uma preocupação no mundo organizacional. No entanto, nem sempre foi abordado da mesma forma. As novas propostas de abordagem da psicologia do trabalho nos convidam a compreender que o ambiente de trabalho não é apenas “trabalho”; nele, convergem aspectos sociais, individuais e econômicos.

Os trabalhadores são um todo e não podem funcionar de modo compartimentado. Tomando isso como ponto de partida, uma empresa pode conseguir resolver este problema com medidas sistêmicas, uma vez que essa situação não atinge apenas a pessoa que está ausente do trabalho.

Tipos de absenteísmo no trabalho

Como explica um artigo publicado na Industrial Health, o absenteísmo é o “estado de não estar presente no local de trabalho designado durante um período de trabalho normalmente agendado”. Essa ausência ocorre por vários motivos. Com base nisso, vários tipos são distinguidos.

Absenteísmo justificado

As razões para não comparecer ao trabalho são conhecidas e justificadas. Pode ser devido a uma doença ou deficiência temporária, por exemplo.

Absenteísmo injustificado

Ocorre nas ocasiões em que o trabalhador não está presente em seu posto, mas a causa é desconhecida, pois não há aviso prévio. Ocorre, por exemplo, quando um funcionário sai no meio da manhã para tratar de assuntos pessoais.

Presentismo

O presentismo é um dos maiores problemas atuais nas organizações, pois implica que o trabalhador está presente em seu trabalho, mas não se dedica ao cumprimento das suas tarefas.

São comuns as situações em que o trabalhador se dedica a navegar em páginas da Internet, a ler jornais, a conversar com os colegas ou mesmo a realizar tarefas de outros empregos que exerce fora da empresa.

Tipos de absenteísmo no trabalho
O absenteísmo pode ou não ser justificado. Existem até mesmo aqueles que estão fisicamente presentes, mas estão engajados em outras coisas além do trabalho.

Quais são as causas do absenteísmo laboral?

As causas do absenteísmo não podem ser abordadas apenas a nível individual, pois isso nos limitaria a uma análise superficial. Hoje em dia, é preciso pensar na pessoa em relação a todo o seu ambiente, tanto nas causas quanto nas consequências. Algumas causas, a partir de uma abordagem sistêmica, são as seguintes.

Falta de motivação

Muitas vezes, o absenteísmo se origina de cargos ou tarefas de trabalho entediantes ou repetitivas para a pessoa que ocupa um determinado cargo. A pessoa começa a ficar entediada e desanimada, e sua motivação e sua autoestima são afetadas. Isso acontece quando não há planos ou desafios de carreira interessantes.

Compensação financeira insuficiente

Quando a relação trabalho-remuneração não é suficiente, a motivação e o desempenho do trabalhador também são afetados.

Condições de trabalho precárias

Ocorre nos casos em que o ambiente de trabalho não é o ideal: iluminação deficiente, ventilação insuficiente, falta de recursos para trabalhar, más condições ergonômicas, entre outros.

Assédio laboral

Às vezes, a pessoa sofre assédio e hostilidade em seu local de trabalho. Isso não só a impede de fazer seu trabalho corretamente, mas também lhe causa desconforto e rejeição. A saúde mental é afetada e, muitas vezes, surgem manifestações psicossomáticas.

O assédio no local de trabalho pode assumir diferentes formas. Pode ser um assédio vindo de colegas de trabalho ou superiores, ou também um assédio sexual.

Causas de força maior

Também existem motivos que fogem à vontade ou ao controle do funcionário. Por exemplo, em 2020, muitas pessoas que haviam saído de férias não puderam retornar ao seu país por algumas semanas porque, com a pandemia de Covid-19, as medidas de entrada e saída de países mudaram e vários voos foram suspensos.

Dessa forma, elas não puderam retornar aos seus respectivos empregos. Ou seja, greves, paralisações de transportes, medidas governamentais, tempestades, etc., podem ser causas externas de força maior.

Consequências do absenteísmo no trabalho

O absenteísmo tem consequências que se expressam em todos os níveis. Afeta não só a pessoa envolvida, mas toda a empresa. A seguir, detalhamos as mais relevantes.

Perda de produtividade da empresa

As empresas são voltadas para o lucro. Portanto, a primeira coisa que observam em relação ao fenômeno do absenteísmo diz respeito à forma como ele impacta os seus rendimentos. Eficiência e produtividade são perdidas no dia a dia, assim como a qualidade do serviço ou atendimento prestado aos clientes.

Desconforto na equipe de trabalho

Quando o absenteísmo se repete, muitas vezes é o restante da equipe de trabalho que deve servir de suporte para as atividades pendentes. Assim, outros trabalhadores veem suas tarefas e demandas duplicadas, o que provoca algum desconforto e estresse pela sobrecarga de trabalho.

Afeta o funcionário e seu ambiente

Quer se trate de absenteísmo por lesão ou por causas psicológicas, a pessoa que se ausenta do trabalho e o seu ambiente também são afetados. Não só por causa da redução de renda, mas também em termos de humor e autoestima.

Consequências do absenteísmo no trabalho
O absenteísmo afeta o grupo de trabalho como um todo. Portanto, se não for verificado, pode criar um ambiente de trabalho tenso.

Como o absenteísmo pode ser evitado?

Em primeiro lugar, para evitar o absenteísmo no trabalho, é importante partir das considerações anteriores. Nesse sentido, as medidas devem ser abrangentes, uma vez que estamos diante de uma situação multifatorial.

Muitas vezes, as soluções são voltadas para o aspecto econômico e o clima que existe na organização é negligenciado. Por esse motivo, as soluções costumam ser temporárias e de curto prazo. Então, o que você pode fazer? Vamos ver algumas medidas.

Estabeleça padrões

Devem ser claras as situações em que o absenteísmo se justifica e quais são os procedimentos de comunicação da ausência. Da mesma forma, é necessário esclarecer quais são as consequências se o funcionário não comparecer ao trabalho. Isso evita a discricionariedade tanto das sanções quanto do comportamento dos colaboradores.

Cuidar do clima organizacional e do bem-estar dos funcionários

É necessário saber como funcionam as áreas tanto a nível de recursos e suporte físico quanto a nível de chefias, comunicação e colaboradores. Dessa forma, é possível detectar a tempo quais são os incômodos que podem desencadear situações de absenteísmo.

São inúmeras as estratégias de fortalecimento das equipes de trabalho e da adesão à organização, que envolvem atividades informais e recreativas, além do trabalho.

Manter a motivação dos funcionários

Os funcionários devem ser motivados com planos de carreira que lhes permitam visualizar as perspectivas de futuro e crescimento. Programas de treinamento e educação também podem ser desenvolvidos para fornecer oportunidades para aprimorar ainda mais as habilidades de trabalho.

Adapte-se à realidade e aos funcionários

Muitas vezes, as empresas insistem em cumprir protocolos ou rotinas só porque “sempre foi feito assim”, sem parar para pensar no quanto o contexto mudou e até na composição da sua força de trabalho.

No momento, as empresas que buscam reter seus funcionários – e querem evitar a rotatividade e o absenteísmo – devem ser flexíveis. Ou seja, propor medidas que, na medida do possível, se adaptem à realidade dos colaboradores.

O absenteísmo no trabalho deve envolver todos os stakeholders

Embora o tipo de atividade possa ter maior ou menor impacto, o absenteísmo é um problema comum a todas as empresas, de qualquer categoria. Fazê-lo desaparecer completamente é quase impossível. Ainda assim, o que se pode fazer é traçar planos que o contemplem considerando a sua complexidade e, portanto, reduzi-lo.

Deve-se ter em mente que esta situação é multifatorial e ocorre devido a condições individuais, organizacionais ou imprevistas. A partir disso, podem ser criadas estratégias para os diferentes cenários, a fim de encontrar soluções que envolvam todos os stakeholders.

Pode interessar a você...
Importância da cultura do bem-estar nas empresas
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Importância da cultura do bem-estar nas empresas

Alcançar o bem-estar nas empresas é fundamental não apenas para aumentar a produtividade, mas também para que o trabalhador se sinta confortável.