8 recomendações que você deve seguir para evitar infecções urinárias

Embora possa parecer um hábito inofensivo, reter a urina por mais tempo do que o necessário pode promover o ataque de bactérias e levar à infecções urinárias.
8 recomendações que você deve seguir para evitar infecções urinárias

Última atualização: 15 Junho, 2021

As infecções urinárias são uma condição que surgem pelo crescimento descontrolado de agentes bacterianos e virais. Por isso, evitar infecções urinárias é muito importante.

Essas infecções indicam um enfraquecimento do sistema imunológico, uma vez que os anticorpos necessários para parar o ataque dos microrganismos não são produzidos.

Sua ocorrência traz consigo sintomas como queimação ao urinar, bem como mudanças nos hábitos de micção e, em alguns casos, febre e calafrios.

É um problema que pode afetar pessoas de todas as idades, principalmente mulheres, uma vez que sua uretra é muito mais curta e facilita a passagem de bactérias.

Embora tendem a ocorrer de forma esporádica e sutil, sua falta de tratamento pode causar complicações que afetam a qualidade de vida.

Por esta razão, é importante aprender a preveni-las, adotar hábitos saudáveis ​​e pôr em prática algumas recomendações que reduzem o risco e ajudam a evitar as infecções urinárias.

Descubra-os!

1. Use roupas íntimas de algodão para evitar infecções urinárias

Roupa íntima de algodão para evitar infecções urinárias

Por um lado, embora a maioria das mulheres negligencie isso, o tecido da fabricação das roupas íntimas tem muito a ver com a tendência de sofrer infecções urinárias e da região íntima.

O uso de tecidos elásticos, que não possuem algodão, pelo menos na virilha, aumenta o acúmulo de fluidos. Isso cria um ambiente ideal para o crescimento de bactérias.

Por isso, é essencial escolher peças íntimas de algodão, de tamanho adequado, pois se forem muito justas também podem ser prejudiciais.

Você quer saber mais? Leia: Alivie os sintomas da vaginose bacteriana com estes 6 remédios naturais

2. Aumente o consumo de água

Neste sentido, um grande número de casos de infecções do trato urinário tem a desidratação como principal gatilho.

A falta de fluido afeta o funcionamento dos rins e, por não produzir urina suficiente, os microrganismos podem crescer mais facilmente.

Isto sem mencionar que, a falta de água produz uma resposta inflamatória, o que piora a gravidade dos sintomas. Para evitar isso, o mais aconselhável é beber entre 6 e 8 copos de água por dia.

3. Não segure a urina

Outro aspecto que deve ser levado em consideração é que, segurar a vontade de urinar por alguns minutos pode ser um ato inofensivo.

No entanto, o problema ocorre quando a urina é retida por um longo período de tempo, até o ponto de causar inflamação na bexiga.

Esta situação está ligada ao aparecimento de infecções urinárias, uma vez que a retenção facilita o ataque de bactérias.

É importante ir ao banheiro toda vez que o corpo o pede, mesmo que seja recorrente.

4. Evite o uso de produtos perfumados

Também é válido destacar que, para se ter uma boa higiene íntima, não é necessário usar produtos perfumados.

Estes, em geral, estão cheios de compostos químicos que alteram o ph, aumentando a possibilidade de ataques bacterianos e fúngicos.

Além disso, alguns alteram a lubrificação natural da parte íntima e, como resultado, aumentam o risco de infecção.

  • Escolha sabões neutros feitos com ingredientes naturais.
  • Evite o uso de talcos, perfumes ou desodorantes íntimos.

5. Limite o consumo de alimentos irritantes

Além disso, o consumo excessivo de alguns alimentos pode enfraquecer o sistema imunológico e aumentar o risco deste tipo de infecção.

Isso ocorre porque eles causam uma reação inflamatória nos tecidos, permitindo que as bactérias cresçam sem dificuldade.

Entre eles cabe mencionar:

  • Carnes embutidas.
  • Açúcares refinados.
  • Bebidas alcoólicas.
  • Alimentos com muito sal.
  • Temperos picantes.
  • Café e bebidas com cafeína.

6. Urinar após a atividade sexual

Por outro lado, depois de ter relações sexuais é aconselhável ir imediatamente ao banheiro, uma vez que a urina ajuda a remover alguns germes que se alojam na uretra.

Inclusive, esse hábito deve ser praticado antes e depois do ato sexual, pois previne a inflamação na bexiga.

Visite este artigo: 6 sinais que indicam que você tem dificuldades para controlar a bexiga

7. Evite o uso prolongado de roupas molhadas

Da mesma forma, as pessoas que tendem a sofrer de infecções urinárias devem evitar o uso prolongado de maiôs molhados, pois estes facilitam o ataque de germes infecciosos.

Qualquer roupa molhada que faça contato com a área íntima pode ser um gatilho desse tipo de infecções.

8. Coma alimentos probióticos

Probióticos para evitar infecção urinária.
O iogurte é uma excelente opção para incorporar probióticos na sobremesa.

Por último, o consumo regular de alimentos probióticos é um hábito saudável que diminui o risco de infecções e problemas inflamatórios.

Esses alimentos são caracterizados por terem um alto número de culturas vivas, que permitem neutralizar a ação negativa de bactérias, fungos e vírus.

Algumas variedades são:

  • Kefir.
  • Chucrute.
  • Microalgas.
  • Sopa de missô.
  • Iogurte natural.
  • Chocolate amargo.
  • Pepinos em conserva.

Certifique-se de aplicar todas as recomendações dadas para evitar o desenvolvimento dessas infecções desagradáveis.

Finalmente, se você não puder evitar as infecções urinárias, consulte seu médico e tente tratá-las o mais rápido possível, para que elas não causem complicações em sua saúde.

Lembre-se que a hidratação é muito importante para obter a melhora, por isso não a negligencie!

Pode interessar a você...
6 bebidas naturais para tratar as infecções urinárias
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
6 bebidas naturais para tratar as infecções urinárias

As mulheres costumam sofrer desse tipo de infecções com mais frequência. Saiba como auxiliar e tratar as infecções urinárias.