8 alimentos para regular os altos níveis de triglicerídeos

Dado que o excesso de triglicerídeos no sangue pode levar a problemas cardiovasculares e coronários, é imperativo incluir esses alimentos na dieta para reduzir os seus níveis.
8 alimentos para regular os altos níveis de triglicerídeos

Última atualização: 19 Novembro, 2018

Altos níveis de triglicerídeos, conhecidos em termos médicos como hipertrigliceridemia, são causados por um aumento anormal dos lipídios no sangue.

Os especialistas em saúde cardiovascular recomendam manter o seu nível no intervalo normal, abaixo de 150 mg /dl, já que o excesso pode aumentar o risco de doenças cardíacas e pancreatite.

Embora, em sua certa medida, ele seja utilizado pelo organismo como fonte de energia, o acúmulo excessivo é uma das principais causas da doença de artérias coronárias.

Além disso, na maioria dos casos é acompanhado com a diminuição dos níveis de lipoproteína de alta densidade (HDL), também chamado “colesterol bom”, que é essencial para a limpeza de sangue.

Felizmente, adotando uma dieta controlada em gorduras e calorias pode-se regular naturalmente estes níveis antes que afetem negativamente a saúde.

Não apenas é necessário  manter uma dieta controlada, como também é desejável aumentar o consumo de alguns alimentos que, por suas propriedades, ajudam a manter os níveis estáveis.

Descubra-os!

Alimentos para controlar os níveis de triglicerídeos

1. Azeite de oliva

azeite-de-oliva

O azeite de oliva extra virgem é composto de ácidos graxos monoinsaturados que estimulam o aumento do colesterol bom nas artérias.

Sua ingestão regula, bem como controla altos níveis de triglicérides, limpa as artérias e reduz a inflamação.

Além disso, a longo prazo, pode ajudar a prevenir doenças cardiovasculares graves, como doença cardíaca coronária, trombose e arteriosclerose.

2. Leguminosas

Valorizadas por seu alto teor de nutrientes essenciais, as leguminosas são uma excelente escolha de alimentos para proteger a saúde cardiovascular.

O seu significativo aporte de fibra solúvel ajuda a remover elevados níveis de triglicerídeos e colesterol no organismo, enquanto impede que se acumulem nas paredes arteriais.

Por sua vez, são uma fonte saudável de carboidratos e proteínas, usados pelo corpo para manter um nível de energia adequada.

3. Peixes azuis

peixes-azuis reduzem os níveis de triglicerídeos

Os peixes azuis estão entre os melhores alimentos para proteger a saúde cardiovascular e cognitiva.

Destacam-se como a principal fonte de ácidos graxos ômega 3, um tipo saudável de lipídios que facilita a redução dos níveis de triglicerídeos.

Seus compostos antioxidantes e anti-inflamatórios minimizam os efeitos negativos dos radicais livres, moléculas nocivas que aceleram o dano celular.

Dentre esses peixes destacam-se:

  • Salmão
  • Atum
  • Sardinha
  • Arenque
  • Bacalhau

4. Aveia

Destaca-se  inegavelmente como uma das principais fontes de energia para o corpo. A farinha de aveia é um excelente suporte para reduzir a presença destes lipídios nas artérias.

Possui uma quantidade significativa de fibras solúveis, nutrientes que impedem o acúmulo de gorduras nocivas.

É de baixo índice glicêmico e, de fato, apresenta uma pequena quantidade de gorduras monoinsaturadas e polinsaturadas, conhecidas pelo seu efeito positivo contra esses distúrbios.

5. Frutos secos

frutos-secos

Nozes, amêndoas e outras variedades de frutos secos fornecem uma quantidade interessante de ácidos graxos ômega 3, um nutriente essencial que limpa o sangue e protege a saúde cardíaca. Além disso, é uma rica fonte de fibras e antioxidantes: na medida certa, favorecem o controle dos níveis de triglicérides.

6. Abacate

A ingestão de um abacate por dia proporciona muitos benefícios para a saúde cardiovascular e bem-estar geral do corpo.

Esta deliciosa fruta tem uma incrível riqueza em nutrientes que, entre outras coisas, reduz a inflamação e o risco de doenças crônicas.

Fornece quantidades significativas de gorduras saudáveis, antioxidantes e proteínas necessárias para o metabolismo e a limpeza das artérias. Ou seja, seus óleos essenciais controlam a hipertrigliceridemia e os níveis excessivos de colesterol ruim (LDL) e total.

7. Alho

alho

O alho é um dos condimentos que não deve faltar nos planos de refeição para pacientes com hipertrigliceridemia.

Ele é rico em substâncias sulfurosas que ajudam a regular os lipídios do sangue, que por sua vez, ajudam a eliminar as toxinas.

Aconselha-se sua ingestão em jejum e cru, pois é a melhor maneira de aproveitar ao máximo suas propriedades.

8. Mamão papaia

O mamão contém antioxidantes, fibras e enzimas naturais que promovem o processo de digestão de gordura, ao mesmo tempo em que reduzem a tendência de acumular o colesterol ruim e triglicerídeos.

Consumido sozinho ou em batidas e saladas, é uma boa alternativa para impedir a formação de placas nas artérias.

Considere que a inclusão desses alimentos na dieta é apenas um suplemento para combater este problema de saúde. Dessa forma, é essencial aumentar a ingestão de água e evitar o consumo excessivo de frituras, laticínios, e outras fontes de gorduras saturadas.

Pode interessar a você...
Dieta para controlar o colesterol ruim (LDL)
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Dieta para controlar o colesterol ruim (LDL)

Você descobriu que tem algum problema de saúde e precisa adotar uma dieta para controlar o colesterol ruim? Nesse caso, não espere muito!