7 ideias para tratar as assaduras

A assadura é um tipo de dermatite que costuma causar muito desconforto ao bebê. Mantê-lo o mais limpo e seco possível é uma das medidas para evitar o problema. Saiba mais sobre o assunto e como preveni-lo.

Mais cedo ou mais tarde, a qualquer momento, toda mãe terá que tratar as assaduras que seu bebê está sofrendo devido às fraldas descartáveis. Embora a invenção das fraldas descartáveis ​​economize horas de trabalho em casa, também trouxe para o bebê essa consequência indesejável: uma dermatite que causa muito desconforto.

Enquanto os grandes fabricantes de fraldas descartáveis mantêm escondida a composição química de seus produtos, já se sabe que alguns componentes usados para absorver a umidade podem causar este tipo de dermatite e outras alergias em alguns bebês. Estes componentes são o ácido acrílico, a celulose e o cloro.

O que causa as assaduras?

A principal causa da assadura é a umidade. Não importa o quão absorvente seja uma fralda descartável, sempre há um pouco de umidade. Quando a urina é misturada com as bactérias das fezes, gera amônia, o que irrita a delicada pele do bebê.

A diarreia também é muito irritante, principalmente se ocorrer em qualquer uma das seguintes situações:

  • Mudança na alimentação do bebê. Uma nova fórmula de leite é introduzida ou inicia-se a ingestão de sólidos.
  • O bebê precisa tomar antibióticos ou a mãe é quem precisa tomar e passa ao bebê através do leite materno.
  • Início da dentição.

As alergias aos componentes da fralda descartável, as reações aos sabões usados para lavar as fraldas de pano e os produtos infantis, como talcos e pomadas, também desencadeiam este tipo de dermatite.

Como prevenir as assaduras?

Criança usando fralda

A melhor medida para tratar as assaduras é a prevenção. Manter o bebê o mais limpo e seco possível é essencial. Você pode verificar a cada duas horas para ver o estado da fralda. Da mesma forma, se ele chorar, dê uma olhada, pois o bebê pode estar molhado ou qualquer outra coisa.

Depois de remover a fralda, é importante que você lave e seque bem as genitais e as nádegas do bebê. Veja se não há umidade entre as dobras da pele.

Evite apertar demais a fralda para circular um pouco de ar. Além disso, é uma boa opção usar um tamanho maior do que o bebê precisa para que a pele não esfregue contra a superfície da fralda descartável. Aplique um creme protetor que crie uma camada impermeável entre a pele do bebê e a fralda.

Para evitar irritação, também suspenda o uso de lenços umedecidos. Sem dúvida, eles são muito práticos para quando você está longe de casa, mas evite utilizá-los o tempo todo.

Ao usar este tipo de lenço, lembre-se de secar a pele do bebê antes de colocar uma nova fralda. Desta forma, a umidade dos produtos químicos que contêm não ficará presa entre a pele e a fralda.

Leia também: Como combater a constipação em bebês

Como tratar as assaduras?

Se, ao retirar a fralda do bebê, você encontrar vermelhidão, inflamação, pequenas bolinhas e a área pouco quente: seu bebê está com assadura. A irritação pode envolver apenas as genitais e o ânus, ou se estender até a barriga, nádegas e coxas. As medidas básicas para tratar as assaduras são:

  • Trate a área com muito cuidado. Ao lavar e secar a pele irritada, evite esfregar com força.
  • Evite aplicar talcos ou hidratantes para crianças ou adultos.
  • Certifique-se de que o bebê passe o maior tempo possível sem fralda.
  • Mude a marca da fralda descartável ​​ou experimente fraldas ecológicas.
  • No caso de fraldas de pano, evite cobri-las com roupas de plástico, pois elas favorecem a concentração de umidade.
  • Coloque um protetor à prova d’água entre o colchão e o lençol, já que o bebê pode dormir sem a fralda.
  • Depois de limpar a área, aplique leite materno e deixe secar ao ar livre. O leite materno tem anticorpos que podem curar esta irritação.

Não perca este artigo: Bebês nascidos por cesárea recebem “banho” de bactérias vaginais

Quando ir ao médico?

Bebê dormindo calmamente

Com cuidado e dedicação, é possível tratar as assaduras sem precisar ir ao pediatra. No entanto, você deve notificar o médico se notar algum dos seguintes sintomas:

  • Bolhas.
  • Bolhas de pus.
  • Secreções amareladas.
  • Feridas abertas.

Se esses sintomas aparecerem, a dermatite pode ter sofrido complicações devido a uma infecção fúngica. Nesse caso, o médico deve prescrever um antibiótico oral para o bebê.

Cuidados extras

Se o seu bebê tiver diarreia pelas razões mencionadas acima, você deve evitar que sua alimentação acidifique mais as fezes. Nesse sentido, evite que ele consuma leite e açúcar. Opções como iogurte e fórmulas lácteas têm ambos os componentes. Talvez você deva suspendê-los por alguns dias.

Essa medida também se aplica à mãe que está amamentando um bebê com diarreia. O açúcar e a proteína dos laticínios que você consome passarão pelo peito até o bebê. Isso não inclui o leite materno, porque sua composição é adaptada à anatomia do bebê e ajudará a estabilizá-lo.

E um ponto muito importante: não se culpe. É normal que as crianças sofram de assaduras, principalmente quando usam fraldas descartáveis. Com os devidos cuidados, logo o bebê estará recuperado.

Reflexão final

Bebê usando fralda

As fraldas descartáveis ​​são altamente poluentes. Embora não seja muito claro quanto tempo levam para se decompor, estima-se que elas possam levar entre 100 e 300 anos. O processo de branqueamento da celulose por meio do qual a fralda descartável é produzida também descarrega componentes tóxicos no ambiente.

Adicionado a isso, os componentes químicos utilizados na fabricação das fraldas descartáveis também não são totalmente conhecidos, por isso o impacto que tais produtos químicos podem ter sobre a saúde futura do bebê não foi bem estudado.

Embora usar fraldas ecológicas acrescente trabalho ao cuidado do bebê, é imperativo considerá-las. Nossos bebês não devem ter uma dívida ambiental que não lhes pertence. Vale a pena refletir sobre o assunto.

Recomendados para você