Desintoxicar o sistema linfático: remédios naturais

17 de janeiro de 2019
Desintoxicar o sistema linfático assegura uma saúde geral melhor. As massagens específicas realizadas por profissionais estimulam o movimento da linfa e sua drenagem para obter resultados melhores.

Quando foi a última vez que fez algo para desintoxicar seu sistema linfático? Nunca? A realidade é que poucos o fazem de forma regular, ainda que devessem para ser mais saudáveis.

Antes de tomar remédios naturais que ajudarão a desintoxicar o sistema linfático, comecemos por entender melhor esta parte de nosso organismo.

Em primeiro lugar, o sistema linfático é uma rede emaranhada de nódulos e glândulas do sistema circulatório por onde a linfa circula.

Em suma, este líquido tem como função liberar o organismo de doenças, melhorar os mecanismos de defesa e imunidade.

Ao depurar seu sistema linfático evitará doenças, inflamação, acumulação de toxinas e excesso de peso por gordura acumulada.

Veja alguns remédios naturais para ajudar no processo.

1. Água com suco de limão para desintoxicar o sistema linfático

Água com suco de limão para desintoxicar o sistema linfático

A água mantém o organismo hidratado e o limpa, facilitando seu bom funcionamento. Este remédio não só serve para desintoxicar o sistema linfático, mas também proporciona ao corpo vitaminas e minerais essenciais.

Ingredientes

  • 1 copo de água (200 ml)
  • O suco de ½ limão

Preparo

  • Combine os dois ingredientes e beba de imediato.

Para obter os resultados desejados de desintoxicação do sistema linfático, recomenda-se tomar este preparo a cada 3 dias durante um mês.

2. Infusão de calêndula

A calêndula é uma grande aliada da medicina natural. Além de ter propriedades antibióticas e refrescantes, é um bom remédio para desintoxicar o sistema linfático.

Tomar esta infusão regularmente promove a eliminação de toxinas e regula a produção de linfa.

Ingredientes

  • 1 xícara de água (250 ml)
  • 1 colherzinha de flores de calêndula (5 g)

Preparo

  • Primeiramente, em uma panela, coloque a água para ferver.
  • Assim que entrar em ebulição, adicione as flores de calêndula.
  • Em seguida, deixe repousar até que a infusão esteja à temperatura ambiente e coe.
  • Por fim, beba uma xícara desta infusão durante 15 dias seguidos para conseguir bons resultados.

3. Chá de erva-doce

Chá de erva-doce para desintoxicar o sistema linfático

As propriedades diuréticas e anti-inflamatórias da erva-doce ajudam na expulsão de toxinas que interferem no bom funcionamento do sistema linfático.

Este chá tem propriedades antioxidantes, vitaminas e minerais que agem como protetores sobre as células.

Ingredientes

  • 1 xícara de água (250 ml)
  • 1 colherzinha de erva-doce fresca ralada (5 g)

Preparo

  • Em primeiro lugar, em uma panela, adicione a água e a erva-doce.
  • Em seguida, deixe ferver em fogo baixo durante 5 minutos.
  • Deixe repousar até que esteja a uma temperatura ambiente e coe.
  • Para obter os efeitos desejados, recomendamos beber uma xícara desta infusão durante 7 dias.

Saiba mais: Salada de poucas calorias com quinoa, erva-doce e tomates

4. Chá de alho com limão

O alho tem excelentes propriedades antibióticas e antioxidantes. Além disso, é um excelente desintoxicante e um grande aliado para o sistema cardiovascular ao favorecer a circulação, reduzir o colesterol ruim ou LDL e dilatar os vasos sanguíneos.

Um copo desta infusão proporciona vitamina a, B1, B2 e C, fortalece o sistema imunológico e favorece o funcionamento do sistema linfático.

Ingredientes

  • 1 dente de alho pequeno a médio
  • 1 copo de água (250 ml)
  • 1 colherzinha de gengibre ralado (5 g)
  • 1 colherzinha de suco de limão (15 ml)
  • 1 colher de sopa de mel (25 g)

Preparo

  • Primeiramente, coloque o copo de água para esquentar.
  • Enquanto a água ferve, corte o alho em pedacinhos muito pequenos para obter suas propriedades durante o cozimento.
  • Assim que que a água entre em ebulição, adicione o gengibre ralado e o alho picado.
  • Deixe em fogo baixo por 15 minutos.
  • Logo depois desse tempo, desligue o fogo e deixe repousar por mais 10 minutos.
  • Uma vez repousada, coe a infusão.
  • Adicione a colher de sopa de suco de limão e o mel para adoçar.
  • Recomendamos tomar uma xícara todos os dias, em jejum, depois de levantar.

5. Chá de cúrcuma, gengibre e limão

Chá de cúrcuma, gengibre e limão para desintoxicar o sistema linfático

Este chá ajuda na eliminação de toxinas, por isso limpa de forma natural o sistema linfático. Além disso, contém minerais, vitaminas e antioxidantes que fortalecem as defesas.

Ingredientes

  • 1 colherzinha de cúrcuma em pó (5 g)
  • 1 colherzinha de gengibre ralado (5 g)
  • 1 xícara de água (250 ml)
  • O suco de ½ limão

Preparo

  • Primeiramente, em uma panela, adicione a água, a cúrcuma e o gengibre.
  • Em seguida, deixe ferver por 5 minutos.
  • Retire do fogo, coe o preparo e adicione o suco de limão.
  • Por fim, tome uma xícara do chá em jejum, durante 7 dias.

Leia mais: Os benefícios do gengibre para a mulher

6. Massagem linfática

Além de tomar as infusões que recomendamos, procure visitar sua massagista, pelo menos uma vez por mês, para receber uma massagem linfática.

Esta massagem implica em uma pressão suave e circular que estimula a linfa e facilita a drenagem do corpo.

Procure um massagista profissional e com experiência o suficiente. É possível que se depare com alguns que optam por não dar estas massagens devido ao trabalho físico que elas implicam.

Qualquer um dos remédios naturais mencionados proporciona a possibilidade de desintoxicar seu sistema linfático e evitar doenças.

Por fim, para manter seu organismo em bom estado, com energia e saudável, lembre-se de que também deve manter um estilo de vida saudável.

  • Sueth-Santiago, V., Mendes-Silva, G. P., Decoté-Ricardo, D., & Lima, M. E. F. (2015). Curcumina, o pó dourado do açafrão-da-terra: introspecções sobre química e atividades biológicas. Química Nova38(4), 538-552.
  • PALHARIN, L., FIGUEIREDO NETO, E., CAMARGO LOPES, M. P., & BOSQUÊ, G. G. (2008). Estudo sobre gengibre na medicina popular. Revista Cientifica.
  • Trucom, C. (2014). O poder de cura do limão. Alaúde Editorial.
  • Parente, L. M. L., Silva, M. S. B., Lino-Júnior, R. S., Paula, J. R., Trevenzol, L. M. F., Zatta, D. T., & Paulo, N. M. (2009). Efeito cicatrizante e atividade antibacteriana da Calendula officinalis L. cultivada no Brasil Healing effect and antibacterial activity of Calendula officinalis L. cultivated in Brazil. Revista Brasileira de Plantas Medicinais11(4), 383-391.
  • de Matos Volpato, A. M., de Moura Rios, E., Miguel, M. D., Sander, P. C., & Miguel, O. G. (2001). Investigação da atividade antibacteriana de Calendula officinalis L.(Asteraceae). Visão Acadêmica2(1).