6 propriedades curativas da sálvia

26 Dezembro, 2019
Salvia officinalis é uma erva que tem usos múltiplos, tanto no campo gastronômico quanto no medicinal.

As propriedades curativas da sálvia fazem parte da sabedoria popular há centenas de anos e há quem ainda decida tirar proveito dela. Você sabe quais são? Caso você não se lembre de todas, ou não as conheça, discutiremo-as a seguir.

A sálvia ( Salvia officinalis ) é uma planta conhecida há centenas de anos. Surge em várias áreas, incluindo o Mediterrâneo, e é caracterizada por ter flores violetas e brancas.

Propriedades curativas da sálvia

A sálvia é uma planta que, quando preparada como infusão e consumida, contribui para o alívio de certos desconfortos, como cólicas menstruais, digestão pesada, retenção de líquidos e outros desconfortos da menopausa, só para citar alguns.

Por ter um efeito emenagogo, estimula o fluxo menstrual, o que ajuda a sentir alívio em caso de cólicas e dores de estômago. Além disso, considera-se que a infusão ajuda a:

  • Acalmar cólicas estomacais, como se fosse um espasmo.
  • Tem um efeito diurético, por isso estimula a micção.
  • Modera a atividade do sistema nervoso, ajudando a pessoa a se acalmar.
Camomila e salsa remédio para amenorréia ou falta de menstruação

Questões importantes:

  • Como a infusão desta planta pode causar reações adversas, ela não deve ser consumida em grandes quantidades. De fato, você não deve beber mais de uma ou duas xícaras por dia.
  • A bebida pode interferir com terapias hipoglicêmicas e anticonvulsivantes.
  • Também pode aumentar o efeito sedativo dos medicamentos.
  • É contra-indicada em caso de gravidez e lactação. 

Segundo crenças populares, o consumo da infusão de sálvia pode aliviar o desconforto da síndrome pré-menstrual e inflamações.

Outros benefícios associados à bebida com sálvia

As propriedades curativas da sálvia podem variar. Por exemplo, do ponto de vista dos homeopatas, esta planta pode oferecer muito mais benefícios, enquanto pesquisadores científicos e especialistas em saúde só conseguiram verificar alguns (como os já mencionados acima).

Segundo os defensores da medicina natural, a infusão de sálvia pode ajudar a expulsar os gases e evitar os desconfortos que eles produzem quando se acumulam na área abdominal. Portanto, há quem afirme que seria aconselhável consumir uma xícara de infusão de sálvia após uma refeição farta.

Acidez

Além de ser usada como tônico estomacal, também é usada como remédio para aliviar úlceras. No entanto, se você as tiver, é melhor evitar o consumo de ervas e afins, pois isso pode ser contraproducente. 

Melhoraria a memória?

Devido ao fato de que a sálvia pode moderar a atividade do sistema nervoso, há quem pense que ela pode ser um remédio natural para prevenir a doença de Alzheimer e os déficits de memória associados à idade.

No entanto, não foi demonstrado que esta planta tenha tais efeitos ou que o consumo regular de sua infusão possa retardar o aparecimento da referida doença.

Seria necessário aprofundar isso para determinar se a erva é realmente útil ou não.

Nota final

Como vimos, as propriedades curativas da sálvia não são essenciais para que alguém goze de boa saúde ou mantenha um estilo de vida saudável. Portanto, lembre-se de que a coisa mais apropriada a fazer é manter bons hábitos de vida e consultar-se com o médico o que é mais apropriado (caso você sinta algum desconforto).

A sálvia é uma erva que também é usada na cozinha para aromatizar os preparativos (especialmente massas, cordeiro e frango); portanto, se desejar, você pode incorporá-la em suas receitas para dar um toque muito mais tradicional.

  • Nascimento, G. G. F., Locatelli, J., Freitas, P. C., & Silva, G. L. (2000). Antibacterial activity of plant extracts and phytochemicals on antibiotic-resistant bacteria. Brazilian Journal of Microbiology. https://doi.org/10.1590/S1517-83822000000400003
  • Mohsen Hamidpour, Rafie Hamidpour, Soheila Hamidpour, Mina Shahlari (2014) Chemistry, Pharmacology, and Medicinal Property of Sage (Salvia) to Prevent and Cure Illnesses such as Obesity, Diabetes, Depression, Dementia, Lupus, Autism, Heart Disease, and Cancer https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4003706/