6 fatores que aumentam o colesterol

Ainda que existam alguns aspectos do colesterol que não podemos controlar, sempre é possível melhorar alguns hábitos e nos manter ativos para que não se desequilibre, evitando assim problemas maiores.

Você sabe quais são alguns dos fatores que aumentam o colesterol? Esta condição, também conhecida como hipercolesterolemia, é um problema que deteriora a saúde cardiovascular, já que a substância fica retida nas paredes das artérias.

Esse lipídio, secretado naturalmente pelo fígado, participa da atividade celular de todo o organismo e, além disso, é necessário para a formação de ácidos biliares, para a produção de hormônios e para outras tarefas importantes.

O problema ocorre quando o corpo absorve muito colesterol ruim (LDL), ou diminui sua capacidade de sintetizá-lo e usá-lo de forma correta.

Como resultado, aumenta o risco de aterosclerose e, nos casos mais graves, ocorrem infartos do miocárdio, problemas hepáticos e outras reações que diminuem a qualidade de vida.

O mais preocupante é que muitas pessoas não prestam atenção ao problema e ignoram quais podem ser os desencadeantes do aumento de seus níveis.

Por essa razão, neste artigo queremos destacar 6 fatores que aumentam o colesterol para que você fique mais atento aos seus hábitos diários.

Quais são os fatores que aumentam o colesterol?

1. Hábitos alimentares

As gorduras saturadas aumentam o colesterol

Os hábitos alimentares têm muito a ver com o aumento ou controle dos níveis de colesterol no organismo.

Enquanto o consumo excessivo de gordura e alimentos processados pode causar o acúmulo excessivo, uma dieta rica em vegetais e gorduras saudáveis pode facilitar seu controle.

  • É essencial revisar o plano de alimentação e, é claro, identificar os alimentos que aumentam a presença desse lipídio no sangue.
  • Em seu lugar, devemos aumentar o consumo de ômega 3, vitamina E e de aminoácidos essenciais.

2. Sedentarismo

Manter um estilo de vida sedentário é uma das principais causas do acúmulo excessivo de colesterol ruim nas artérias.

A inatividade diminui a capacidade do corpo de transformar as fontes de gordura em energia e, portanto, leva à sua retenção.

  • Fazer atividade física regular, pelo menos durante 30 minutos, é um hábito que promove o controle desse lipídio.
  • O exercício cardiovascular, como caminhar ou andar de bicicleta, ajuda a diminuí-lo consideravelmente.

3. Sobrepeso e obesidade

Mulher tentando fechar calça jeans, com barriga grande

As pessoas que sofrem de sobrepeso e obesidade têm mais chances de sofrer com o excesso de colesterol em comparação com alguém cujo peso é estável e saudável.

O acúmulo de gordura no organismo diminui a capacidade de remover esse lipídio das artérias e, por causa disso, aumenta a tendência de se formarem placas nas mesmas.

  • É fundamental vigiar de maneira contínua o peso corporal e, no caso de estar em excesso, adotar um estilo de vida saudável, que facilite seu controle.
  • Diminuir pelo menos em 10% o índice de massa corporal contribui para prevenir transtornos cardiovasculares severos.

4. Estresse

A má gestão de episódios de estresse pode se tornar uma potencial causa de colesterol alto e de doenças cardiovasculares.

Além de afetar a saúde emocional, esse inimigo do organismo pode afetar os processos que ajudam a remover o lipídio das artérias.

Por outro lado, cabe mencionar que quem sofre com ele tende a escolher alimentos pouco saudáveis para aliviar o estresse.

  • Por isso, é importante adotar técnicas de relaxamento diárias e exercícios de respiração.
  • Também podemos consumir alimentos saudáveis que promovam o bem-estar mental, já que melhoram o estado de ânimo sem aumentar a presença desse lipídio daninho.

5. Consumo excessivo de álcool

Mulher com um copo de bebida alcoólica

O consumo excessivo de bebidas alcoólicas é um fator associado ao risco de hipercolesterolemia, dado que suas toxinas afetam o funcionamento do coração, a saúde arterial e o fígado.

Isso, em conjunto, impede que o colesterol seja sintetizado de maneira ótima nas células e, além disso, gera um acúmulo de gorduras prejudiciais nas artérias.

  • Evite ao máximo ingerir álcool, independentemente da ocasião.
  • Se você tem problemas com o alcoolismo, busque ajuda profissional para superá-lo.

6. Histórico familiar

Um dos fatores que não podemos deixar passar como causa do colesterol alto é o histórico familiar ou os antecedentes genéticos.

Uma pessoa cujos familiares sofreram com esse problema tem mais que o dobro do risco de sofrer com ele em alguma fase da vida.

  • Por isso, o ideal é adotar desde cedo um estilo de vida saudável, limitando ao máximo as fontes externas de colesterol.
  • Isso deve ser complementado com checkups médicos regulares, que permitem determinar a gravidade do problema.

Você identifica estes fatores que aumentam o colesterol em sua vida? Acredita que seus níveis podem estar altos? Evite por completo os alimentos que o contêm e, além disso, mantenha-se ativo fisicamente e procure ter hábitos saudáveis.

Recomendados para você