6 alimentos que não se deve incluir na dieta

9 de abril de 2018
Embora à primeira vista possam parecer inofensivos, a verdade é que o consumo de alguns alimentos pode ter sérias consequências em nossa saúde, por isso devemos evitá-los ao máximo.

A indústria invadiu o mercado com uma grande variedade de alimentos que não se deve incluir na dieta. Embora sejam deliciosos, podem ser prejudiciais para o organismo.

Por meio da propaganda e da publicidade nos fazem pensar que são alternativas rápidas e “saudáveis” para acabar com a fome, já que geralmente vêm prontos para o consumo e são enriquecidos com alguns nutrientes.

O problema é que não lemos os rótulos em detalhes e ignoramos que eles contêm uma grande variedade de substâncias adicionadas que, com o tempo, podem causar efeitos negativos para a saúde.

Na verdade, tais alimentos tendem a concentrar mais calorias do que os produtos orgânicos, e são fortes influências nos problemas atuais de excesso de peso e de doenças metabólicas.

Como identificá-los? Por que é importante limitar seu consumo? Nesta ocasião, queremos compartilhar em detalhes os 6 principais alimentos, para que você tente limitá-los ao máximo em sua dieta.

Alimentos que não se deve incluir na dieta

1. Carnes processadas

Carnes processadas

As carnes processadas são muito atraentes para os consumidores devido ao seu sabor e aparência fresca. Elas são fáceis de adicionar em diferentes receitas  e representam uma opção rápida para cozinhar.

O problema de consumi-las é o seu alto teor de sódio, uma substância que pode causar retenção de líquidos e problemas inflamatórios.

Elas também contêm aditivos químicos, como nitritos e nitratos, que têm sido associados a vários tipos de câncer.

Conselho

  • Substitua este alimento por carnes frescas e magras: frango, peru, peixe, etc…

2. Batatas fritas

Elas são deliciosos e parecem o lanche ideal para aqueles momentos em que a fome ataca. No entanto, devido ao seu alto teor de gorduras saturadas e sódio, é um alimento que deve ser excluído da dieta.

Seu consumo regular pode influir no aumento dos níveis de colesterol e nos descontroles da atividade metabólica. Além disso, faz parte do grupo de alimentos que mais engordam .

Conselho

  • Você quer desfrutar de deliciosas batatas sem afetar sua saúde? Prepare-as em casa, com pouca gordura ou assadas.

3. Barras de cereais

Barras de cereal

Há alguns anos o comércio vende barras de cereais como uma opção rápida e saudável para acalmar o desejo de comer durante períodos de ansiedade.

É verdade que muitos contêm cereais e ingredientes naturais que nos fornecem nutrientes essenciais. No entanto, não devemos ignorar que entre seus componentes existem açúcares e aditivos químicos que podem causar desequilíbrios no corpo.

Conselho

  • Opte por consumir um pequeno punhado de nozes, aveia ou sementes.

4. Óleos vegetais refinados

O uso excessivo de óleos vegetais se espalhou pelo mundo e, de fato, é quase impossível eliminá-los completamente da dieta.

Embora nem todos os óleos vegetais sejam ruins, a maioria das apresentações comerciais é refinada e concentra gorduras prejudiciais à saúde cardiovascular e metabólica.

Algumas das opções que devem ser evitadas são:

  • Óleo de soja, de palma e de milho
  • Margarina

Conselho

  • Evite receitas com esses óleos ao máximo. Escolha cozinhar com azeite de oliva ou preparar suas refeições no vapor.

5. Farinha branca

Farinhas refinadas

As farinhas brancas têm se apoderado de uma parte muito importante do mercado, não apenas em sua apresentação tradicional, mas em uma ampla variedade de produtos que as utilizam como base.

O que os consumidores ignoram é que trata-se de um ingrediente submetido a um processo de refino que, infelizmente, afeta significativamente sua qualidade nutricional.

Embora em pequenas porções não cause complicações, seu consumo excessivo pode provocar problemas de excesso de peso, inflamação abdominal e alta glicose.

Conselho

  • Adquira farinha e produtos integrais. Se desejar, experimente farinhas não convencionais, como a de centeio, de grão de bico ou de coco.

6. Alimentos enlatados

Os alimentos enlatados ainda são uma opção rápida para aqueles que não têm muito tempo para cozinhar. Eles são fáceis de usar, têm um sabor muito agradável, e sua data de validade é geralmente muito distante.

Quão conveniente é consumi-los? Considerando que eles estão sujeitos a processos industriais de conservas, seria bom pensar duas vezes antes de incluí-los frequentemente na dieta.

A indústria não avisa que seu teor de nutrientes é reduzido e, além disso, concentram produtos químicos que prejudicam a saúde intestinal.

Conselho

  • Prepare os seus cardápios com antecedência e tente usar alimentos frescos e orgânicos.
  • Use produtos enlatados apenas ocasionalmente.

Você costuma comer esses alimentos regularmente? Agora que você sabe por que deve evitá-los, tente substituí-los por opções saudáveis.

Recomendados para você