5 técnicas para melhorar sua memória e agilidade mental

5 de dezembro de 2018
Está perdendo a memória e a agilidade mental? Não se preocupe. O cérebro é como um músculo que podemos exercitar por meio de atividades cotidianas.

Puxa, que memória! Não me lembro onde coloquei o carregador!

Você se esqueceu daquela consulta tão importante? Notou que está perdendo um pouco da habilidade mental? Já não tem tanta criatividade quanto antes?

Pois fique sabendo que assim como exercitamos nosso corpo para estar em forma, o cérebro também pode ser “treinado” por meio de atividades cotidianas.

Explicaremos para você quais são as melhores técnicas para melhorar sua memória e habilidade mental! Não demora muito e você notará mudanças no seu dia a dia!

1. Evite a rotina, faça algo novo todos os dias para estimular sua memória

Estimular sua memória com atividades diferentes

É importante levar em consideração que um dos maiores inimigos de nossa memória e da nossa habilidade mental é fazer todo dia a mesma coisa. O trabalho, as tarefas da casa, ir ao mercado, fazer isso, fazer aquilo…

Pouco a pouco, caímos em uma rotina que cria uma espécie de privação sensorial, onde o cérebro já não tem estímulos com os quais se ativar.

Isso também pode interessar você: 6 truques para manter a memória em forma

A monotonia e essas rotinas que nunca mudam empobrecem nossa criatividade e não nos oferecem situações novas das quais aprender, experimentar ou desfrutar. Assim, é fundamental que todos os dias façamos algo diferente quando possível.

Talvez hoje mesmo, ao chegar em casa, você possa fazer alguns exercícios de ioga. Amanhã, sair para caminhar, no dia seguinte, fazer aulas de dança… O que quiser, mas… Lembre-se de sair da rotina!

2. Foque-se no aqui e agora

Treinar sua memória vivendo o momento

Outro problema que costumamos ter com muita frequência é pensar em mil coisas enquanto estamos fazendo algo específico.

É possível que enquanto você está jantando, por exemplo, sua mente esteja repassando tudo o que foi feito durante o dia: pensa nas conversas, nos problemas, no que vai fazer amanhã e nas obrigações que tem mais para frente.

Porém, sabe o que está acontecendo de verdade? Está perdendo o seu presente, seu “aqui e agora”!

E, por isso, não percebe de que desligou o fogo, de que havia marcado tal hora com sua amiga… Se não se ligar no que está acontecendo, seu cérebro divagará em uma nuvem imprecisa, sem nunca focar sua atenção. Valorize mais o presente!

3. Saia para caminhar e relaxe sua mente!

Relaxar faz bem à memória

A caminhada deve se tornar sua vitamina diária, seu “tranquilizante natural” e “antidepressivo milagroso”.

É um modo maravilhoso de melhorar sua memória e habilidade mental porque é um exercício que fixa você no presente, faz você se conscientizar do seu corpo, dos seus pés tocando o chão, de seu coração funcionando.

Por sua vez, caminhar folga as tensões e libera peso, e quando isso ocorre, quando deixamos sair todas essas cargas, a mente se encontra mais livre para pensar, para imaginar, para acreditar…

Que tal começar a pôr esta atividade tão simples em prática?

Leia também: Alimentos naturais para combater a perda de memória

4. Diga sim ao bom humor e às risadas, e não aos pensamentos obsessivos

Bom humor faz bem à memória

Há pessoas que costumam alimentar constantemente os pensamentos negativos:

  • “Eu não posso com isso”,
  • “Sou um desastre, sempre me esqueço das coisas”,
  • “Não posso confiar em minha pouca memória”,
  • “Sem dúvidas vou me esquecer e me confundir”.

Algumas vezes, entretanto, estes pensamentos negativos são propiciados por todos aqueles que nos rodeiam, que se encarregam de nos lembrar que, realmente, somos esquecidos. E certamente não há nada pior.

Mas se você aceitar essas ideias estará reforçando ainda mais sua pouca memória e enfraquecerá sua autoestima.

Não os escute. Pare a corrente de pensamentos negativos em seu cérebro e comece a viver a vida com um bom sentido de humor, aprenda a rir e ver o lado bom das coisas.

Às vezes custa, sabemos disso, mas a risada relaxa e alivia as tensões, e um cérebro livre de estresse assenta melhor as memórias e é mais ágil.

5. Seja criativa: teça, escreva, dance, desenhe

Para melhorar a memória e a habilidade mental então, além de estimular nossas emoções positivas e sair da rotina, é importante nunca perder a capacidade de aprender coisas novas.

De que modo podemos aprender coisas novas? Não é necessário nos matricularmos agora em uma universidade. A vida está cheia de coisas grandes e pequenas para aprender e que, ainda que você não acredite, não custam caro.

Você só precisa de sua vontade própria e de uma ou duas horas ao dia para praticá-las.

Então, vamos experimentar? Aqui vão alguns exemplos simples.

Teça: este exercício ancestral esconde na realidade grandes benefícios para sua saúde física e mental, porque desenvolve a criatividade, alivia o estresse, estimula as relações sociais ao compartilhar técnicas e além de tudo isso, focaliza sua atenção.

Anime-se a tecer a mão, você ficará fascinada.

Leia, escreva: porque há muitos livros, mil mundos novos para descobrir e que ajudarão você a ter mais habilidade mental e melhorar sua memória.

É como abastecer de “combustível” o cérebro e isso é bom para mantê-lo jovem e com seus processos cognitivos em bom estado.

As vantagens da internet: nem tudo o que encontramos na internet é ruim. Ela é um oceano de aprendizagem que pode oferecer interessantes técnicas para melhorar sua memória.

Existem jogos e programas muito adequados que são realmente efetivos para ativar o cérebro, portanto não deixe de experimentar!

As dicas foram úteis pra você? Sendo assim, não deixe de ler nossos próximos artigos.

Pavão, R. (2008). Aprendizagem e memória. Revista de Biologia. https://doi.org/10.7594/revbio.01.05