5 remédios caseiros para tratar infecções da pele

01 Janeiro, 2020
Para tratar uma infecção de pele, é importante conhecer sua(s) causa(s); por isso, é essencial consultar o dermatologista para uma avaliação. Uma vez que o diagnóstico é dado, é importante atender às suas recomendações e cumprir o tratamento recomendado.

A pele é uma das partes do corpo humano mais propensas a doenças, uma vez que está totalmente exposta à inclemência do ambiente. As infecções de pele podem ocorrer de várias maneiras.

Desde pequenas pústulas, causadas pelo excesso de pus nos poros, até o temido fungo da pele, uma das condições mais irritantes e desagradáveis ​​(do ponto de vista estético).

Abaixo, falaremos quais são alguns dos remédios populares mais recomendados no nível popular para tratar infecções da epiderme, quais são recomendadas e quais não são.

O que é a pele?

É o órgão mais extenso do corpo humano. Geralmente, tem um comprimento total de 2 metros na idade adulta. No entanto, as dimensões variam de acordo com a textura e a idade.

Sua principal função é servir como barreira protetora dos órgãos internos do corpo diante dos fatores externos.

A espessura da pele varia de 0,5 mm a 4 mm, de acordo com as diferentes áreas do corpo. Em relação à sua estrutura, divide-se em três camadas principais: a epiderme, a derme e a hipoderme.

  • A epiderme: é a camada mais superficial da pele. É composta por queratinócitos, células que contêm uma proteína chamada queratina. Esta é a encarregado por atuar como um órgão defensivo diante do impacto da água.
  • A derme: esta é a segunda camada da pele, a mais grossa. Está diretamente ligada à membrana basal. Sua função é proteger contra os diferentes traumas a que pode ser exposto.
  • A hipoderme: é o tecido subcutâneo, a camada organizada para o armazenamento de gordura. É composta de fibras colágenas e elásticas que proporcionam mobilidade à pele, além da capacidade de expansão.

Por que combater as infecções na pele?

Por que combater as infecções na pele?

As infecções da pele que não são tratadas precocemente podem causar uma variedade de sérios desequilíbrios no funcionamento do corpo, o que pode até levar à morte. Entre eles podemos destacar a alta produção de glóbulos brancos no sangue, que acabam se tornando pus.

Por estas razões, é extremamente importante impedir a produção de bactérias e micro-organismos que podem causar esses desequilíbrios.

Isso é ainda mais importante para pessoas com sistemas imunológicos fracos. Para tratar as infecções da pele, existe uma série de antibióticos caseiros que são muito eficazes.

Como prevenir as infecções da pele?

É essencial manter a pele livre de qualquer tipo de lesão. Os cortes e queimaduras, por exemplo, são catalisadores para a proliferação de bactérias cutâneas.

Por outro lado, manter a pele adequadamente limpa é vital. Lembre-se de que o acúmulo de germes é uma das principais causas do aparecimento de infecções.

Da mesma forma, é essencial evitar a umidade na pele, uma vez que os micro-organismos tendem a se reproduzir em ambientes úmidos.

Remédios caseiros para tratar infecções da pele

Embora os médicos recomendem evitá-los porque podem causar reações adversas, de acordo com crenças populares, as infecções de pele podem ser aliviadas pelos seguintes elementos.

1. Bicarbonato de sódio

Bicarbonato de sódio

Ingredientes

Preparação

  • Primeiro, misture os dois ingredientes para formar uma pasta.
  • Em seguida, coloque-a na superfície do corpo que deseja tratar.

2. Pomada de iogurte e limão

Pomada de iogurte e limão

Ingredientes

  • 2 colheres de sopa de iogurte (40 g)
  • 3 colheres de chá de suco de limão (15 ml)

Preparação

  • Combine o iogurte com o suco de limão até obter uma mistura homogênea.
  • Aplique na área afetada, deixe por alguns minutos e depois enxague bem com água e sabão.

Nota: os dermatologistas não recomendam a aplicação de suco de limão na pele para tratar infecções, imperfeições da pele ou qualquer coisa desse tipo, pois pode causar irritação, manchar a pele e agravar o problema inicial. O fato dos remédios caseiros incluí-lo como ingrediente não significa que seja 100% benigno ou recomendado.

3. Aloe vera

Aloe vera

Embora o gel de aloe vera seja comumente usado para fazer todos os tipos de produtos para cuidados com a pele, ele não é o elemento mais recomendado para tratar infecções de pele.

No entanto, existem aquelas pessoas que aplicam gel de aloe vera natural na pele, para hidratá-la e reduzir as bactérias que estão causando a infecção.

4. Mel

A sabedoria popular considera o mel um antibiótico natural. Portanto, recomenda-se usá-lo para aliviar algum desconforto causado pelas infecções de pele, como ressecamento e coceira, por exemplo.

5. Infusões de folhas de oliveira

Azeite de oliva

De acordo com crenças populares, as folhas de oliveira podem ajudar a combater infecções da pele, pois acredita-se que tenham um efeito antisséptico. Há quem a aplique diretamente na área afetada, enquanto outros bebem a infusão que é preparada com as folhas e outros optam por preparar a infusão e aplicá-la como um tônico caseiro.

No entanto, do ponto de vista médico, nenhuma dessas opções é aconselhável, motivo pelo qual comentamos: nem todas as peles são iguais e nem todas reagem favoravelmente aos tratamentos naturais. Portanto, é sempre melhor consultar o médico antes de aplicar ou ingerir qualquer tipo de remédio.

Nota final

Nem todas as infecções da pele apresentam os mesmos sintomas ou afetam todas as pessoas da mesma maneira. Além disso, há muitas variáveis ​​a serem consideradas, não apenas o patógeno. Você também deve considerar o tipo de pele, hábitos de vida, etc.

Para poder tratar uma infecção corretamente, é melhor seguir as instruções do dermatologista.

  • Drake, D. (1996). Antibacterial activity of baking soda. Compend Contin Educ Dent Suppl.
  • Rutala, W. A., Barbee, S. L., Aguiar, N. C., Sobsey, M. D., & Weber, D. J. (2012). Antimicrobial Activity of Home Disinfectants and Natural Products Against Potential Human Pathogens. Infection Control and Hospital Epidemiology.
  • Tabassum, N., & Hamdani, M. (2014). Plants used to treat skin diseases. Pharmacognosy Reviews. https://doi.org/10.4103/0973-7847.125531
  • Zeeuwen, P. L. J. M., Kleerebezem, M., Timmerman, H. M., & Schalkwijk, J. (2013). Microbiome and skin diseases. Current Opinion in Allergy and Clinical Immunology. https://doi.org/10.1097/ACI.0b013e328364ebeb
  • Scott, D. W. (2018). Skin Diseases. In Rebhun’s Diseases of Dairy Cattle: Third Edition. https://doi.org/10.1016/B978-0-323-39055-2.00007-3
  • Ramsay, I. D., & Török, M. E. (2017). Skin and soft tissue infections. Medicine (United Kingdom). https://doi.org/10.1016/j.mpmed.2017.08.008
  • Stulberg, D. L., Penrod, M. A., & Blatny, R. A. (2002). Common bacterial skin infections. American Family Physician.