5 hábitos saudáveis para prevenir a dor no peito

11 de setembro de 2019
Reduzir os focos de estresse é fundamental para prevenir a dor no peito. Ainda, é bom melhorar a dieta e realizar alongamentos para evitar as contraturas.

Hoje em dia, estamos presos em hábitos não saudáveis devido ao estresse de uma vida atarefada, bem como do excesso de trabalho. O esgotamento físico e mental pode originar pressão no peito. Dessa maneira, para evitar esta sensação incômoda deixaremos 5 hábitos saudáveis para prevenir a dor no peito.

Muita é a desinformação com relação as causas de dor no peito e como é possível preveni-la. Este tipo de dor se refere à sensação de compressão e sufoco no peito, e produz alarme na pessoa porque ela sente que o coração está com ritmo acelerado.

No entanto, é bom saber que são várias as causas que a podem desencadear e não é precisamente um infarto no coração. Não se assuste! A segui mostraremos 5 hábitos saudáveis para prevenir a dor no peito.

5 hábitos saudáveis para prevenir a dor no peito

Alimentação saudável e livre de gorduras

Homem com dor no peito

O acúmulo de gases a nível intestinal exerce pressão sobre os órgãos abdominais. Por conseguinte, gera uma dor que se transmite até a parte anterior do peito.

Ocorre da mesma maneira naquelas pessoas que começam a experimentar “queimação” na parte alta do estômago, acompanhada de náuseas ou regurgitação logo após as refeições. Todos estes incômodos são secundários à prisão de ventre ou mesmo a um estado de secreção excessiva de suco gástrico por ingerir alimentos ricos em gorduras ou picantes.

  • Mude seus hábitos alimentares: reduza a ingestão de carboidratos e ácidos graxos saturados.
  • Além disso, realize massagens no abdômen para promover a expulsão dos gases também é uma boa técnica.

Exercícios de alongamento

O ato de carregar muito peso, realizar movimentos abruptos ou exercícios atenuantes são atividades que promovem a contratura muscular, principalmente do músculo trapézio e deltoide. Nesse sentido, toda esta contratura exagerada promove a inflamação e a dor, que gera uma sensação de “pressão” que aumenta quando respiramos e é aliviada ao melhorar a postura.

  • Por isso, uma solução simples é aplicar compressas de água morna sobre a região dolorida.
  • Realizar exercícios de alongamento levantando os braços é bastante útil para reduzir a dor.

Descubra ademais: Conheça 6 exercícios de alongamento

Relaxantes musculares

A costocondrite é outra causa bastante comum de dor. Consiste em uma inflamação das articulações que unem as costelas do tórax com o esterno. Dentro das principais causas encontra-se o excesso de esforço físico, a tosse recorrente e alguma lesão das costelas decorrentes de algum traumatismo.

  • No tratamento, o uso de relaxantes musculares tópicos à base de arnica são bastante efetivos.
  • Além disso, reduzir o peso sobre os ombros e o repouso da área afetada são complementares ao tratamento.

Viver sem estresse

Um estilo de vida atarefado leva a um aumento da pressão muscular sobre os ombros. Ainda, pode aumentar a frequência dos batimentos cardíacos e gerar uma sensação de morte iminente.

Além disso, outros sintomas são a respiração acelerada e as náuseas. Estes são um dos principais sintomas de um ataque do pânico. Por isso, ingerir infusão de camomila ou valeriana para reduzir a ansiedade é uma boa ferramenta.

  • Se isso acontece com frequência, é necessário mudar o estilo de vida. Portanto, tente reduzir o estresse relacionado com o trabalho e com a família. 
  • Além disso, realizar atividades não estressantes como ir ao cinema, passear ou praticar algum esporte faz parte de uma boa terapia de tratamento para prevenir a dor no peito.

Leia também: Experimente estes remédios naturais para desintoxicar os pulmões

Se quiser prevenir a dor no peito, foque-se na respiração

Mulher respirando

Algumas doenças nos pulmões podem provocar mal-estar ou tosse recorrente que desencadeia dor no peito. No geral, a presença de alguma infecção pulmonar se expressa com febre acompanhada de tosse com expectoração purulenta.

  • O uso de expectorantes naturais à base de eucalipto, mel ou limão são bastante efetivos para a expulsão do muco. Além disso, a presença de asma ou bronquite crônica também pode desencadear estes sintomas.
  • Para evitar o aparecimento destes mal-estares, respira e aprenda técnicas de respiração. Isso te ajudará a ter consciência da respiração e a reduzir os pensamentos que perturbam.

Em suma, um estilo de vida saudável será a pedra angular do tratamento, por isso que adquirir hábitos positivos é de suma importância.

Os conselhos mencionados anteriormente ajudarão a reduzir os níveis de estresse. Somados a uma alimentação balanceada representam a principal solução para prevenir a dor no peito.

Por isso se anime! Leve uma via sem estresse e desfrute de sua saúde! É o dono de seu próprio bem-estar físico e mental.

  1. Primary prevention of cardiovascular disease with a mediterranean diet. Zeitschrift fur Gefassmedizin. 2013.
  2. Reddy KS, Katan MB. Diet, nutrition and the prevention of hypertension and cardiovascular diseases. Public Health Nutr. 2004;
  3. Sutbeyaz ST, Koseoglu F, Inan L, Coskun O. Respiratory muscle training improves cardiopulmonary function and exercise tolerance in subjects with subacute stroke: A randomized controlled trial. Clin Rehabil. 2010;
  4. Cayley WE. Diagnosing the cause of chest pain. American Family Physician. 2005.