5 hábitos recomendados para ser uma pessoa mais tranquila

Talvez você esteja se perguntando como pode se tornar uma pessoa mais calma sem tantas preocupações. Vamos apresentamos alguns hábitos para conseguir.
5 hábitos recomendados para ser uma pessoa mais tranquila

Última atualização: 15 Fevereiro, 2021

Quanto mais o tempo passa e envelhecemos, ganhamos mais responsabilidades que trazem consigo desafios. Ninguém está isento de passar de momentos de paz e alegria para problemas, dificuldades e vice-versa. Hoje falaremos sobre como ser uma pessoa mais tranquila.

O mundo atual que nos leva a viver a toda velocidade e sob pressão é um desgaste físico, emocional e espiritual constante. Como resultado da fragilidade e das altas exigências do cotidiano, são desencadeadas doenças como o estresse e a depressão (consideradas os grandes males do século XXI).

Ainda que o estresse seja um processo natural do corpo humano, existem várias opções e métodos para mantê-lo sob controle.

Por que ser uma pessoa mais tranquila

Enfrentar os problemas tem a ver com o modo de pensar e a interpretação da realidade. Nesse sentido, as pessoas que têm facilidade para relaxar diante das adversidades da vida desenvolvem menos problemas de estresse.

Pessoa tranquila descansando

Por outro lado, o estresse e a depressão são frequentemente associados às baixas taxas de produtividade, desempenho e eficácia em diferentes áreas do cotidiano. Além disso, os efeitos negativos do estresse podem prejudicar nossa saúde. De fato, ficamos mais suscetíveis às doenças físicas e aos distúrbios devido ao enfraquecimento do sistema imunológico.

Entre as patologias que podemos desenvolver, temos as seguintes:

  • Gastrite.
  • Ansiedade.
  • Insônia.
  • Depressão.
  • Hipertensão.
  • Colite nervosa.
  • Cólon irritável.
  • Úlceras gástricas.
  • Infarto do miocárdio.

Talvez já tenham nos avisado, mas nunca fomos capazes de enfrentá-lo. “Você deveria relaxar e se acalmar um pouco mais” e a verdade é que a teoria está certa, mas… como fazer isso?

Hábitos ser uma pessoa mais tranquila

No sentido do que foi exposto acima, apresentamos algumas dicas para tentar relaxar e levar a vida com mais tranquilidade.

1. Coma com moderação e saudavelmente

O ritmo desenfreado da vida nos faz pular as refeições, o que é um verdadeiro erro, como bem explica o trabalho de Yanina Baratucci. Devemos lembrar que comer de maneira saudável ajuda o organismo a obter nutrientes suficientes para suportar situações estressantes.

No entanto, vale dizer que existem vários alimentos que podem neutralizar os níveis de estresse e cansaço. Nesse sentido, acredita-se que se deve aumentar o consumo de:

  • Arroz.
  • Leite.
  • Salmão.
  • Chá verde.
  • Espinafre.
  • Mirtilos.
  • Chocolate amargo.

2. Fazer exercício

Permanecer ativo tem benefícios físicos e psicológicos. De fato, fazer esporte promove a liberação de endorfinas, ajudando a nos sentirmos mais felizes. Por sua vez, esse hormônio também melhora o desempenho físico e respiratório.

Além disso, por liberar a tensão, relaxa a mente e o corpo. Dessa forma, praticar esporte traz sensações de bem-estar, contribuindo para regular o sono e promovendo a redução dos níveis de estresse ao mesmo tempo que reduz o grau de agressividade.

3. Descansar bem

É importante dormir bem à noite, porque durante o ciclo do sono, o cérebro organiza as informações às quais esteve exposto durante o dia. Esse processo permite que o corpo se recupere do estresse e dos impactos produzidos. Em outras palavras, o estado do corpo e da mente é restaurado.

Por outro lado, a especialista Wendy M. Troxel demonstrou que dormir com um parceiro pode ajudar a reduzir a sensação de estresse, pois os níveis de cortisol diminuem e a produção de oxitocina aumenta.

Os adultos devem descansar entre 7 e 9 horas por dia, os idosos de 7 a 8 horas, os adolescentes entre 8 e 10 e, por fim, as crianças entre 8 e 12 horas (aproximadamente).

4. Praticar ioga e meditação para ser uma pessoa mais tranquila

A prática dessas atividades é popular hoje em dia, porque elas são muito eficazes na redução do estresse. Embora atualmente não haja um estudo minucioso de como a ioga interage no nível orgânico, pesquisadores da Universidade da Califórnia garantem que a prática da Meditação Kirtan Kriya (KKM) é benéfica.

Portanto, praticar 12 minutos por dia, por oito semanas, produziria uma redução nos mecanismos biológicos responsáveis pelo aumento da resposta da inflamação do sistema imunológico.

Nesse sentido, um estudo apresentado pela Universidade Nacional de Seul (Coreia do Sul) conclui que a prática da meditação mindfulness (a longo prazo) pode ser uma estratégia de tratamento em casos de depressão e ansiedade.

5. Ouvir música, cantar e dançar

Dizem que todo o universo é harmonia e ritmo, marcando a batida que define as bases da música. Portanto, nele não existe o estresse, porque isso significaria sair do ritmo. No livro “Como ser feliz segundo Dom Quixote”, de David García-Rodrigo Roquero, é indicado que a música e o canto excitam e aumentam as emoções e as motivações positivas.

Esse efeito leva à produção de endorfinas, que contribuem para o sentimento de bem-estar, aliviam a ansiedade e nos distraem da dor. Por outro lado, de acordo com o grupo de pesquisa The Mindlab International, a música “Weightless” é uma das mais relaxantes do mundo, porque reduz a ansiedade em até 65%.

  • Com relação ao canto, este nos faz respirar profundamente, trazendo mais oxigênio para o corpo. Consequentemente, o corpo relaxa.
  • Também favorece a produção de endorfinas e oxitocina, por isso alivia a ansiedade e o estresse. Inclusive, em alguns casos, melhora os sintomas de depressão e solidão.
  • Quando dançamos, o ritmo da música influencia o coração e o ritmo respiratório.
  • Também acalma o hemisfério esquerdo do cérebro responsável pelas funções reflexivas, dando lugar à emoção e à intuição.

Para finalizar, se quisermos desfrutar de uma boa saúde, devemos cultivar hábitos que nos permitam levar uma vida mais calma. Vamos começar?

Pode interessar a você...
Como manter a calma em situações difíceis
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Como manter a calma em situações difíceis

Embora possa parecer impossível, existem algumas diretrizes que podem nos ajudar a manter a calma em tempos difíceis e superar situações adversas.



  • Black, DS, Cole, SW, Irwin, MR, Breen, E., St. Cyr, NM, Nazarian, N., Khalsa, DS y Lavretsky, H. (2013). La meditación yóguica revierte la dinámica de transcriptoma relacionada con NF-κB e IRF en leucocitos de cuidadores familiares de demencia en un ensayo controlado aleatorio. Psychoneuroendocrinology, 38 (3), 348–355. https://doi.org/10.1016/j.psyneuen.2012.06.011.
  • Troxel WM. It’s more than sex: exploring the dyadic nature of sleep and implications for health. Psychosom Med. 2010;72(6):578-586. doi:10.1097/PSY.0b013e3181de7ff8.
  • Hwang WJ, Lee TY, Lim KO, et al. The effects of four days of intensive mindfulness meditation training (Templestay program) on resilience to stress: a randomized controlled trial. Psychol Health Med. 2018;23(5):497-504. doi:10.1080/13548506.2017.1363400.
  • A Study Investigating the Relaxation Effects of the Music Track Weightless by Marconi Union in consultation with Lyz Cooper. Mindlab International. https://www.britishacademyofsoundtherapy.com/wp-content/uploads/2019/10/Mindlab-Report-Weightless-Radox-Spa.pdf.
  • García-Rodrigo Roquero D. Cómo ser feliz según Don Quijote. Madrid: Bubok Publishing S.L.; 2017.
  • Baratucci, Yanina (2011). Estrés y alimentación. Universidad FASTA. http://redi.ufasta.edu.ar:8080/xmlui/handle/123456789/343?show=full.