5 estratégias para reduzir o consumo de carne

25 de julho de 2019
Um aspecto fundamental que você deve ter claro é que, ao reduzir o consumo de carne terá que aumentar a ingestão de outros alimentos para complementar a contribuição nutricional.      

Muitas pessoas, e especialmente nos últimos anos, tentaram reduzir o consumo de carne, seja por motivos de saúde, por gostos, ou para combater o maltrato de animais. No entanto, muitas pessoas perguntam como fazer isso de maneira saudável.

Reduzir o consumo de carne reduzirá o risco de sofrer de hipertensão, hipercolesterolemia, problemas com ácido úrico ou hipertrigliceridemia.

No entanto, para pessoas que não estão acostumadas, dar esse passo de repente pode ser uma mudança radical. Por esse motivo recomendamos uma série de estratégias, para começar a comer menos carne e para que seja mais fácil adotar esse hábito alimentar.

Estratégias para reduzir o consumo de carne

1. A carne não é essencial para a saúde

Existe um mito generalizado de que a carne é essencial para manter a saúde do organismo. No entanto, esse mito é falso, uma vez que temos uma grande variedade de alimentos que nos fornecem os nutrientes necessários para manter nossas necessidades nutricionais atendidas.

Nesse sentido, comece diminuindo a frequência semanal com a qual você consome carne, e também reduza as porções que ingere. Além disso, lembre-se que o que se entende por carne não é apenas carnes vermelhas ou aves, mas também:

  • Chouriço
  • Salsichas
  • Butifarras.
  • Patês.

Ao contrário do que muitos pensam, é possível cobrir as necessidades nutricionais do organismo mesmo que não se consuma carne.

2. As verduras e legumes, seus grandes aliados

Um aspecto fundamental que você deve ter claro é que, ao reduzir o consumo de carne terá que aumentar a ingestão de outros alimentos. Isso é para complementar a contribuição nutricional.

Este aumento será, certamente, das verduras que lhe fornecem ferro e proteínas que você necessita. Para isso, é essencial que você aumente o consumo de lentilhas, pois elas são uma ótima fonte de proteína, fibra, vitamina B, minerais e ferro.

No entanto, existem também outros alimentos completos, como vagens e feijão, soja ou cereais, como o arroz, a aveia ou o trigo.

Carnes

3. Monitore a compra semanal

Uma estratégia especialmente simples que você pode realizar para reduzir o consumo de carne pode ser parar de comprá-la. Se você não tem carne, você não vai comer carne.

Na compra semanal tente comprar mais vegetais, frutas e legumes. Você ficará surpreso com a variedade de alimentos de origem vegetal oferecidos no mercado, bem como a grande variedade de receitas disponíveis.

Leia também: 10 mudanças que ocorrem no seu corpo ao parar de comer carne

4. Reduzir o consumo de carne pouco a pouco

Como já mencionamos, é importante que você reduza a quantidade de carne pouco a pouco, a fim de atingir efetivamente seu objetivo. Para isso,  pode começar por:

  • Elimine os produtos de carne do café da manhã.
  • Você pode jantar legumes várias vezes por semana em substituição de embutidos ou outros produtos de origem animal. As saladas, omeletes ou uma preparação de vegetais podem ser boas opções.
  • Descubra novas receitas sem carne, porque quando você descobrir todas as possibilidades que há, você se sentirá muito mais animado para reduzir o consumo de carne.

As receitas feitas com vegetais e legumes são ideais para começar a substituir a carne na dieta.

Hambúrguer de carne

No caso em que você deseja reduzir o consumo de carne por razões de saúde, a melhor estratégia para isso é optar por embutidos leves, como, por exemplo, peru, presunto ou carne magra, como o frango.

Se a razão pela qual deseja reduzir o consumo de carne é praticar uma dieta vegetariana ou vegana, então você deve reduzir completamente o consumo de qualquer alimento que contenha carne. Claro, é sempre mais fácil fazer isso pouco a pouco, para acostumar o organismo a esse tipo de alimentação.

5. Adicione peixe para reduzir o consumo de carne

Se você é uma das pessoas que quer parar de comer tanta carne por razões de saúde e não adotar uma dieta vegetariana, uma boa maneira de conseguir isso é acrescentando mais peixes à dieta, para que substituam as carnes em diferentes receitas.

Os peixes azuis são uma excelente fonte de ácidos graxos ômega-3 e óleos graxos benéficos. Por este motivo, é uma opção perfeita consumi-los em vez de carne. Além disso, existem outros peixes, como a garoupa, o sargo ou a pescada, que são pobres em gordura e muito saudáveis para o corpo.

Talvez você esteja interessado em ler também. Sucos de vegetais para você se recuperar depois de cometer excessos

Conclusão

Se você quiser mudar seus hábitos alimentares e reduzir o consumo de carne, lembre-se de que qualquer mudança na dieta requer um tempo para adaptar-se a ela. No entanto, quando conseguir, você notará os resultados e se sentirá muito melhor consigo mesmo.

 

  • fedna. (2010). propiedades de la lenteja. Fedna.
  • Rojas Allende, D., Figueras Díaz, F., & Durán Agüero, S. (2017). Ventajas y desventajas nutricionales de ser vegano o vegetariano. Revista Chilena de Nutrición. https://doi.org/10.4067/S0717-75182017000300218
  • Alberto, P. (2005). Micronutrimentos en vegetarianos. Revista de Endocrinología y Nutrición.
  • Marines Argüelles, L. (2016). Vegetarianos con ciencia. ぎょうせい.
  • Neff RA, Edwards D, Palmer A, Ramsing R, Righter A, Wolfson J. Reducing meat consumption in the USA: a nationally representative survey of attitudes and behaviours. Public Health Nutr. 2018;21(10):1835–1844. doi:10.1017/S1368980017004190
  • Nuñez, M. A., Kuebbing, S., Dimarco, R. D., & Simberloff, D. (2012). Invasive Species: To eat or not to eat, that is the question. Conservation Letters. https://doi.org/10.1111/j.1755-263X.2012.00250.x