5 estratégias fundamentais para controlar os nervos

Tomar consciência de que existem alguns aspectos de nossa vida que não podemos controlar será de grande ajuda para administrar os nervos e evitar preocupações desnecessárias.

Em certos momentos do ano (por exemplo, em dezembro) ou da vida (antes de um casamento, em uma mudança, etc) é mais comum sentir ansiedade e nervosismo. É possível manter um estado mental “modo de férias” a todo momento? Para isso, recomendamos as seguintes estratégias para controlar os nervos.

Controlar os nervos em pleno século XXI

Mesmo que não queiramos, parece que a vida se empenha em nos alterar. Ficamos estressados, irritados, aborrecidos com todo mundo…

O turbilhão do dia a dia não nos permite acalmar nem parar uns minutos para reconsiderar, reduzir o ritmo e as batidas do coração.

Parece que só podemos descansar com todas as letras durante as férias. 

E às vezes isso nem sequer acontece, porque duas semanas é muito pouco tempo para nos desligar por completo de todo o estresse que acumulamos durante o ano.

Talvez você tenha conseguido controlar os nervos enquanto estava deitado em frente ao mar, mas no primeiro dia após voltar “para a vida real”, o estado zen fica entre as ondas e a areia.

Será que para os seres humanos é mais fácil estar nervoso do que manter a calma? 

É verdade que nossa mente é inquieta e que precisa explorar continuamente, mas daí a não poder dormir ou brigar com todo mundo existe uma grande diferença.

Por isso é fundamental saber como controlar os nervos diante de qualquer situação que pode acontecer: uma prova, uma entrevista de trabalho, um defeito de algum eletrodoméstico, chegar tarde ao trabalho por um problema no metrô ou um aumento na conta de luz.

Dicas para controlar os nervos

Mesmo que você acredite que é normal viver aqui e ali, isso não é bom para a sua saúde mental nem física. Por isso, hoje mais do que nunca devemos aprender como controlar os nervos e a ansiedade.

Tenha em mente os seguintes conselhos:

1. Identifique o que faz com que você fique nervoso

Mulher estressada

Pode ser que seu chefe fale com você de uma certa maneira ou passe algumas tarefas específicas, que seus colegas não estejam de acordo com um trabalho ou que o trânsito seja cada vez mais caótico na cidade onde vive.

Uma vez que reconhecemos quais são as coisas que “nos colocam à flor da pele”, será mais fácil gerenciá-las.

  • Se você já sabe que uma reunião com seu chefe é uma situação estressante, pode ir predisposto a discutir ou a solucionar.
  • Para que os engarrafamentos na rua não sejam um problema, tente tomar outro caminho ou sair de casa mais cedo.

2. Respire

Com relação ao ponto anterior, uma boa técnica para que a ansiedade ou os nervos não se apoderem de nós é poder respirar de forma consciente.

O que isso significa? Que você pode controlar como o ar entra e sai de seus pulmões.

Talvez você não tenha percebido, mas quando estamos muito estressados a respiração se torna mais superficial, entrecortada e difícil. 

Se nesse momento fecharmos os olhos e inspirarmos profundamente várias vezes, poderemos controlar as emoções. É perfeito para evitar uma discussão ou uma frase ruim da qual possamos nos arrepender.

  • A respiração consciente ou profunda indica ao cérebro que tudo anda a mil maravilhas e que não temos que nos preocupar.
  • Recomendamos igualmente não esperar começar uma situação estressante para respirar melhor, e sim fazer uma mudança de hábito que o converterá em uma pessoa mais serena.

3. Deixe as pressões de lado

Homem estressado

Em certos casos o nervosismo aparece quando exigimos muito de nós mesmos. Esperamos que tudo saia perfeito e isso nos tira o sono e a tranquilidade. Não aceitamos o fracasso nem os erros, e talvez por esse motivo não nos permitimos ficar tranquilos.

Logicamente isso não quer dizer evitar dar o melhor de nós mesmos, mas sim aceitar que, em certas ocasiões, as coisas não saem como esperamos. 

Em vez de fazer a pergunta: “O que pode dar errado?”, mude para “Por que vai dar certo?” Mesmo diante de más notícias ou experiências podemos encontrar sabedoria e aprendizado.

4. Não se preocupe com aquilo que não consegue gerenciar

Existe um ditado árabe que indica: “se o problema tem solução, para que se preocupar? E se o problema não tem solução, para que se preocupar?”.

Existem muitos eventos que não estão em nosso poder mudar, melhorar ou controlar. E, de forma paradoxal, são os que mais nos deixam nervosos.

Chover no dia do seu casamento, sofrer um acidente na estrada ou ficar doente antes de uma reunião importante são atos casuais, e devemos aprender como enfrentá-los da melhor maneira.

5. Entre em contato com a natureza

Contato com a natureza

Sentar-se em um parque, ir ao campo e escutar o canto dos pássaros, caminhar pela beira do mar, são atividades mais do que recomendadas para controlar os nervos.

O contato com a natureza tem um efeito quase “mágico” e inexplicável.

Talvez porque nos permite voltar para um estado mais puro e verdadeiro, ou porque é um encontro com a mãe-terra. A verdade é que essas famosas “escapadas” para um lugar fora da cidade recarregam as baterias de uma maneira impressionante.

As caminhadas pelo bosque ou montanha, os passeios próximo ao mar e as estadias de mais de uma noite nos lugares onde não existe poluição luminosa nem auditiva são fundamentais para não se sentir tão nervoso.

Você pode aproveitar os finais de semana e não esperar somente as férias para aproveitar este grande benefício.

Imagem principal cortesia de © wikiHow.com

Recomendados para você