5 consequências inesperadas da diabetes

· 29 de março de 2017
Você sabia que a diabetes também pode afetar a sua capacidade auditiva e piorá-la? No momento em que percebemos problemas de audição, devemos procurar um especialista para obter um diagnóstico.

A diabetes é um problema de saúde importante, que afeta a mais de seis milhões de pessoas em todo o mundo e de qualquer idade. Pensando nisso, hoje falaremos sobre 5 consequências inesperadas da diabetes.

É uma alteração metabólica crônica e complexa, que se caracteriza por não metabolizar corretamente os açúcares, proteínas e gorduras ingeridos regularmente.

A glicose em excesso no sangue causa danos em diversos tecidos e órgãos de quem sofre desta doença.

Nos últimos anos foram criadas campanhas para gerar consciência sobre seus riscos e evitar problemas. Tanto governos como instituições médicas estão trabalhando em conjunto, mas muitas pessoas enfrentam consequências inesperadas desta grave doença, como as que citaremos a seguir.

1. Consequências inesperadas da diabetes: problemas bucais

saude-oral

As pessoas com um caso de diabetes mal controlada têm um maior risco de ter problemas bucais ou nas gengivas do que quem tem seus níveis de glicose normais.

Se você tem diabetes, pré-diabetes ou síndrome metabólica, deve prestar atenção especial na higiene bucal e visitar de forma regular um odontologista.

Não é raro que as pessoas detectem as primeiras consequências inesperadas da diabetes justamente na boca. É possível notar que aparecem cáries ou problemas nas gengivas, ou que o dentista comente isso.

Os problemas mais comuns são:

  • Periodontite. Esta doença afeta o osso que sustenta seus dentes. É importante seguir o tratamento receitado pelo dentista para evitar perder os dentes.
  • Cáries. Além de ter aparência ruim, podem causar vários problemas como sensibilidade ao tomar bebidas frias ou quentes. Também pode causar um mau hábito que nem uma boa escovação de dentes pode melhorar.
  • Infecção fúngica. O excesso de açúcar cria o ambiente perfeito para infecções de todo tipo. Controle seus níveis de glicose de forma permanente e sempre se assegure de eliminar resíduos de açúcar e alimentos.
  • Perturbações no paladar.
  • Mau hábito ou hálito frutado. Algumas vezes este sintoma é o primeiro que se nota nas pessoas com diabetes. Se você detectar este problema, procure o quanto antes fazer um check up para revisar seus níveis de glicose no sangue.

Veja também: 6 remédios naturais para combater as cáries

2. Consequências inesperadas da diabetes: perda da capacidade auditiva

Foi detectada uma maior taxa de perda auditiva em pessoas com diabetes do que em pessoas com níveis de glicose no sangue normais. Isto pôde ser descoberto através de exames que medem a capacidade dos participantes para ouvir frequências baixas, médias e altas em ambos os ouvidos.

Quem apresenta a segunda das consequências inesperadas da diabetes pode ter como sintomas:

  • Vertigens;
  • Zumbidos;
  • Perda auditiva;
  • Problemas de equilíbrio.

Os níveis de glicose mal controlados podem ter como consequência a esclerose da artéria auditiva interna, atrofia do gânglio espiral e a desmineralização do oitavo nervo.

Se você tiver mais de 40 anos, os riscos aumentam.

Preste atenção e, se notar que ultimamente não anda escutando bem ou quem o rodeia precisa gritar para que você ouça, é importante procurar um médico.

3. Consequências inesperadas da diabetes: infecções da pele

As infecções da pele são outra das consequências inesperadas da diabetes. Os problemas comuns podem ser classificados em quatro tipos:

  • Lesões;
  • Infecções cutâneas;
  • Reações medicamentosas;
  • Pé diabético.

Os diabéticos são especialmente suscetíveis ao ressecamento da pele já que quando os níveis de glicose estão muito altos, o corpo tenta se livrar do açúcar através da urina frequente.

Se os seus níveis de glicose não diminuem ao nível correto, você terá mais vontade de urinar e seu corpo perderá mais líquido. Se não repor esse líquido tomando água, ficará desidratado.

Em casos graves, isso pode causar lesões que coçam e descamam, de cor vermelha. Lembre-se de que dois litros de água por dia são o mínimo ideal.

Você pode aplicar cremes hidratantes na pele que parece ressecada, mas se seu corpo está com sede, o efeito do creme vai durar alguns minutos, no máximo duas horas.

4. Consequências inesperadas da diabetes: apneia obstrutiva do sono

apneia-do-sono

Outra das consequências inesperadas da diabetes é a apneia obstrutiva do sono. Este é um problema respiratório comum e que costuma passar desapercebido. Ele se apresenta quando há colapsos intermitentes e repetidos das vias aéreas durante o sono.

Ocorre em 2% das mulheres e em 4% dos homens. Dois fatores que facilitam sua aparição são a obesidade e a diabetes.

Se você nota que tem problemas para respirar enquanto dorme, é importante fazer exercícios e melhorar a dieta para perder peso. O melhor exercício é uma hora de caminhada acompanhada de uma alimentação rica em vegetais.

5. Consequências inesperadas da diabetes: disfunção sexual

A diabetes pode levar a uma dificuldade no desempenho sexual, tanto para homens quanto para mulheres.

Os homens que têm diabetes têm três vezes mais probabilidade de sofrer lesões nos nervos e artérias, interrompendo o fluxo sanguíneo necessário para obter uma ereção.

Além disso, alguns medicamentos da diabetes podem ter efeitos colaterais que contribuem para a disfunção sexual.

As mulheres podem apresentar:

  • Hiperglicemia;
  • Lesões na região genital não relacionadas com doenças de transmissão sexual;
  • Depressão;
  • Infecções na área genital.

Leia também: Mais sexo ou sexo melhor?

Dicas para controlar sua diabetes

alimentacao-familia

Muitas pessoas acreditam que ter diabetes implica enfrentar suas consequências inesperadas a qualquer hora. A realidade é que isso vai depender dos cuidados que você tiver.

Uma boa alimentação e estilo de vida podem garantir uma vida longa e quase normal, sem as consequências inesperadas da diabetes.

Caso você tenha recebido o diagnóstico de diabetes, encare-o como uma oportunidade para desenvolver hábitos melhores de saúde, alimentação e vida.

  • Of, D., & Mellitus, D. (2014). Diagnosis and classification of diabetes mellitus. Diabetes Care. https://doi.org/10.2337/dc14-S081
  • American Diabetes Association. (2016). STANDARDS OF MEDICAL CARE IN DIABETES — 2016 Standards of Medical Care in Diabetes d 2016. Diabetes Care. https://doi.org/10.1300/J013v47n01