5 alimentos gordurosos que seu médico quer que você coma

29 de janeiro de 2019
Há certos alimentos gordurosos que, longe de serem prejudiciais, nos fornecem nutrientes muito benéficos para a saúde e, apesar da má reputação podem até mesmo ajudar a perder peso.

Os alimentos gordurosos são vistos como negativos para a saúde e por isso a procura por alimentos processados, açúcares e carboidratos refinados tem aumentado. O resultado? Uma população obesa, cansada e doente.

Felizmente novos estudos e descobertas estão nos ajudando a ver que alguns alimentos gordurosos são realmente mais benéficos do que pensamos. Portanto, hoje faremos uma lista de alimentos gordurosos que seu médico quer que você coma para ser saudável.

São produtos naturais e deliciosos que lhe ajudarão a ter uma dieta mais equilibrada, melhorando sua saúde. Pronto? Tome nota e comece a incluir esses alimentos na sua dieta.

5 alimentos gordurosos que seu médico quer que você coma

1. AbacateAbacate é um alimento gorduroso

O abacate é um pouco diferente das outras frutas. Enquanto as frutas são frequentemente ricas em carboidratos, nos abacates as gorduras predominam.

É composto de 77% de gorduras completamente saudáveis. O ácido graxo predominante nesta fruta é o ácido oleico, também encontrado no azeite de oliva, que e está associado com muitos benefícios para a saúde.

Além disso, o abacate é uma das melhores fontes vegetais de potássio. Um abacate contém 40% de potássio a mais do que uma banana.

Se você está preocupado com o aumento do seu colesterol ruim (LDL), e que isso afete sua saúde cardiovascular, então você deve saber que o abacate é rico em fibras.

Ou seja, quando você o consume regularmente, reduz os triglicerídeos e o colesterol ruim (LDL), aumentando o colesterol bom (HDL).

Quer saber mais? Leia:  A semente de abacate oferece estes 10 benefícios para sua saúde e beleza

2. QueijoQueijo é um alimento gorduroso

Na verdade, não é tão raro que o queijo seja uma das gorduras permitidas, se considerarmos que, para produzir uma fatia de queijo se requer uma xícara de leite integral.

  • Ou seja, ele é uma boa fonte de cálcio, vitamina B12, fósforo e selênio.
  • Além disso, uma fatia de queijo contém 6,7 g de proteína.
  • Assim como outros alimentos derivados do leite, é rico em ácidos graxos que impedem o aparecimento do diabetes do tipo 2.

Agora que você já sabe, inclua um bom pedaço de queijo na sua dieta todos os dias para ter certeza de obter todos estes benefícios.

3. Chocolate amargo

Você pensava que não haveria algo muito delicioso na lista de alimentos gordurosos que seu médico quer que você coma? Bem, fique tranquila, pois o chocolate está presente e lhe daremos algumas boas razões.

O chocolate amargo não é apenas riquíssimo, mas tem 11% de fibra e pode fornecer até 50% da dose diária recomendada de ferro, magnésio e manganês.

Além disso, contém uma alta porcentagem de antioxidantes, mais do que outros alimentos, como as frutas.

  • Alguns dos antioxidantes encontrados no chocolate amargo ajudam a reduzir a pressão arterial e prevenir que o colesterol ruim (LDL) no sangue oxide.
  • Para que isso aconteça você deve comer um quadrado de chocolate amargo (com pelo menos 70% de cacau) cinco vezes por semana.

Embora seja um alimento delicioso, lembre-se de monitorar as quantidades que consome e a sua qualidade.

De nada adianta comer uma barra de chocolate todos os dias com alto teor de açúcar. Na verdade, isso pode ser prejudicial.

4. Ovos inteiros

Ovos são alimentos gordurosos

Os ovos passaram por um momento em que muitas pessoas os evitavam porque havia uma ideia generalizada de que não eram saudáveis.

Pensava-se que as gemas eram ricas em colesterol e gorduras prejudiciais para o sistema cardiovascular.

Há alguma verdade nisso no que se refere ao colesterol e gordura.

  • Um único ovo contém 212 mg de colesterol e isso representa apenas 71% do colesterol que você deve consumir por dia.
  • Além disso, 62% de calorias que um ovo inteiro fornece provém de gordura.

O interessante é que esses números, que podem parecer tão perigosos ou nocivos, na verdade não lhe afetam negativamente.

Isso ocorre porque os ovos são completamente naturais e contêm muitos dos nutrientes que seu corpo precisa:

  • São ricos em antioxidantes que previnem lesões oculares.
  • Fornecem nutrientes que promovem a saúde do cérebro.
  • São ricos em proteínas, por isso irão fazer você se sentir saciado e facilitarão a redução de peso.
  • São ricos em ácidos graxos ômega 3.

Sempre que comer ovos, não os misture com outras gorduras, como bacon.

Visite este artigo:  3 sucos antioxidantes para combater o envelhecimento prematuro

5. Óleo de coco

O coco, e seu óleo são uma das melhores fontes de gordura saturada que podemos encontrar. De fato, 90% de sua composição são ácidos graxos saturados.

Portanto, as pessoas que o consomem regularmente estão menos propensas a ter problemas de coração e apresentam uma saúde excelente.

Os ácidos graxos do coco são metabolizados de forma rápida, diferente do resto, pois vão direto para o fígado e lá são convertidos em cetonas.

Além disso, o coco ajuda a suprimir o apetite e acelerar o metabolismo.

Se você tem uma história familiar de doença de Alzheimer deve saber que o óleo de coco está associado com a redução de seus sintomas.

  • TANGO, João Shojiro; CARVALHO, Cássia Regina Limonta; SOARES, Nilberto Bernado. Caracterização física e química de frutos de abacate visando a seu potencial para extração de óleo. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 26, n. 1, p. 17-23, 2004.
  • SOARES, Henrique Freitas; ITO, Marina Kiyomi. O ácido graxo monoinsaturado do abacate no controle das dislipidemias. Revista de Ciências Médicas, v. 9, n. 2, 2012.
  • SIMÃO, Rúben André Silva et al. Influência do Óleo de Coco na Prevenção e Desenvolvimento da Doença de Alzheimer. 2017. Dissertação de Mestrado.
  • D’EL-REI, Jenifer; MEDEIROS, Fernanda. Chocolate e os benefícios cardiovasculares. Revista Hospital Universitário Pedro Ernesto, v. 10, n. 3, 2011.