4 remédios caseiros para equilibrar o pH vaginal

14 de outubro de 2019
Se você costuma sofrer frequentemente com infecções e fungos na vagina, prove estes remédios caseiros muito fáceis de preparar. As bactérias e os fungos ficarão bem longe!

Algumas das causas de desequilíbrio do pH vaginal são as duchas vaginais, o uso de desodorantes, problemas hormonais derivados da menopausa, bem como outros motivos que nada têm a ver com doenças de transmissão sexual. Em todos estes casos, os remédios caseiros que mencionaremos a seguir serão de grande ajuda.

4 remédios caseiros para equilibrar o pH vaginal

1. Vinagre de maçã

O vinagre de maçã é um excelente remédio que não só serve para equilibrar o pH vaginal. Além disso, sua composição ácida é muito eficaz para lidar com as bactérias e os vírus, evitando sua proliferação descontrolada.

Vinagre de maçã para vaginite

Para que comece a surtir efeito, recomenda-se fazer uso do vinagre de maçã ao menos duas vezes na semana durante o primeiro mês. Logo após esse tempo, é possível ir reduzindo a frequência. A melhor maneira de usar este remédio natural para a vagina é a seguinte:

  • Primeiramente, coloque um recipiente com água para ferver.
  • Em seguida, quando estiver no ponto de fervura, adicione 2 a 3 colheres de vinagre de maçã.
  • Deixe ferver por uns 2 minutos e retire do fogo.
  • Posteriormente, coloque o recipiente ou a água fervendo em uma bacia.
  • Sente por cima durante uns 5 minutos sem que a água toque na pele.

Descubra: Vinagre de maçã para perder peso de maneira saudável

2. Óleo de árvore do chá para equilibrar o pH vaginal

O óleo de árvore do chá também é um dos remédios caseiros para equilibrar o pH da vagina que tem muitos outros usos. As propriedades que o tornam essencial é que é antifúngico e antibacterianoAlém disso, a maneira de utilizá-lo é diferente do remédio anterior:

  • Em primeiro lugar, pegue um absorvente interno ou uma esponja menstrual.
  • Em seguida, coloque em um recipiente um pouco de água e algumas gotas de óleo de árvore do chá.
  • Depois, submerja o absorvente ou a esponja na mistura e o introduza na vagina.
  • Por fim, deixe o absorvente durante toda a noite.

Este procedimento deve ser conduzido, no máximo, duas vezes no mês. Se a ideia do absorvente interno não agrada, existe outra opção. Dilua as gotas de óleo de árvore do chá em água morna e lave-se uma vez por dia com a mistura, pelo menos durante uma semana. Em seguida, poderá espaçar seu uso.

3. Óleo de coco

Óleo de coco

O óleo de coco é muito benéfico. Costuma ser utilizado com finalidades estéticas, para devolver o brilho do cabelo ou, ainda, para hidratar a pele seca. No entanto, também pode ajudar a recuperar uma boa saúde vaginal caso o seu pH esteja desequilibrado. Para obter seus benefícios siga os seguintes passos:

  • Como no caso anterior, pegue um absorvente interno ou uma esponja menstrual.
  • Em seguida, empape-o com o óleo de coco puro, por isso que não é necessário água.
  • Introduza o absorvente ou a esponja na vagina.
  • Depois de 2 horas poderá retirá-lo.

Como pode ver, este remédio não requer uma noite inteira para fazer efeito. Graças ao óleo de coco, os fungos e as bactérias se manterão bem longe da vagina. Além disso, poderá usá-lo diariamente ou, no mínimo, 3 vezes na semana.

Leia também: Tratamento da candidíase

4. Alho para equilibrar o pH vaginal

Alho para equilibrar o pH vaginal

O alho é o último dos remédios caseiros para equilibrar o pH da vagina, no entanto, não é apto para todo mundo. O motivo está no fato de poder irritar a vagina devido ao quão forte é. Nestes casos, ao invés de aplicá-lo, é possível ingeri-lo nos alimentos sempre que puder. Caso contrário, o procedimento será o seguinte:

  • Primeiramente, pegue um dente de alho, limpe-o e o introduza na vagina.
  • Se isso não o convence, é possível triturá-lo e aplicar a pasta.
  • Deixe-o agir durante a noite.

Caso sofra com infecções vaginais com frequência ou tenha problemas com os fungos, convidamos a provar estes remédios caseiros e que consulte com o ginecologista qual é o melhor tratamento para o seu caso particular. Mas, insistimos que o último, com o alho, é muito irritante. Por isso, caso tenha a vagina irritada ou inflamada por qualquer motivo, é melhor que somente teste as opções anteriores.

Já utilizou alguns dos remédios caseiros para balancear o pH vaginal? Conhece outra técnica que possa equilibrá-lo e que seja efetiva?

  • Fernández-Cid, A., and M. Fernández-Cid. “El pH vaginal y su importancia clínica.” Gin Obs Clin 5 (2004): 75-80.
  • Martín, Rebeca, et al. “La microbiota vaginal: composición, papel protector, patología asociada y perspectivas terapéuticas.” Enfermedades Infecciosas y Microbiología Clínica 26.3 (2008): 160-167.
  • Ombrella, Adriana M., Liliana Racca, and Laura Ramos. “Actividades proteinasa y fosfolipasa de aislamientos de Candida albicans provenientes de secreciones vaginales con distintos valores de pH.” Rev Iberoam Micol 25.1 (2008): 12-16.