4 recomendações para fazer agachamentos da maneira correta

A postura é essencial ao fazer agachamentos, pois se não for correta, além de não ser eficaz, podemos correr o risco de nos lesionarmos
4 recomendações para fazer agachamentos da maneira correta

Última atualização: 14 Setembro, 2018

Realizar exercícios físicos é muito importante no mundo de hoje. Todos os dias há mais pessoas que pretendem praticar algum tipo de esporte, seja para a estética ou para a saúde.
Entre as diferentes atividades destacam-se os famosos agachamentos. Hoje explicaremos como fazê-los da maneira correta.

O que são agachamentos?

Não importa se o exercício for convencional ou com base nos novos estilos, o agachamento sempre esteve, está, e estará presente quando se trata de tonificar o corpo.

Em linhas gerais, se trata de um exercício focado nas extremidades inferiores do corpo.

Dentro destes, se realiza um trabalho exaustivo de:

  • Músculos
  • Tendões
  • Ligamentos

Os agachamentos não só contribuem para o desenvolvimento da força, mas para a tonicidade, hipertrofia e algumas habilidades físicas. Assim, se trabalha a área dos glúteos, coxas e pernas.

Existem diferentes tipos de agachamentos. No entanto, cada um depende da área a ser aprimorada, portanto não existe um único protótipo.

No entanto, muitas pessoas imersas ou não no mundo do exercício, costumam fazê-los de forma errada. A má execução dos agachamentos traz consigo muitas repercussões negativas.
Uma das mais comuns e relevantes são as lesões. Embora cada segmento das extremidades inferiores seja prejudicado, o joelho é o mais afetado pela má execução.

Recomendações para fazer agachamentos da maneira correta
Mullher fazendo agachamentos da maneira correta

Com base no que foi falado anteriormente, vale a pena mencionar uma série de recomendações para melhorar a técnica dos agachamentos. Desta forma, podemos evitar lesões e aumentar os resultados.

1. Distribua o peso

No momento de fazer os agachamentos, o peso é jogado completamente em direção à ponta dos pés (para a área conhecida como metatarso).

Nesse momento, algumas lesões podem aparecer. Por outro lado, as costas perdem a estabilidade e tendem a ir para a frente.

  • A recomendação gira em torno da distribuição do peso e leva a maior parte para os calcanhares. Desta forma, a parte de trás mantém sua posição correta.
  • É importante notar que ter a área do tronco (lombar, oblíquo e abdômen) fortalecida torna muito mais fácil manter o peso distribuído.

2. Conserve a postura
Moça fazendo agachamentos da maneira correta

Um dos erros mais comuns em relação a este exercício é perder a postura. Isto é determinante para obter os resultados desejados.

  • As costas devem estar retas e alinhadas com o resto do corpo.
  • O olhar deve permanecer para a frente (então forçaremos a cabeça para o mesmo lugar).
  • Os ombros são deixados para trás, pois isso contribui para a respiração, e as lesões são evitadas.

Neste contexto, recomenda-se manter esta posição durante a execução de cada agachamento (tanto ao subir como ao descer).

Por outro lado, as costas nunca devem se curvar.

3. Comece em ordem

Embora os agachamentos possam ser de vários tipos, a posição para começar a executá-los é geralmente a mesma.

O problema nesse sentido é a desordem com que são feitos.

As pessoas realizam essa atividade para promover o volume dos glúteos e parte do bíceps femoral. No entanto, e apesar de não ser um objetivo ilógico, estão indo muito mais longe.
Tal desejo para obter resultados acaba realizando o agachamento da pior maneira. Há muitos que começam da forma incorreta e machucam o corpo em geral.

Para iniciar uma série de agachamentos apropriadamente, primeiro você precisa assumir uma posição ideal para o corpo. As pernas deverão estar separadas à largura dos ombros.

É necessário lembrar que a posição inicial depende de cada pessoa e deve ser estabelecida antes do início da sessão.

4. Desça o máximo que puder
Mullher fazendo agachamentos da maneira correta

A ideia de fazer um agachamento é descer o máximo que pudermos. Isso se refere à flexão das pernas e à projeção dos glúteos.

No entanto, muitas pessoas, procurando a descida máxima, interrompem a postura, o que pode causar certos problemas.

Sim, ao descer ao máximo é feito um maior trabalho para os músculos, tendões, e outros segmentos pertencentes à área. No entanto, deve ser feito dentro das possibilidades de cada um.

Com base no que foi falado acima, a própria capacidade deve ser levada em consideração. Não podemos ignorar o diâmetro dos ossos, especialmente do fêmur, a tíbia e a fíbula, nem a capacidade muscular.

A partir daí, será estabelecido até onde podemos descer.

Pode interessar a você...
6 tipos de agachamentos para trabalhar as pernas
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
6 tipos de agachamentos para trabalhar as pernas

Quer ter pernas tonificadas? Encontre aqui vários tipos de agachamentos que, além de fortalecer os músculos, tonificam e reafirmam de forma efetiva.