3 remédios naturais para a colecistite ou inflamação da vesícula biliar

1 de agosto de 2019

A colecistite é a inflamação da vesícula biliar que, em muitos casos, tem sua origem no acúmulo de cálculos nesse órgão. Outras causas mais graves podem ser os tumores, ou algumas infecções. Você conhece os remédios naturais para a colecistite?

Neste artigo nós compartilhamos algumas alternativas interessantes: o suco de limão com azeite de oliva, a curcumina ou cardo de leite. Seu consumo pode suportar o tratamento nos casos mais leves; no entanto, em primeiro lugar, é importante consultar o médico.

O que é a colecistite? 

A colecistite é uma inflamação da vesícula biliar, um órgão que está localizado sob o fígado, abaixo das costelas do lado direito. Contém a bílis, uma substância produzida pelo fígado, e que participa do processo digestivo, especificamente na digestão de gorduras.

No entanto, em alguns casos, os cálculos biliares podem se formar e causar inflamação quando a bílis se acumula. Isso causa dor abdominal intensa. Além disso, esses cálculos obstruem os dutos, o que pode ser perigoso se não for tratado a tempo.

Leia também: Limão, azeite de oliva e vinagre de maçã: um remédio ideal para os cálculos renais

Fatores de risco 

Embora qualquer um possa sofrer de colecistite, existem alguns fatores que aumentam o risco desta doença da vesícula biliar. Por exemplo, as mulheres mais velhas têm uma maior predisposição. No entanto, outros fatores também influenciam:

  • A gravidez.
  • A terapia hormonal.
  • A obesidade e as mudanças súbitas de peso.
  • A diabetes

Remédios naturais para a colecistite 

1. Suco de limão e azeite de oliva

3 remédios naturais para a colecistite ou inflamação da vesícula biliar: limão e azeite de oliva

Em primeiro lugar, um dos remédios naturais mais simples e econômicos para a colecistite é o suco de limão. Alguns tratamentos antigos incluem esta fruta cítrica para dissolver cálculos biliares, em alguns casos combinado com outros ingredientes medicinais, como o azeite de oliva.

Em alguns sites você pode encontrar informações para limpar o fígado e a vesícula biliar com frutas cítricas, azeite de oliva, e sais de magnésio. No entanto, esta terapia traz riscos à saúde e não deve ser feita sem supervisão médica.

Em vez disso, sim, podemos tomar todo os dias em jejum uma colher de sopa de azeite com uma colher de sopa de óleo de limão. Desta forma, facilitamos a função do fígado e da vesícula biliar de forma progressiva e natural.

2. Suplemento de curcumina 

A suplementação oral com curcumina, que é o princípio ativo da cúrcuma, tem mostrado resultados efetivos no tratamento da colecistite. A maioria dos pacientes submetidos a este estudo melhorou em um período de três semanas, tanto na presença de cálculos, quanto no aumento do volume da vesícula biliar.

Embora mais pesquisas sejam necessárias, parece que a curcumina estimularia a contração da vesícula biliar. Isso ajudaria a reduzir a formação de cálculos biliares, e também facilitaria o seu esvaziamento.

Além disso, este suplemento tem a vantagem de não acarretar efeitos adversos, mesmo em um tratamento prolongado. No entanto, recomenda-se a supervisão médica para fazer um diagnóstico, acompanhar, e determinar a dose adequada.

Não deixe de ler ademais: 3 vitaminas de cúrcuma ricas em antioxidantes tão benéficas que você não vai acreditar! Como usá-lo?

3. Cardo mariano 

3 remédios naturais para a colecistite ou inflamação da vesícula biliar: cardo mariano

O cardo mariano é uma planta medicinal que se destaca por suas propriedades para melhorar a função hepática. Além disso, sua peculiaridade é que poderia até ajudar a regenerar os tecidos desse órgão em caso de danos.

No entanto, o cardo mariano também pode ajudar a limpar a vesícula biliar, e a reduzir os cálculos biliares. Isso seria muito benéfico em caso de colecistite. Neste caso, poderíamos tomá-lo como uma infusão medicinal ou como um complemento. Podemos até encontrar o seu princípio ativo concentrado, conhecido como silimarina.

Estou sofrendo de cólica biliar? 

Finalmente, é importante notar que se sofrermos de cólica biliar, devemos seguir alguns conselhos:

  • Evite comer até a cólica passar.
  • Beba muita água. Também podemos beber suco de maçã sem açúcar.
  • Quando você começar a comer novamente, evite alimentos que causem azia, e aqueles que são muito gordurosos.

Além disso, devemos consultar o médico com urgência se a dor for muito intensa, se começarmos a vomitar, ou se tivermos dificuldade para respirar. Também são indicadores importantes a urina de cor marrom escura, ou os olhos ou a pele quando ficam amarelados. Não perca tempo nestes casos!

 

  • Rasyid, A., & Lelo, A. (1999). The effect of curcumin and placebo on human gall-bladder function: An ultrasound study. Alimentary Pharmacology and Therapeutics. https://doi.org/10.1046/j.1365-2036.1999.00464.x
  • Abenavoli, L., Capasso, R., Milic, N., & Capasso, F. (2010). Milk thistle in liver diseases: Past, present, future. Phytotherapy Research. https://doi.org/10.1002/ptr.3207
  • Sun, J. (2007). D-limonene: Safety and clinical applications. Alternative Medicine Review.
  • Gupta SC, Patchva S, Aggarwal BB. Therapeutic roles of curcumin: lessons learned from clinical trials. AAPS J. ;15(1):195–218. doi:10.1208/s12248-012-9432-8
  • Gaby, A. R. (2009). Nutritional approaches to prevention and treatment of gallstones. Alternative Medicine Review.