Infusões medicinais para fortalecer e limpar veias e artérias

9 de julho de 2015
Neste artigo você vai descobrir como pode fortalecer seu aparelho circulatório e melhorar sua saúde graças a estas infusões medicinais. Não perca!

Neste artigo você vai  descobrir como pode não apenas fortalecer seu aparelho circulatório, como também melhorar sua saúde graças a estas infusões medicinais.

Você sabe qual é um dos inimigos mais perigosos para a sua saúde? Além disso, sabe qual é a doença leva a vida de milhões de pessoas em todo mundo todos os anos? A arteriosclerose. A obstrução progressiva das artérias é um problema silencioso que, em diversos casos, não nos damos conta antes que seja tarde demais.

É importante tomarmos consciência de que é vital manter as veias, bem como as artérias, limpas e fortes, livres dessa placa de gordura que endurece suas paredes dificultando a circulação do sangue. Assim, além de uma dieta saudável e equilibrada, é muito recomendável incluir essas infusões medicinais no seu dia a dia.

Então, comece a tomar nota agora mesmo.

1. Infusão de tília e espinheiro branco

Infusões medicinais

A natureza sempre é rica em remédios medicinais para cuidar da nossa saúde. E uma das infusões medicinais mais adequadas para proteger sua saúde cardíaca e para limpar veias e artérias é, sem dúvida, o espinheiro branco. Você pode encontrá-lo em lojas de produtos naturais e mesmo em farmácias.

Seus princípios cardiotônicos nos permitem favorecer a circulação do sangue, devido ao seu um efeito vasodilatador. Além disso, é interessante saber que o espinheiro branco é muito útil para aliviar a dor pulsátil produzido pelas enxaquecas.

Por que combinamos então o espinheiro branco com a tília? Para favorecer o relaxamento, para controlar a ansiedade, bem como regular nossa tensão arterial. Tome nota de como ela deve ser preparada.

Ingredientes para preparar suas infusões medicinais

  • 10 g de espinheiro branco
  • 10 g de tília
  • 1 copo de água (200 ml)
  • 1 colherada de mel de abelha (25 g)

Preparação

  • É muito simples. Primeiramente, esquente o copo de água. Depois de entrar em ebulição, acrescente o espinheiro branco e a tília. Permita que se faça uma cocção durante 15 minutos para depois, em seguida deixe descansar por outros 5.
  • Peneire todo o conteúdo e por fim escolha sua xícara favorita, acrescentando a colher de mel para adoçar. Seria muito adequado tomar essa infusão todos os dias, logo ao se acordar. É suficiente com um só copo por dia. Devido às propriedades vasodilatadoras do espinheiro branco,  você pode beber a preparação ao longo de 15 dias seguidos e descansar outros dez. Você vai ver como cairá bem.

Recomendamos também a leitura: Como preparar uma infusão de boldo para proteger o fígado

2. Infusão de alecrim e melissa (ou erva-cidreira)

Infusões medicinais de romeiro e melissa

Costuma-se dizer que seria possível escrever toda uma enciclopédia sobre as propriedades do alecrim. Isso ocorre porque ela é uma planta medicinal muito típica do mediterrâneo fácil de encontrar nas lojas de produtos naturais ou mercados. Além disso, costuma ser usada como relaxante muscular, como tônico e hipotensor.

Dadas suas propriedades como favorecedor da circulação sanguínea e como redutor do estresse, é ideal que tomemos duas xícaras por dia, uma pela manhã e outra à tarde. Além disso, não podemos nos esquecer de que o alecrim é muito rico em ácidos orgânicos e taninos, ideais tanto para fortalecer como para limpar veias e artérias.

4. Infusões medicinais com erva cidreira

Em nossa infusão vamos acrescentar também a melissa (ou erva-cidreira), uma planta medicinal ideal para reduzir a ansiedade, relaxar e regular a nossa tensão. Quer saber como prepará-la?

Ingredientes

  • 15 g de alecrim limpo
  • 10 g de melissa ou erva-cidreira
  • 1 copo de água (200 ml)
  • 1 colher de mel (25 g)

Preparação

  • Como sempre, vamos começar esquentando a água. Assim que estiver fervendo, é só acrescentar o alecrim limpo e a melissa. Neste caso, vamos deixar que a decocção se faça ao longo de 30 minutos, para que o alecrim libere todos seus componentes na infusão.
  • Passado esse tempo, deixe que descanse por 5 minutos.
  • Por fim peneire o conteúdo e adoce com um pouquinho de mel. Está deliciosa! Lembre-se de preparar duas xícaras por dia.

Você também deve gostar: Chá de menta, um dos melhores aliados da dieta

5. Infusão de gengibre, mel e alho

Infusões medicinais com gengibre mel e alho

O limão e o alho têm propriedades benéficas para cuidar do nosso coração. Como já se sabe, o alho é um dos melhores antibióticos naturais que existem mas, além disso, ele é perfeito para favorecer a circulação sanguínea das artérias, reduzindo, por sua vez, o “mau” colesterol que se acumula em suas paredes.

Por outro lado, o gengibre também dispõe de incríveis benefícios para favorecer a circulação do sangue e é muito adequado, além disso, para limpar veias e artérias. Entretanto, cabe assinalar que devemos consumi-lo em poucas quantidades e não nos exceder, porque ele tem um efeito vasodilatador bastante intenso. Portanto, é melhor não ultrapassar as 3 gramas diárias.

Quer saber como preparar essa infusão tão medicinal para o seu coração?

Ingredientes

  • 1 dente de alho
  • 1 copo de água (200 ml)
  • Um pouco de gengibre ralado (3 g)
  • 1 colher de suco de limão (15 ml)
  • 1 colher de mel (25 g)

Preparação

Em primeiro lugar, vamos fazer é picar o dente de alho, para depois pôr para ferver a água na chaleira. Assim que entrar em ebulição, acrescente o gengibre e o alho picado, para deixar que se faça a cocção ao longo de 20 minutos.

Passado esse tempo, desligue o fogo e deixe que descanse por  5 minutos. Por fim, é só peneirar todo o conteúdo e está pronta a infusão. Finalmente, acrescente a colher de suco de limão e a de mel para adoçar. O sabor é delicioso e, para cuidar do seu coração, é suficiente tomar um copo por dia. Sempre em jejum!

  • Porte, A., & Godoy, R. L. O. (2001). ALECRIM (Rosmarinus officinalis L.): PROPRIEDADES ANTIMICROBIANA E QUÍMICA DO ÓLEO ESSENCIAL. Boletim Do Centro de Pesquisa e Processamento de Alimentos, 19(2), 193–210. Retrieved from https://revistas.ufpr.br/alimentos/article/viewFile/1233/1033
  • Santos, A., Guimarães, J., Reis, R., Parente, F., Alexandrino, B., & Moura, J. J. A. De. (2003). Hiponatremia – contribuição, 10(8), 77–82. Retrieved from https://estudogeral.sib.uc.pt/bitstream/10316/11852/1/Hiponatremia.pdf
  • Borges, M. B. (2012). Avaliação do efeito da simulação in vitro da digestão gastrointestinal nas propriedades antioxidantes das infusões de cidreira e tília Avaliação do efeito da simulação in vitro da digestão gastrointestinal nas propriedades antioxidantes das infusões de ci. Retrieved from https://run.unl.pt/bitstream/10362/8831/1/Borges_2012.pdf