Você sabia que praticar ioga ajuda a queimar calorias?

· 17 de julho de 2018
A prática da ioga pode nos ajudar a queimar calorias de forma eficaz e sem risco de lesões, embora devamos sempre combiná-la com uma dieta saudável e equilibrada para alcançar melhores resultados

A ioga é uma disciplina cada vez mais popular entre homens e mulheres que buscam cuidar de si mesmos e encontrar um equilíbrio entre o corpo e a mente. No entanto, muitas pessoas se perguntam se praticar a ioga também ajuda a queimar calorias.

Descubra neste artigo a relação entre a ioga e a perda de peso. Nós daremos dicas para você descobrir se com este exercício é possível queimar calorias de forma eficaz.

Por que escolher a ioga como esporte?

A ioga pode ser ideal como atividade física. Esta prática respeita os limites do corpo e não sobrecarrega os músculos ou as articulações.

Portanto, não é coincidência que milhões de pessoas de todas as faixas etárias escolhem a ioga como um esporte. Além do equilíbrio emocional e mental que a ioga proporciona, também serve para tonificar os músculos e fortalecer as articulações.

Através desta disciplina, obtemos elasticidade, força física, equilíbrio, concentração, resistência, energia e relaxamento. Além disso, as lesões são evitadas, pois é uma técnica baseada na flexibilidade e na qual não são realizados movimentos bruscos.

Portanto, praticar a ioga para queimar calorias é uma opção eficaz e sem riscos. Ajuda-nos a perder peso progressivamente enquanto fortalecemos nossas habilidades físicas e desenvolvemos nossa força interior.

Mulher praticando ioga para ajudar a queimar calorias

As calorias dependem do tipo de ioga

A ioga, como toda atividade física, envolve um gasto calórico. No entanto, existem muitos tipos de ioga que são muito diferentes entre eles. Alguns se concentram mais no relaxamento, meditação e respiração. Por outro lado, outros são mais dinâmicos e trabalham a flexibilidade e a resistência através de posturas e movimentos.

Se estivermos procurando por um esporte com maior gasto de energia, devemos escolher uma prática da ioga mais ativa. Se o que precisamos é relaxar para combater a ansiedade ou o nervosismo, é conveniente que optemos por uma ioga mais introspectiva.

Precisamos avaliar o que nos impede de perder peso para optar por um ou outro tipo.

Devemos destacar uma variedade específica da ioga chamada de Bikram Yoga. Neste modelo, a sala fica a uma temperatura de 42 °C. O objetivo é aumentar a transpiração e acelerar a frequência cardíaca para queimar calorias. Além disso, esta temperatura reduz o risco de lesões.

A alimentação também é fundamental

Se desejamos queimar calorias, além de praticar um esporte várias vezes por semana, também devemos prestar atenção à nossa alimentação. Atualmente, contar as calorias é um método desatualizado que nem sempre é eficaz e também causa frustração e angústia.

Os nutricionistas apostam cada vez mais em uma dieta saudável e natural para perder peso com bom senso e sem efeito rebote.

Para isso, em vez de focar nas calorias, siga estas dicas:

  • Aumente o consumo de alimentos vegetais: saladas, sucos, batidas, salteados, etc.
  • Escolha sempre alimentos integrais ricos em fibras e evite alimentos refinados.
  • Elimine o açúcar e substitua-o por adoçantes saudáveis, como mel, estévia ou açúcar de coco.
  • Reduza o consumo de produtos industriais e, sempre que possível, cozinhe sua própria comida.
  • Não remova as gorduras da sua dieta. Escolha aquelas que são de boa qualidade, como azeite, óleo de coco, oleaginosas, ghee, peixe oleoso, etc.
A ioga ajuda a queimar calorias sempre que combinada com uma alimentação saudável

Dicas para aumentar o gasto calórico

Finalmente, daremos algumas orientações para ativar o metabolismo e, portanto, aumentar o gasto calórico:

  • Beba dois litros de água todos os dias, em jejum e fora das refeições.
  • Evite ficar sentado por muito tempo e levante-se, pelo menos, a cada hora.
  • Adicione especiarias picantes à sua dieta, como, por exemplo, pimenta caiena e gengibre.
  • Tome banho com água fria. No entanto, sempre evite a área da cabeça.
  • Descanse as horas necessárias durante a noite.
  • Lute contra o estresse.
  • Não deixe de comer nenhuma refeição durante o dia, principalmente o café da manhã. Consuma ao menos as três principais e, se quiser, coma algo no meio da manhã e no meio da tarde.
  • Aumente o consumo de proteínas, sempre em equilíbrio entre as proteínas de origem vegetal e animais.
  • Realize exercícios para tonificar os músculos.
  • Beba chá verde e café moderadamente.