Você precisa de um psicólogo? 4 razões que responderão a sua pergunta

29 de janeiro de 2019
Embora possamos desabafar com amigos, o psicólogo é um profissional que ouvirá nossos problemas sem emitir julgamentos de valor a respeito e que nos ajudará a entender o que sentimos dentro de nós.

Falar de psicologia nem sempre acaba sendo uma boa ideia. Muitas pessoas são um pouco sensíveis em relação ao tema.

Tamanho é o ponto de exagero que muitas pessoas que vão ao psicólogo são chamadas de “loucas”.

Em primeiro lugar, é fundamental manter o respeito em relação ao pensamento dos demais. Por isso, para conversar e inclusive refletir sobre uma consulta ao psicólogo, é necessário abrir um pouco a mente.

Aconselhar os outros, a si mesmo e receber recomendações de pessoas próximas nunca é demais.

Dessa forma, observar os problemas a partir de uma nova perspectiva e analisar certas situações desde diferentes pontos de vista pode contribuir muito.

O que é e para que serve um psicólogo?

um psicólogo

As pessoas têm pensamentos muito diferentes com respeito a este profissional. Muitos costumam citá-lo como um médico especializado para pessoas “loucas”.

É a partir daí que surgem as confusões e inclusive o medo de conversar com um psicólogo.

No entanto, isso não poderia estar mais longe da realidade. Um psicólogo é uma pessoa previamente capacitada em todos os campos relativos à psicologia.

Ele se encarrega de analisar o comportamento humano em diversos âmbitos, como:

  • O pensamento
  • As emoções
  • O aprendizado
  • Diferentes transtornos

Por outro lado, a consulta psicológica não é um confessionário similar aos das igrejas ou da lei. Também não podemos esperar que o psicólogo nos revele os maravilhosos segredos para solucionar a vida.

O papel desse profissional se centra em uma conversa recíproca que, por meio de diversos conselhos e perguntas, permitirá ao paciente revelar o que acontece, seja para o bem ou para o mal, e como determinado problema pode ser solucionado.

Como identificar a necessidade de um psicólogo?

Não é fácil decidir a hora de marcar uma consulta, ou várias, com o psicólogo. Embora para algumas pessoas possa ser algo trivial, continua sendo um passo complexo para outras.

Deve-se tomar uma decisão e, com a cabeça fria, assimilá-la, apesar da dificuldade que possa supor. É muito provável que tenhamos que refletir a respeito.

Para tornar as coisas um pouco mais fáceis, iremos expor uma série de razões que permitirão encaminhar muito melhor a ideia.

Visite este artigo: Amizade entre mulheres: uma forma de combater o estresse

1. Um apoio livre de preconceitos

um psicólogo

A hipocrisia está muito presente em nossa sociedade. Todos sabemos da existência dos amigos, mas analisando bem, muitas pessoas podem ser hipócritas ou até desleais.

Essa é uma razão de peso para querer se aproximar de alguém e contar os problemas do dia a dia. Para fazer isso, nada melhor que um psicólogo.

Estamos diante de um profissional capacitado para ouvir e colaborar conosco, sem emitir nenhum tipo de comentário negativo ou julgamento sobre o que será conversado.

2. Conselhos sérios

Existe a possibilidade de optar por conversar com um amigo ou conhecido para desabafar todas as coisas, boas ou ruins. Além dos possíveis julgamentos, os conselhos são um fator determinante.

Não há problema em conversar com as pessoas, desde que as recomendações não sejam acatadas de forma leviana.

A vantagem do psicólogo é exatamente essa. No caso de oferecer uma opinião ou um conselho relativo ao problema ou temática tratada, ele sempre será profissional e sério.

Não podemos nos esquecer de que todas as afirmações feitas por esse profissional estarão baseadas em teorias e análises clínicas, e não em vivências e afetos.

3. Problemas para se expressar

um psicólogo

Com “expressar-se” não fazemos referência a falar diante das demais pessoas. Embora envolva um pouco disso, nesse sentido a ênfase está em transmitir o que carregamos dentro de nós.

As sessões com um bom psicólogo poderão nos ajudar a conseguir fazer isso. De maneira gradativa, medos, problemas, responsabilidades e coisas similares irão saindo lentamente.

O papel do profissional é se tornar um espelho: através deste serão reveladas as coisas negativas de si mesmo. É um exercício incrível.

Leia também: Quero um abraço que apague todos os meus medos

4. Espaço pessoal

Uma razão de muito peso para querer consultar um psicólogo é o espaço pessoal.

Embora possa parecer algo ilógico, frequentar esse tipo de sessão é uma maneira excelente de presentear tempo a si mesmo.

Ao se tratar de um guia da conduta humana, esse profissional contribui para o conhecimento de si mesmo e pode acabar sendo um grande apoio (é claro, sempre sem sair do papel de profissional).

Um problema muito comum nas pessoas ocorre quando prestam mais atenção aos outros do que a si mesmas. Por essa e muitas outras razões, uma boa consulta de psicologia poderá ser de grande ajuda.

  • Nolan, A., & Moreland, N. (2014). The process of psychological consultation. Educational Psychology in Practice. https://doi.org/10.1080/02667363.2013.873019