O que é a uveíte e quais são os seus sintomas?

03 Setembro, 2020
A uveíte pode ser grave e causar a perda permanente da visão. O diagnóstico e o tratamento precoces são importantes para prevenir complicações.

A uveíte é uma forma de inflamação ocular. Afeta a camada média do tecido na parede do olho, chamada de úvea. Esta patologia ocular pode ocorrer em um dos olhos ou em ambos.

Os sinais de alerta da uveíte costumam aparecer de repente e pioram rapidamente. Geralmente ocorre em pessoas de 20 a 50 anos, mas também pode se desenvolver em crianças.

A uveíte pode ser grave e causar perda permanente da visão. O diagnóstico e o tratamento precoces são importantes para prevenir complicações.

É interessante saber que pessoas com modificações em certos genes podem ter uma maior probabilidade de ter uveíte. Além disso, um estudo recente encontrou uma relação significativa entre a uveíte e o tabagismo.

Tipos de uveíte

Olho com inflamação

A úvea é a camada intermediária de tecido da parede do olho. É formada por:

  • Íris
  • Corpo ciliar
  • Coroide: localizado entre a retina – localizada na camada mais interna da parede ocular – e a esclera – a parte branca mais externa da parede ocular.

A úvea fornece fluxo sanguíneo para as camadas profundas da retina. O tipo de uveíte depende das partes do olho que estão inflamadas:

  • Irite: afeta a parte frontal do olho e é o tipo mais comum.
  • Ciclite: afeta o corpo ciliar.
  • Coroidite e retinite: afetam a parte posterior do olho.
  • Uveíte difusa: ocorre quando todas as camadas da úvea estão inflamadas.

Em qualquer uma dessas condições, o material gelatinoso localizado no centro do olho (humor vítreo) pode ficar inflamado e ser invadido por células inflamatórias.

Além disso, existe outra classificação de uveíte de acordo com a área da úvea afetada. Em casos graves, todas as camadas são afetadas.

Anterior

A inflamação da úvea ocorre perto da frente do olho. Começa de repente e os sintomas podem durar até 8 semanas. Algumas variantes da uveíte anterior são constantes, enquanto outras desaparecem e retornam.

Intermediária

O inchaço da úvea ocorre perto da  parte central do olho. Os sintomas podem durar de algumas semanas a muitos anos. Essa variante pode ser cíclica; às vezes melhora e às vezes piora.

Posterior

Nesse caso, a inflamação da úvea localiza-se próxima à parte posterior do olho. Os sintomas podem se manifestar gradualmente e podem durar muitos anos.

Sintomas e complicações

Os sinais, sintomas e características da uveíte incluem:

  • Vermelhidão dos olhos.
  • Dor nos olhos.
  • Sensibilidade à luz.
  • Visão turva.
  • Manchas escuras flutuando no campo de visão (moscas voadoras).
  • Visão diminuída.

Os sintomas podem surgir repentinamente ou piorar rapidamente, embora em alguns casos surjam gradualmente.

Se estes sintomas não forem tratados, a uveíte pode causar certas complicações, como:

  • Glaucoma.
  • Lesão por catarata.
  • Lesão do nervo óptico.
  • Descolamento de retina.
  • Perda permanente da visão.

Leia também: Como as telas afetam a saúde ocular?

Causas da uveíte

Mulher usando colírio

Em cerca de metade de todos os casos, a causa específica da uveíte não é clara. Porém, nos casos em que uma causa pode ser determinada, as mais comuns são as seguintes:

  • Transtorno autoimune, como sarcoidose ou espondiloartrite anquilosante.
  • Lesão ocular ou cirurgia.
  • Distúrbio inflamatório, como doença de Crohn ou colite ulcerosa.
  • Uma infecção, como doença da arranhadura do gato, herpes zoster, sífilis, toxoplasmose, tuberculose, doença de Lyme ou vírus do Nilo Ocidental.
  • Algum tipo de câncer que afete os olhos, como o linfoma.

Diagnóstico e tratamento da uveíte

Como a uveíte está frequentemente associada a outras doenças ou condições, alguns exames podem necessários para fazer o diagnóstico, como um exame físico, exames de sangue ou pele, exames de fluidos oculares e exames de imagem.

Você também pode se interessar:  Por que as crianças devem consultar um oftalmologista?

Em relação ao tratamento, este deverá ser iniciado imediatamente para evitar problemas duradouros. Os oftalmologistas costumam tratar a uveíte com medicamentos na forma de colírios que reduzem a inflamação.

Eles também podem usar colírios que dilatam a pupila para reduzir a dor e o inchaço.

  • Martínez-Berriotxoa, A., Fonollosa, A., & Artaraz, J. (2012). Aproximación diagnóstica a las uveítis. Revista Clinica Espanola. https://doi.org/10.1016/j.rce.2011.12.004

  • Benítez, J. M., Castillo, D., Díaz-Valle, D., Pato, E., López Abad, C., Alejandre, N., & Benítez, J. M. (2008). Enfermedades articulares y uveítis Articular diseases and uveitis. An. Sist. Sanit. Navar.

  • Álvarez-Mon Soto, M., Albarrán, F., Gorroño, M., & Pérez Gómez, A. (2017). Uveítis: etiopatogenia, diagnóstico y tratamiento. Medicine (Spain). https://doi.org/10.1016/j.med.2017.02.013