O que é um ultrassom testicular e quando ele é necessário?

A ultrassonografia testicular é simples e indolor; portanto, não apresenta complicações. Saiba tudo sobre esse método disponível em quase todas as clínicas.
O que é um ultrassom testicular e quando ele é necessário?

Última atualização: 10 Setembro, 2021

O ultrassom testicular é um exame médico usado para obter imagens dos testículos e tecidos adjacentes nos homens. Também é chamado de ecografia ou ultrassonografia, uma vez que usa ondas sonoras de alta frequência.

É um método de estudo de imagem seguro, simples, indolor e não invasivo que não requer preparação prévia. Também não tem complicações ou riscos. 

Anatomia da área

Os testículos fazem parte do sistema reprodutor masculino. Sua função é produzir espermatozoides e testosterona, que é o hormônio sexual masculino.

Existem dois testículos e eles estão localizados no escroto, uma bolsa de tecido localizada sob o pênis. Normalmente, o esquerdo é mais baixo do que o direito. Seu tamanho varia entre 4 e 5 centímetros de comprimento e 2 a 3 centímetros de largura. O volume normal é de 30 mililitros.

Na região posterior dos testículos existe um tubo denominado epidídimo, responsável pelo armazenamento e transporte dos espermatozoides. Por sua vez, os testículos são conectados ao resto do corpo pelo cordão espermático, que contém uma artéria, uma veia e o ducto deferente, por meio do qual o sêmen circula dos testículos para a uretra.

Bases do ultrassom

O ultrassom é um método de estudo que usa ondas sonoras de alta frequência para produzir imagens de órgãos. O sistema de ultrassom consiste em 3 partes: transdutor, unidade de processamento e tela. O transdutor é um dispositivo portátil capaz de enviar ondas sonoras de alta frequência inaudíveis para o corpo.

Os transdutores emitem as ondas sonoras e captam o reflexo ou rebote produzido pelos tecidos. Isso permite que a unidade de processamento produza uma imagem em escala de cinza na tela.

Dependendo das características das ondas, a imagem ficará mais ou menos brilhante, o que será interpretado pelo radiologista ou pelo técnico de ultrassom. Além disso, existe a opção de fornecer imagens estáticas ou em movimento em tempo real.

Imagem de ultrassom
O exame de ultrassom gera imagens que são analisadas pelos médicos. Atualmente, existem até opções com cor.

Quando o ultrassom testicular é recomendado?

Um médico pode recomendar um ultrassom testicular por diferentes razões. Entre elas, as mais importantes são as seguintes:

  • Verificar se uma massa no escroto ou testículos é sólida (tumor) ou cheia de líquido (cisto).
  • Verificar o efeito de um trauma direto no escroto ou testículo.
  • Identificar as causas da dor ou inchaço dos testículos.
  • Verificar as causas da infertilidade.
  • Localizar um testículo que não desceu.
  • Avaliar a circulação sanguínea testicular.

Procedimento de ultrassom testicular

A ultrassonografia testicular não requer preparação prévia. Não existem alimentos específicos proibidos ou o consumo de líquidos para ficar com a bexiga cheia. Tampouco é necessária a suspensão de qualquer medicamento.

Durante o procedimento

O procedimento será realizado por um ultrassonografista ou radiologista. Será feito no seu consultório ou no departamento de radiologia.

O exame demora de 20 a 30 minutos para ser concluído. O paciente ficará em uma sala escura para uma melhor visualização das imagens. Ele será solicitado a remover qualquer roupa da cintura para baixo.

O paciente deve ficar deitado de costas, com as pernas abertas. No caso do ultrassom testicular, o escroto deve estar ligeiramente elevado, então, às vezes, uma toalha é colocada na área inferior. Posteriormente, é aplicado um gel à base de água quente que permite que o transdutor deslize.

O exame é feito com movimentos para frente e para trás, variando o ângulo. Não é doloroso, mas pode criar uma sensação de pressão. Em alguns casos, ocorre um desconforto por estar em uma área sensível ou com alguma anormalidade.

Após o procedimento

O paciente pode retornar às suas atividades habituais imediatamente. Este exame não requer nenhum tempo de recuperação.

Os resultados serão primeiramente observados e analisados pelo ultrassonografista ou radiologista que os realizou. Em seguida, serão enviados ao médico responsável pelo tratamento.

Possíveis resultados do ultrassom testicular

As anomalias encontradas podem variar. É possível detectar uma infecção testicular, um cisto benigno, uma torção ou tumor testicular, hidrocele, epididimite ou espermatocele.

Em caso de presença de massa testicular, quando é de conteúdo líquido (cisto) elas costumam ser benignas. No caso de conteúdo sólido (tumor), processos malignos devem ser excluídos.

A torção testicular ocorre quando o cordão espermático se torce e não permite que o sangue flua para os testículos, criando uma condição médica urgente que pode causar a morte do tecido se não for tratada a tempo. Geralmente se manifesta com dor de forte intensidade sem causa aparente, e sua resolução é cirúrgica.

A epididimite ou inflamação do epidídimo pode causar massa testicular, dor e inflamação. Já a hidrocele é causada pelo acúmulo de líquido no tecido que reveste o testículo. A espermatocele geralmente gera uma massa testicular indolor, cujo conteúdo é líquido seminal.

Testículos que não desceram são encontrados em bebês após os 6 meses de idade. Em geral, não manifestam outros sintomas além da ausência do testículo na bolsa escrotal.

A dilatação das veias testiculares é chamada de varicocele. Pode se manifestar com dor testicular, atrofia ou esterilidade.

Trauma testicular que requer ultrassom
O trauma pode provocar hematomas ou alterações na anatomia testicular que são estudadas pelo ultrassom.

Limitações do ultrassom testicular

Este ultrassom é útil para encontrar anormalidades, como massas escrotais ou testiculares. No entanto, nem sempre permite um diagnóstico preciso, pois não nos permite saber qual é o tipo de tecido de uma massa sólida.

Por outro lado, as imagens do fluxo sanguíneo nem sempre são confiáveis. Além disso, no caso de testículos ausentes, eles podem não ser encontrados se forem intra-abdominais, visto que as alças intestinais distendidas por gás bloqueiam a visualização.

Em qualquer caso, a ultrassonografia testicular é um método de estudo indolor, não invasivo, de fácil acesso e sem riscos. Isso justifica seu uso como primeira linha no diagnóstico de anormalidades nos testículos e tecidos adjacentes.

Pode interessar a você...
O que é a androstenediona e como ela afeta o nosso corpo?
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
O que é a androstenediona e como ela afeta o nosso corpo?

A androstenediona é o principal precursor dos hormônios sexuais. Portanto, a variação em seus níveis gera efeitos indesejáveis.



  • Rodríguez, R. Mayayo, T. Lennie, A. Sanz, E. Arias, F. García, R. Ecografía testicular. Arc. Esp. Urol., 59,4(441-454), 2006.
  • Tovar, M. Parlorio, E. Hernández, L. Carrillo, M. Solano, A. et al. La física en la ecografía.: Aplicaciones. Seram, 2018. Disponible en: https://piper.espacio-seram.com/index.php/seram/article/view/1578.