Por que um chute nos testículos dói tanto?

Um chute nos testículos não é uma ocorrência comum, mas quando acontece, causa uma dor incapacitante. Em geral, esses episódios não têm consequências graves.
Por que um chute nos testículos dói tanto?

Última atualização: 17 Maio, 2021

Um chute nos testículos é uma daquelas experiências que nenhum homem quer passar. Uma pancada nessa área deixa qualquer um se retorcendo de dor. Os especialistas indicam que, nesses casos, é como se o corpo enlouquecesse.

Apesar de tudo, um chute nos testículos quase nunca tem consequências graves, a menos que seja muito forte. Essa área é muito sensível, mas também tem a capacidade de se recuperar rapidamente, sem complicações.

No entanto, um trauma forte pode ter consequências severas. Portanto, é melhor prevenir esse tipo de choque. Também é importante saber o que fazer caso ele ocorra. Falaremos sobre tudo isso a seguir.

Por que dói tanto?

Dor nos testículos
Os testículos concentram diferentes terminações nervosas e, por isso, uma pancada nesta área dói muito.

Muitos se perguntam por que um chute nos testículos dói tanto. O raciocínio é que essa pequena área tem uma concentração muito maior de terminações nervosas do que outras regiões do corpo.

Essas terminações nervosas convergem para o nervo vago, considerado uma “superestrada” do corpo. Isso faz com que a dor alcance outras áreas e se torne aquele tipo de “loucura temporária” no corpo.

Por outro lado, os testículos estão presos ao corpo de forma fraca. Eles são cobertos apenas por uma camada protetora chamada túnica albugínea e envoltos em uma bolsa chamada “escroto”. Portanto, não possuem amortecimento e a resistência que oferecem a um golpe é muito limitada.

Por que um chute nos testículos pode causar dor no abdômen?

Um chute nos testículos causa dor no abdômen, mas por quê? Os testículos começam a se formar no abdômen e, de lá, descem até chegar à sua posição final. As terminações nervosas das gônadas convergem no abdômen.

A partir do exposto, conclui-se que quando os testículos são atingidos, a dor acaba se concentrando no abdômen. Tudo se junta no nervo vago, que possui ramificações em toda essa área e em uma grande região da parte superior do corpo.

Essa também é a razão pela qual não só ocorre dor no abdômen, mas também pode haver náuseas e vômitos. Além disso, quando a dor é muito forte, haverá tontura, lágrimas, aumento da pressão arterial e dor de cabeça.

Que consequências um chute nos testículos pode ter?

Um chute nos testículos pode ter consequências graves se for muito forte. Se a dor não desaparecer em 15 a 60 minutos, é melhor ir à emergência para ser avaliado.

Em algumas ocasiões, esses tipos de golpes causam consequências graves, como as seguintes:

  • Epididimite. É um dos efeitos mais comuns de um chute forte nos testículos. É a inflamação do epidídimo, a porção que une o testículo com o canal deferente. Causa dor e inchaço, mas geralmente se resolve espontaneamente.
  • Deslocamento do testículo. Ocorre quando o golpe faz com que o testículo entre novamente no corpo e fique acima do quadril. O efeito é que o testículo não é mais sentido. Trata-se de uma emergência médica.
  • Torção testicular. O chute pode fazer o testículo subir e girar, fazendo com que o cordão espermático se torça. O resultado é dor intensa, inchaço e o posicionamento de um testículo acima do outro. Você deve consultar um médico em um período de no máximo seis horas.
  • Ruptura do testículo. É raro e é causada por um golpe extremamente forte. Provoca muita dor, inchaço perceptível, vontade de vomitar e, às vezes, desmaio. É uma emergência médica que requer cirurgia.

Quem corre risco de ser atingido nesta área?

Cuidados com os testículos ao praticar esportes
Se você pratica esportes regularmente, é aconselhável usar uma proteção na região testicular.

As lesões nos testículos, principalmente as mais graves, são raras. No entanto, elas podem ocorrer e, portanto, devem ser tomadas medidas adequadas para evitá-las. Os atletas estão mais sujeitos a esses tipos de problemas.

Em alguns esportes, é mais comum receber um chute nos testículos ou uma pancada nessa área. Quem joga futebol, basquete ou beisebol deve ter mais cuidado, bem como aqueles que levantam pesos ou praticam exercícios muito exigentes.

Dicas e prevenção

A dor é inevitável quando você leva um chute nos testículos. O desconforto não deve durar mais de uma hora. Nesse ínterim, algumas ações simples podem ser tomadas para aliviar o problema.

A melhor coisa a fazer é o seguinte:

  • Tome um analgésico de venda livre, como paracetamol ou ibuprofeno.
  • Deite-se e relaxe.
  • Coloque uma bolsa de gelo na área para aliviar a dor e reduzir a inflamação.
  • Coloque uma toalha enrolada sob o testículo na hora de dormir.
  • Evite atividades extenuantes nos dias seguintes.
  • Use roupas íntimas de apoio pelos próximos dias para dar suporte ao testículo.

O melhor, em todo caso, é evitar um desses golpes e as consequências que podem decorrer deles. Se um homem pratica atividade física vigorosa regularmente, é melhor tomar nota das seguintes precauções:

  • Use protetor testicular ou suporte atlético esportivo. Esses acessórios fornecem uma boa proteção. Devem ter o tamanho correto; caso contrário, não cumprirão sua função adequadamente.
  • Pergunte sobre acessórios adicionais. Seu médico ou técnico pode sugerir outros tipos de protetores adicionais, dependendo da atividade ou esporte que é praticado.
  • Mantenha o médico informado. A dor nos testículos, mesmo que não tenha recebido uma pancada, é motivo para uma consulta.

Diante da dor, vá ao médico

A dor é um sintoma importante a se levar em consideração. Se, após um chute nos testículos, a dor for muito intensa ou não diminuir com o passar dos minutos, é aconselhável ir a um centro de saúde para ser avaliado.

Náuseas ou vômitos que não passam, assim como hematoma no escroto, dificuldade para urinar, hematúria, ou sangue na urina, e febre também são sinais de que você pode estar passando por uma emergência. Por outro lado, é importante ter cuidado com as práticas sexuais que incluem golpes nos testículos.

Pode interessar a você...
O que é criptorquidia ou os testículos que não desceram?
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
O que é criptorquidia ou os testículos que não desceram?

A criptorquidia é a não descida dos testículos à bolsa escrotal. É comum em prematuros, mas geralmente se resolve de maneira espontânea.



  • Casal, J., Solari, J. J., & Monserrat, J. M. (1965). Epitelioma del escroto. Revista Argentina de Urología, 34(9-12), 661-665.
  • Vaglica, A. C. (1980). Estallido traumático de testículo. Revista Argentina de Urología, 46(1), 30.
  • Calabia de Diego, A., López Rasines, G., Hernández Rodríguez, R., Marco de Lucas, E., Lastra García-Barón, P., & Hernández Castrillo, A. (2003). Lesiones testiculares que no hay que tocar. Archivos españoles de urología, 56(3), 255-266.