O que três xícaras de café por dia podem fazer pelo seu fígado

· 24 de janeiro de 2019
Até alguns anos atrás, muitas pessoas evitavam tomar café por acreditar que ele causaria dano ao organismo devido ao seu conteúdo de cafeína. No entanto, ano após ano foram feitos novos estudos e foi possível argumentar por que o consumo de café é tão bom para o corpo.

Já são vários os estudos que demonstram que o consumo de café pode ser muito benéfico para a saúde, sempre que ocorrer em quantidades moderadas todos os dias.

Recentemente, vários estudos demonstraram que o café tem efeitos positivos no tratamento e na prevenção de problemas como a diabetes, o Alzheimer e o Parkinson. Agora, novos estudos nos dão outra importante razão para beber mais café e aproveitar os seus benefícios.

Em um estudo realizado pelo Instituto Nacional do Câncer de Bethesda (Maryland, Estados Unidos) e publicado na revista Hepatology, foi revelado que o consumo de café tem efeitos positivos para o fígado.

Para realizar essa pesquisa, os cientistas utilizaram dados da Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição dos Estados Unidos (NHANES, 1999-2010), e selecionaram um total de 27.793 mil participantes com mais de 20 anos.

Os voluntários preencheram uma pesquisa sobre seus hábitos de consumo de café, e os pesquisadores mediram seus níveis sanguíneos com distintos marcadores da função hepática.

A finalidade dessa pesquisa era medir a saúde do fígado dos participantes, e ela descobriu que aqueles que consumiam três ou mais xícaras de café por dia tinham níveis menores de enzimas hepáticas em comparação com aqueles que não o consumiam.

Como conclusão, os cientistas determinaram que os compostos do café, diferentemente da cafeína, promovem a saúde do fígado quando são consumidos moderadamente.

O consumo de café reduz o risco de fibrose em pessoas com o fígado gorduroso

consumo de café

Em outro estudo, também publicado na revista Hepatology, foi revelado que o consumo de café reduz significativamente o acúmulo de tecidos conectivos (fibrose) no fígado naqueles pacientes que sofrem de fígado gorduroso não alcoólico.

O estudo determinou que a cafeína consumida através do café pode reduzir a fibrose nas pessoas com fígado gorduroso, assim como nas pessoas com doença hepática crônica.

Para realizar essa pesquisa, os cientistas entrevistaram 306 pessoas sobre o seu consumo de cafeína e as dividiram em quatro grupos para serem classificadas: pacientes sem sinais de fibrose na ultrassonografia (grupo de controle), pacientes com esteatose e pacientes com esteato hepatite não alcoólica em estágios 0 -1 e 2-4.

Os pacientes com esteatose que consumiram café mostraram uma diferença significativa em comparação com os pacientes em estágio 0-1 de esteato hepatite.

O consumo de café foi maior em pacientes com esteato hepatite nível 0-1, com 58% da ingestão de cafeína do café normal em comparação com os pacientes de esteato hepatite nível 2-4, com somente 36% do consumo de cafeína do café normal.

Segundo os especialistas, são necessários mais testes e pesquisas para examinar a quantidade de consumo de café nos resultados clínicos.

Leia mais: Os prós e contras de tomar café diariamente

Benefícios do café

consumo de café

Os benefícios do café estão cada vez mais evidentes, ainda que, durante muito tempo, tenhamos acreditado que ele poderia fazer mal à saúde.

  • Pesquisas recentes determinaram que o café poderia prevenir e proteger contra a diabetes, assim como contra alguns tipos de câncer relacionados à obesidade, ao estrogênio e à insulina, como o câncer do endométrio.
  • Por seu alto teor de antioxidantes, o café está relacionado à prevenção do câncer de bexiga e de fígado.
  • Reduz os riscos de sofrer de cirrose
  • Diminui o risco de ter doenças cardíacas, graças ao seu alto conteúdo de flavonoides
  • É recomendado para reduzir a dor de cabeça e alguns tipos de enxaqueca
  • Seu consumo está relacionado à diminuição do risco de cálculos biliares e doenças na vesícula

Leia também: Dieta para controlar os cálculos biliares

  • O café alimenta a flora bacteriana, que nos protege do surgimento de doenças
  • O consumo de café também estimula a secreção gástrica, ativa a produção da bile e a contração da vesícula biliar. Assim, melhora significativamente a digestão
  • Inúmeros estudos científicos identificaram que as pessoas que consomem três xícaras de café por dia possuem um risco até 50% menor de sofrer deteriorações cognitivas.
  • Esquivel, P., & Jiménez, V. M. (2012). Functional properties of coffee and coffee by-products. Food Research International. https://doi.org/10.1016/j.foodres.2011.05.028

  • Wadhawan, M., & Anand, A. C. (2016). Coffee and Liver Disease. Journal of Clinical and Experimental Hepatology. https://doi.org/10.1016/j.jceh.2016.02.003