Tratamento do paciente com hipotermia

29 de maio de 2019
A hipotermia é uma situação de risco de vida. É importante restaurar a temperatura corporal o mais rápido possível.

Considera-se hipotermia quando a temperatura corporal é significativamente reduzida. Esta condição requer gerenciamento médico urgente para evitar complicações no organismo. Neste artigo revisaremos os diferentes graus e estratégias a serem usados.

O que é hipotermia?

Hipotermia por frio

Em primeiro lugar, a hipotermia é um termo médico que se refere à uma temperatura corporal anormalmente baixa. Geralmente, uma pessoa é considerada com hipotermia se sua temperatura estiver abaixo de 35 °C.

Existem inúmeras condições que podem causar esse estado em um indivíduo. Para isso, nosso corpo possui uma série de mecanismos que nos protegem do frio. Desta forma, tentamos produzir calor e estabilizar o organismo.

No entanto, se a condição extrema persistir, o organismo é incapaz de recuperar o calor perdido. Assim, considera-se que uma temperatura corporal abaixo de 35 º C indica que o corpo começa a falhar. Isto é devido ao fato de que a produção de calor é inferior em comparação com a que é perdida em cada instante.

Finalmente, os órgãos vitais e vasos sanguíneos começam a sofrer danos. Se este distúrbio não for tratado adequadamente, a pessoa pode morrer devido a complicações associadas.

Tipos de hipotermia

Por outro lado, de acordo com a gravidade que o indivíduo apresenta podemos diferenciar três tipos de hipotermia. Normalmente, os sintomas aparecem gradualmente e pioram com o tempo. Desta forma, podemos destacar:

  • Hipotermia leve (33-35 ºC). Os sintomas ou sinais mais frequentes são calafrios ou tremores, confusão ou desorientação, e dificuldade em fazer movimentos. Também, a pele pode mudar seu tom e seu toque é muito frio.
  • Hipotermia moderada (30-33 ºC). Nesta situação o paciente começa a perder a consciência e pode emitir um leve murmúrio ou balbucio. Por outro lado, é possível que a vítima sinta uma sonolência intensa e perca energia.
  • Hipotermia severa (menor que 30 ºC). Finalmente, o indivíduo perde a consciência, seu ritmo cardíaco e ritmo respiratório diminuem e enfraquecem. Além disso, sua pressão arterial está abaixo dos padrões recomendados.

Talvez você esteja interessado: Você sente frio e inchaço nas extremidades? Controle-os com remédios para a circulação

Quais são primeiros socorros?

Ante sinais de hipotermia, beba infusões quentes

Assim então, os primeiros socorros são uma série de diretrizes simples que podem ser aplicadas em estado de emergência. Dessa forma você pode tentar minimizar os danos resultantes de um acidente enquanto aguarda a atenção médica correspondente.

Em caso de hipotermia, ligue imediatamente para a emergência e verifique o estado da vítima. Para fazer isso, pulso e respiração devem ser verificados e a ressuscitação cardiopulmonar (ou RCP) deve ser aplicada, se necessário.

Posteriormente, deve-se mover a vítima para um local abrigado com uma temperatura mais adequada. Também é recomendável envolvê-la em cobertores ou roupas, se houver, para recuperar o calor, e substituir as roupas molhadas.

No caso de não conseguir encontrar abrigo, deve-se fornecer calor ao sujeito para tentar secar a roupa molhada e aumentar a temperatura corporal. Se possível, compressas mornas podem ser colocadas ou aproximar-se do indivíduo. O calor direto é desencorajado porque pode causar complicações mais sérias.

Se a pessoa estiver consciente, ela pode ser estimulada com bebidas quentes ou refeições. Em nenhum caso a administração de álcool é aconselhada para acalmar a vítima.

Talvez você esteja interessado em ler também: Conselhos para agir no trabalho diante de uma emergência cardíaca

Qual é o tratamento médico a ser realizado?

Assim que a equipe médica chegar, aplicará as diretrizes de tratamento mais adequadas para estabilizar o paciente.

Nos casos de hipotermia leve, o distúrbio pode ser tratado por aquecimento passivo. Esta técnica consiste na administração de líquidos quentes e cobertores, para recuperar o calor perdido.

No entanto, nos casos mais graves, a vítima pode estar inconsciente, ou não seja o suficiente acalmar a pessoa. Nesta situação, outras técnicas podem ser realizadas para aliviar a hipotermia:

  • Introduzir líquidos mornos por via intravenosa. Normalmente, é uma solução salina.
  • Usar oxigênio umidificado para aquecer as vias aéreas do paciente.
  • Aplicar uma quantidade variável de solução salina em certas regiões do corpo. Geralmente é colocada através de um cateter em áreas como a pleura, ou a cavidade peritoneal.
  • Nos casos mais extremos, uma máquina de hemodiálise pode ser usada. Deste modo, o sangue é retirado do sujeito, sua temperatura é aumentada, e é reintroduzida no organismo do paciente.

Em conclusão, a hipotermia deve ser tratada imediatamente com medidas apropriadas. A equipe médica de emergência possui os meios necessários para realizá-la, embora nos casos mais leves, o aumento da temperatura com roupas e bebidas possa reparar sua condição.