Thaís Araújo em sua 1º mamografia: "Adiei sempre por medo"

Apesar da mamografia ser importante para detectar um câncer de mama, muitas mulheres têm medo de fazer esse exame. Confira como foi a experiência de Taís Araújo.
Thaís Araújo em sua 1º mamografia: "Adiei sempre por medo"

Última atualização: 24 fevereiro, 2022

No mês de outubro acontece anualmente a campanha Outubro Rosa, que tem o objetivo de informar e conscientizar as mulheres a fazerem o autoexame das mamas e a mamografia preventiva para cuidar da saúde.

Esse é um exame de imagem que permite visualizar o interior das mamas da mulher. Ele é realizado em clínicas especializadas com um aparelho que exerce pressão nas mamas, o que provoca incômodo em várias mulheres.

Os comentários feitos entre as mulheres espalha a ideia de que esse é um procedimento doloroso, o que faz com que muitas delas acabem simplesmente adiando o exame. Com isso, o risco de que um possível câncer não seja detectado precocemente aumenta bastante.

O caso da reconhecida atriz Taís Araújo não foi diferente. Com 42 anos, ela nunca tinha feito uma mamografia em sua vida, pois tinha medo da dor e mais medo ainda de descobrir uma doença. No entanto, por saber a importância do procedimento, ela reuniu coragem e realizou o exame, fazendo questão de informar a outras mulheres sobre a importância dessa decisão.

 

A postagem capaz de encorajar várias mulheres

Em uma postagem em seu perfil no Instagram, a atriz comentou sobre a experiência que teve durante todo o processo:

“Esse texto aqui é pra dizer que apesar de eu ter chegado no laboratório cheia de medo, que pela minha cabeça só passava as piores possibilidades, só me rodeavam as frases que já ouvi que mamografia doía, que era um horror, que apertava, machucava… Estou aqui pra dar meu depoimento às mulheres que como eu se sentem da maneira como eu me sentia, com medo, receio, e por causa disso estavam adiando o exame”.

Thaís Araújo em sua 1º mamografia: "Adiei sempre por medo"

A verdade é que a experiência é diferente para cada mulher, pois a própria sensibilidade à dor e o desconforto são características únicas em cada indivíduo. Além do mais, fatores emocionais como o nervosismo pelo procedimento, estar vivendo uma situação de estresse ou mesmo a famosa TPM influenciam na experiência como um todo.

Por isso é importante que pessoas influentes como a Taís se manifestarem e tranquilizarem outras mulheres a respeito do exame, mostrando informações positivas sobre todo o procedimento. Independentemente do fato de sentir ou não um desconforto, é essencial realizar a mamografia para detectar e tratar rapidamente qualquer possível anomalia. Isso pode salvar vidas.

“Não senti dor, tem uma pressão sim, mas cada pessoa é uma pessoa, essa foi minha experiência. Saí do exame pensando na importância de nos cuidar sempre, não só no outubro rosa, mas de janeiro a janeiro, e que o autocuidado está muito além do skincare e até mesmo das meditações. Ir ao médico regularmente também é autocuidado”.

Thaís Araújo em sua 1º mamografia: "Adiei sempre por medo"

 

This might interest you...
Vacina de Harvard: uma terapia promissora contra o câncer de mama
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Vacina de Harvard: uma terapia promissora contra o câncer de mama

A pesquisa da vacina de Harvard teve como alvo o câncer de mama triplo-negativo, que representa 15% dos casos de câncer de mama no mundo.