O que é a terapia neural?

30 Setembro, 2020
A terapia neural é uma terapia em expansão que busca tratar distúrbios do sistema elétrico do corpo. O objetivo é fornecer soluções para problemas de saúde complexos, como a dor neuropática, através do uso de anestésicos locais.

A terapia neural é uma técnica que tem se tornado cada vez mais popular recentemente. Ela se concentra no tratamento de doenças causadas por distúrbios no sistema elétrico do corpo, que percorre todo o organismo. Esses distúrbios elétricos são conhecidos como campos de interferência.

Os campos de interferência podem ser encontrados nos órgãos, gânglios linfáticos, pele e praticamente em qualquer parte do corpo. Estes tipos de distúrbios foram ignorados ou subestimados pela medicina por muito tempo.

A terapia neural poderia ajudar a restaurar o funcionamento normal do sistema nervoso, de acordo com seus princípios. Dessa forma, tende a acelerar a recuperação de inúmeras patologias que, com tratamentos conservadores, não avançam em melhorias.

Até hoje esse tratamento representa uma frente em aberto na medicina e na pesquisa. Neste artigo explicamos em que consiste a terapia neural e em quais casos ela é usada.

Em que consiste a terapia neural?

O sistema nervoso é um conjunto de células especializadas na condução de sinais elétricos. É responsável por dirigir e controlar muitas das funções que ocorrem no organismo. Da mesma forma, ajuda a manter um equilíbrio corporal interno e com o entorno.

O sistema nervoso, como qualquer outra parte do corpo, é vulnerável a lesões e infecções. Ele pode ser danificado por um trauma ou cirurgia, por exemplo. Normalmente, se for uma pequena lesão, esse sistema pode responder bem e se recuperar.

No entanto, quando a lesão é muito prejudicial ou prolongada, o sistema nervoso pode ser danificado indefinidamente. Quando isso acontece, surgem diversas sensações, como a dor, que não tem um foco visível a olho nu, nem cede a tratamentos normais.

É aqui que entra a terapia neural, buscando restaurar a função normal do sistema nervoso. Em outras palavras, ajuda a reparar as lesões que ocorrem nas vias de condução. Dessa maneira, poderia interromper a dor.

Homem com dor no braço
A dor neuropática seria um campo de ação para a terapia neural.

Você pode gostar de ler: Sistema nervoso: 6 dicas para fortalecê-lo

Como a terapia neural é realizada?

A terapia neural envolve a injeção de um anestésico local em áreas onde pode haver uma lesão neural. Normalmente, os anestésicos utilizados são a procaína e a lidocaína. Injetam-se pequenas quantidades diluídas em soro fisiológico

Em muitos casos há uma rápida melhora na dor. No entanto, existem outras pessoas que reagem de maneira diferente. Por exemplo, existem pacientes que relatam ter níveis mais elevados de energia, mas outros sofrem com uma forte fadiga durante vários dias.

O ideal é fazer um acompanhamento subsequente do paciente. Geralmente isso é feito cerca de um mês após a aplicação das injeções. Pode ser necessário aplicar várias injeções para obter o efeito desejado com a terapia neural.

Aplicação de anestésico por injeção
O método da terapia neural consiste na injeção de anestésicos locais.

Você pode de interessar: Tudo sobre os nervos espinhais cervicais

Para que é utilizada?

A terapia neural pode ser útil como tratamento para inúmeras patologias, especialmente as que envolvem casos de dor crônica ou inflamação. Ela é interessante, por exemplo, diante de doenças como a dor lombar, a dor cervical e a tendinite.

Por outro lado, também pode ser usada para doenças mais complexas, como a fibromialgia. Está sendo usada, inclusive, para tratar casos da doença de Crohn e certos distúrbios do humor que são somatizados.

A terapia neural, embora possa parecer complexa, também pode ser usada em crianças, sempre com o consentimento dos pais. É usada para tratar infecções recorrentes, como a bronquite, a cistite, e até a gastroenterite.

Aspectos importantes

A verdade é que, para usar a terapia neural, muitos aspectos precisam ser levados em consideração. Além disso, ela só pode ser aplicada por um especialista. Por isso, é essencial se informar corretamente e estudar bem cada caso. O médico ajudará a decidir se ela é uma boa opção ou não.

  • Olarte, Diana Marcela Villamizar, and Daicy Rojas de Rangel. “Eficacia de la terapia neural en pacientes con dolor cervical o lumbar, del servicio de medicina física y rehabilitación de un centro hospitalario, 2016.” Revista Colombiana de Medicina Física y Rehabilitación 27.1 (2017): 25-37.
  • De La Torre, Faneth Toscano, and Laura Bibiana Pinilla Bonilla. “Los principios de la terapia neural desde los fundamentos del nervismo hasta la neurociencia actual.” Revista Salud UIS 44.2 (2012).
  • Vinyes, David. “Terapia Neural.” Rev Cubana Ortop Traumatol 9.3 (2005).