Técnicas para pintar a casa

24 de maio de 2018
Pintar paredes não é uma tarefa para qualquer um. Entretanto, aplicando técnicas adequadas e simples como as que vamos descrever a seguir, você pode alcançar o efeito desejado muito facilmente. Seus ambientes ficarão lindos!

Se você está próximo do momento de trocar as cores das paredes da sua casa, esse artigo pode te interessar. Além da pintura convencional, existem muitas outras formas de obter o efeito desejado. Por isso, vamos mostrar algumas técnicas para pintar a casa que vão lhe permitir deixá-la do jeito que você quer.

Pintar a casa, seja por dentro ou por fora, é uma decisão que exige uma grande reflexão. Aliás, não é algo que façamos todos os dias, por isso é preciso estar muito seguro das decisões a tomar.

A primeira coisa que devemos considerar, logicamente, é a cor. Isso dependerá dos gostos pessoais, dos móveis, caso seja para o interior da casa e, por que não, do entorno e exterior da casa.

Posteriormente, chegará o momento de decidir entre algumas das muitas técnicas que você vai encontrar para pintar sua casa. A seguir, contaremos um pouco sobre elas para que você fique mais seguro no momento da escolha final.

Dicas para pintar a casa

Técnicas para pintar a casa

1. Efeito borrado

Sem dúvidas, é um dos estilos mais elegantes para dar um toque único a qualquer espaço da casa. Para conseguir, utiliza-se uma técnica chamada rag rolling, que consiste nos seguintes passos:

  • Pinte completamente a parede com a cor que deseja criar o efeito.
  • Enrole um pano e ensope totalmente em terebintina. Use luvas para completar essa tarefa e as seguintes.
  • Passe o pano sobre a parede úmida e você vai ver como as partes que o pano toca vão perdendo sua cor.

Por outro lado, existe outra maneira de conseguir um efeito turvo parecido. Neste caso, vamos precisar de tinta de duas cores, uma bandeja para misturar, um rolo, jornal e uma sacola plástica. As cores devem ser da mesma escala, mas com diferentes tonalidades. Os passos a seguir são esses:

  • Pintar a parede com a cor que irá predominar: quer dizer, a mais clara ou a mais escura.
  • Envolver o rolo em uma sacola plástica, pegar a segunda tinta do misturador e tirar o excesso com o jornal.
  • Girar o rolo na parede de modo que deixe irregularidades de uma cor mais clara ou mais escura, de acordo com a sua pintura.

2. Efeito linear

Este é um estilo que se afasta definitivamente do clássico, mas que pode proporcionar muita elegância a um cômodo. A forma final será uma parede com pequenas linhas verticais onde será vista apenas a cor de fundo. Esta, em geral, costuma ser o branco. Fazer isso é bastante simples. Contamos como fazer:

  • Pinte as paredes do modo convencional e com a cor principal que o cômodo terá.
  • Depois, com a pintura ainda fresca, utilize uma vassoura de palha para desenhar as linhas. Você deve posicionar diretamente as cerdas e passá-las pela parede de cima para baixo, nunca ao contrário.
  • Ainda que seja um estilo informal para os quartos, procure ficar atento às linhas para que tire total proveito do efeito pretendido.

3. Rolos com relevo

Pintar a parede

Esta é uma excelente forma de criar estampas nas paredes.Para conseguir, você vai precisar de um rolo especial, desses que vem com as figuras pré-determinadas que vão decorar sua parede. Estes rolos surgiram há muitos anos, quando o papel de parede era caro e pouco utilizado. Uma vez que você o tenha, siga os passos a seguir:

  • Em primeiro lugar, você deve pintar as paredes com a cor de fundo. Se a parede se encontra em bom estado, não faz mal nenhum passar uma mão extra. Lembre-se de que uma vez feito o relevo, você não poderá pintar o fundo sem cobrir os desenhos.
  • A pintura da estampa deve ser com uma cor que ressalte. Esta é colocada sobre o rolo de espuma do rolo duplo. Logo, esse vai embeber a borracha, que acabará desenhando sobre a parede.
  • Coloque a tinta do estampado na cuba mais larga, de acordo com o tamanho do rolo. Cuidado para não diluir demais.
  • Embeda completamente o rolo, escorra e passe por um papel para tirar o excesso.
  • Pinte a parede de cima para baixo e de um lado para o outro. Tente não deixar espaço demais entre as frestas para que o efeito tenha continuidade, a não ser, é claro, que seja isso o que você está buscando.

Conselhos gerais para a hora de pintar

É muito provável que você já saiba disso, mas os conselhos básicos nunca são demais, independentemente de quais técnicas para pintar a casa você escolha.

  • Cubra os móveis para não respingar tinta.
  • Comece pintando pelo teto.
  • Teste a cor e os efeitos sobre tábuas de madeira antes de ir para a parede.
  • Pinte em um lugar iluminado e ventilado. Além disso, lembre-se de que a tinta escurece ao secar.
  • Escolha, quando for possível, tintas e esmaltes de qualidade. Lembre-se de que o barato pode sair caro.
  • Deixe passar pelo menos 6 horas entre uma camada e outra.

Agora que você está mais informado sobre as diferentes técnicas para pintar a casa, sua decisão será mais consciente. Caso não se anime a fazer você mesmo o serviço, você pode pedir ajuda a um profissional para que juntos consigam obter a parede que você sempre quis.

Recomendados para você