Talassoterapia: usos, tipos e benefícios

A talassoterapia é uma técnica que utiliza elementos do meio marinho (água do mar, algas, areia, lama) para melhorar a saúde das pessoas. Sua eficácia foi comprovada e recomendada.
Talassoterapia: usos, tipos e benefícios

Última atualização: 25 Maio, 2021

A talassoterapia consiste no uso terapêutico da água do mar e de outros elementos do meio marinho, tais como algas, areia, lama ou a própria brisa. A palavra vem da união do termo grego thalassa, que significa ‘mar’, e therapia, que se refere a ‘cura’.

Suas origens remontam à Grécia antiga, nos escritos de Hipócrates, que recomendava o uso da água do mar para o alívio de algumas doenças. Mais tarde, no Império Romano, os soldados usavam banhos quentes com água do mar para se recuperar das batalhas.

Essa técnica terapêutica se espalhou pela Europa, principalmente na Itália, Inglaterra e França. No entanto, no início do século XX, a sua utilidade pôde ser estudada e foi estabelecido o primeiro centro oficial de talassoterapia: o Instituto Marinho Rochroum, localizado na França.

Usos da talassoterapia

O princípio básico da talassoterapia é o de que a imersão repetida em água do mar quente e a aplicação de lama do mar e de algas contribuiriam para o equilíbrio químico natural do corpo. Isso ocorreria porque a pele absorveria os minerais de que necessita (magnésio, potássio, cálcio, sódio e iodo).

Da mesma forma, presume-se que a água do mar contenha substâncias semelhantes ao plasma sanguíneo. No líquido marinho, há uma maior quantidade de cloreto de sódio, cloreto de magnésio, potássio e outros elementos. Essa semelhança favoreceria a absorção de substâncias pelo organismo, como uma forma de manter a homeostase.

Para garantir o sucesso desta técnica, é importante que o local conte com as medidas de higiene necessárias e pessoal especializado. Para isso, a água utilizada deve ser retirada longe da orla marítima e deve ser purificada e esterilizada.

Indicações da talassoterapia

A talassoterapia é recomendada para tratar uma série de condições, entre as quais se destacam as dores no corpo, as doenças de pele (como a psoríase), o reumatismo e a osteoporose, bem como a tendinite e a dor lombar.

Além disso, é recomendada para problemas de circulação, tais como hematomas, varizes e hemorragias nasais recorrentes. Também não é menos recomendada em caso de condições emocionais ligadas ao estresse e à depressão.

Por outro lado, esta técnica terapêutica não é recomendada em caso de câncer, hipertensão grave, sintomas febris e psicose.

Mulher com dor nas costas
A talassoterapia é amplamente utilizada em centros autorizados para tratar as dores musculares e articulares.

Tipos de talassoterapia

A talassoterapia inclui uma série de técnicas terapêuticas que aproveitam as propriedades dos elementos marinhos para melhorar a saúde e a aparência física. São várias as formas de aplicação, sobre as quais vamos falar a seguir.

Hidroterapia com água do mar

Inclui banhos de imersão, tanto frios quanto quentes (37 graus Celsius), hidromassagem, sprays de infusão e duchas subaquáticas. Essas técnicas têm como objetivo relaxar o corpo, estimular a circulação, aliviar problemas do sistema respiratório e melhorar o tônus ​​muscular.

Algoterapia

Consiste na utilização de algas marinhas frescas ou desidratadas. Geralmente são incorporadas em banhos quentes com água do mar ou aplicadas em camadas finas sobre a pele.

As algas marinhas são ricas em minerais e proteínas. Têm ação revitalizante, antioxidante e desinfetante. Além disso, ajudam a tonificar os músculos, drenar líquidos e auxiliam no tratamento de problemas de pele.

Climatoterapia marinha

Aproveita as propriedades do meio marinho, rico em iodo, ozônio e minerais. Ajudaria o sistema respiratório e a pele. Além disso, a brisa do mar tem efeitos relaxantes para acalmar e melhorar os transtornos de humor.

Hidrocinesioterapia

Consiste na realização de exercícios terapêuticos dentro da água do mar, principalmente em uma piscina preparada para essa atividade. Geralmente é voltada para o tratamento de dores físicas.

Psamoterapia

Consiste em cobrir o corpo com areia quente. Tem como objetivo aliviar as condições articulares ou musculares, fornecendo calor à área afetada do corpo. Além disso, os oligoelementos e os sais marinhos da areia beneficiam a estrutura muscular e esquelética.

Peloterapia

Nesse caso, são usados peloides, tais como lama marinha, algas, argila e calcário. Estes são elementos ricos em minerais, vitaminas e proteínas.

Geralmente são aplicados para tratar doenças do sistema musculoesquelético (artrite, osteoartrite) ou de pele (acne, psoríase, dermatite).

Principais benefícios da talassoterapia

Até agora, investigamos as propriedades e formas de talassoterapia, mas o que as evidências científicas dizem sobre os seus benefícios? Veremos a seguir.

Alivia a fadiga, rigidez e dor muscular

Há evidências que sugerem que a talassoterapia tem um efeito positivo sobre a fadiga e a recuperação de danos musculares. Isso contribui para melhorar a saúde e a qualidade de vida dos afetados por essas condições.

Por sua vez, foi demonstrado que os exercícios aeróbicos em água do mar apresentam mais vantagens do que outras modalidades. Eles causam uma melhora no estado emocional dos pacientes.

Promove a circulação

A terapia com água do mar melhora a circulação sanguínea, o que por sua vez ajuda a aliviar os espasmos musculares e a reabastecer o corpo com oxigênio e nutrientes.

Por outro lado, um estudo mostrou que as algas utilizadas na talassoterapia melhoram a circulação quando aplicadas em cosméticos.

Alivia dores nas articulações

Outro benefício é o alívio da dor nas articulações e o aumento da capacidade de movimento. Há evidências de que o tratamento aquático, incluindo a talassoterapia, melhora a função das articulações entre os ossosTambém aumenta o relaxamento e promove um humor positivo.

Algas verdes
As algas marinhas são incorporadas à gastronomia por causa das suas propriedades nutricionais. A talassoterapia tenta transferir os seus benefícios por meio da aplicação direta.

Melhora as condições de pele

A talassoterapia também contribui para o alívio de várias doenças de pele. Os minerais e oligoelementos presentes no meio marinho fornecem as substâncias necessárias para acalmar a irritação da pele (nos casos de psoríase e dermatite) ou acelerar a cicatrização de feridas.

Estimula processos emocionais

Há evidências de que a talassoterapia, combinada com técnicas de gerenciamento do sono, reduz a sonolência diurnamelhora o humor e a função cognitiva e reduz os níveis de raiva, estresse e depressãoDurante a noite, aumenta a qualidade do sono e alivia a ansiedade.

Consulte um profissional antes de fazer talassoterapia

Se você sofre de algum problema e deseja aplicar essa técnica terapêutica, o ideal é primeiramente consultar um especialista da área da saúde. Ele saberá fornecer as orientações e indicações de acordo com o seu caso.

Lembre-se de que existem contraindicações. Além disso, certifique-se de procurar centros especializados que garantam a boa higiene e os procedimentos corretos.

Porém, se você não sofre de uma doença grave e quer se beneficiar do ambiente marinho, basta planejar uma viagem para a praia, respirar a brisa e relaxar. Nestes casos, não se esqueça de usar um bom protetor solar.

Pode interessar a você...
Algas para uma alimentação saudável
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Algas para uma alimentação saudável

Quando falamos de hábitos de alimentação pensamos em ingerir carnes e vegetais. Veja os benefícios das algas para uma alimentação saudável.