Ruptura do menisco: tudo que você precisa saber

A ruptura do menisco causa dor, inchaço no joelho e dificuldade para realizar movimentos como estender a perna. Saiba o que é e como tratá-la a seguir.
Ruptura do menisco: tudo que você precisa saber

Última atualização: 30 Maio, 2021

A ruptura do menisco é uma das lesões mais comuns em pessoas fisicamente ativas. Na verdade, ela pode acontecer com qualquer pessoa, já que o joelho é uma das articulações mais utilizadas do corpo e que mais sustenta peso e, portanto, está mais sujeito a lesões.

Os meniscos são cartilagens em forma de C encontradas no joelho. Eles funcionam como discos que amortecem o contato entre os ossos da perna, o fêmur e a tíbia. Além disso, eles também ajudam a articulação a permanecer estável.

A ruptura do menisco pode ter diferentes causas e sintomas, que variam de acordo com a gravidade do dano. A seguir, vamos explicar os aspectos mais importantes e as características mais frequentes dessa lesão.

O que é uma ruptura do menisco?

Conforme mencionamos, os meniscos são cartilagens que fazem parte da articulação do joelho. A cartilagem é um tipo de tecido sólido, resistente e elástico. Cada joelho possui dois meniscos, um localizado na borda externa e outro na interna.

Uma ruptura do menisco consiste na lesão dessa cartilagem. Dependendo do grau da lesão, podemos estar diante de uma ruptura total ou parcial desse tecido. Geralmente, a ruptura do menisco é classificada de acordo com o local onde ocorreu.

O mais comum é que essa patologia ocorra em pessoas que praticam esportes. É muito fácil que ela aconteça ao fazer um movimento brusco com a perna, como, por exemplo, girar rapidamente ou sofrer uma torção. Também é comum que ela ocorra ao levantar algo muito pesado.

No entanto, a ruptura do menisco pode acontecer com qualquer pessoa. De fato, com o passar dos anos, a incidência dessa lesão aumenta. Isso ocorre porque, com o envelhecimento, a cartilagem tende a se desgastar. Dessa forma, a sua ruptura ocorre com maior facilidade.

Dor no joelho

Quais são os sintomas causados por uma ruptura do menisco?

Os sintomas desta patologia variam de acordo com a forma como ela ocorreu e a profundidade da ruptura. Um dos sinais mais óbvios é ouvir um som semelhante ao da explosão de uma bolha, «pop».

Conforme indicado por uma publicação da American Academy of Orthopaedic Surgeons, uma ruptura do menisco causa dor na região do joelho. Além disso, também impede o movimento normal da perna. O ato de alongar o joelho se torna um gesto quase impossível de ser executado. A sensação é de estar com essa articulação bloqueada ou colapsada.

Além disso, a articulação geralmente fica inchada e muito mais rígida. Alguns atletas demoram dois ou três dias para perceber esses sintomas, pois os sinais de inflamação demoram mais para aparecer.

Como pode ser tratada?

De acordo com a causa da ruptura e a sua gravidade, tratamento indicado pelos especialistas poderá ser mais ou menos agressivo. Por exemplo, nos casos de ruptura do menisco associada ao envelhecimento e à artrite, o tratamento geralmente se limita a controlar a artrite e seus sintomas.

Em primeiro lugar, o que geralmente é recomendado é o repouso. É preciso tentar evitar forçar o joelho e submetê-lo a muito peso ou movimento. Em alguns casos, o médico pode indicar o uso de muletas durante um tempo.

Se a articulação estiver muito inflamada, é possível aplicar gelo na área. O ideal é que isso seja feito com uma compressa ou toalha, para evitar que o gelo entre em contato direto com a pele. Se a dor for muito intensa, recomenda-se tomar analgésicos para aliviá-la.

Por outro lado, é possível fazer fisioterapia para fortalecer os músculos e, assim, melhorar a estabilidade do joelho. É importante ressaltar que as rupturas graves do menisco podem ser tratadas com cirurgia. No entanto, essa medida é reservada para os casos em que não há resposta ao tratamento conservador.

Ruptura do menisco

Diante de uma ruptura do menisco, siga o tratamento médico

A ruptura do menisco é uma lesão comum em atletas. Porém, uma vez que se trata de um tecido que se degenera com a idade, também é comum que apareça com o envelhecimento. Ela causa dor e impede os movimentos normais da perna, especialmente a extensão do joelho.

O mais importante, diante da suspeita dessa patologia, é procurar um médico o mais rápido possível. Existem diferentes tipos de tratamento de acordo com a gravidade da ruptura, por isso o médico vai decidir qual é o mais adequado para cada caso.

Pode interessar a você...
Reabilitação do joelho após operação do menisco
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Reabilitação do joelho após operação do menisco

O processo de reabilitação do joelho após uma operação do menisco deve ser iniciado quase imediatamente. Não é conveniente adiar a recuperação.