Risoterapia: uma técnica excelente contra o estresse

Sabia que, com uma boa sessão de risoterapia, é possível relaxar os músculos do rosto, diminuir o estresse e até retardar os sinais de envelhecimento?
Risoterapia: uma técnica excelente contra o estresse

Última atualização: 24 Dezembro, 2018

Lidamos com as dores cantando, dançando ou… rindo. A risoterapia é uma estratégia cada vez mais usada em pacientes com problemas emocionais ou de saúde.

Ainda que o método explicado como tal seja bastante moderno, a verdade é que o riso tem ajudado a solucionar todo tipo de situação adversa desde o início da humanidade.

Saiba mais sobre isso neste artigo.

A risoterapia na história

Os seres humanos riem desde que viviam em cavernas e estavam aprendendo como fazer fogo. No entanto, a ideia de que o riso serve para curar e influi no corpo começou muito depois.

  • Por exemplo, na China, aqueles que seguiam a filosofia Tao ensinavam que um sorriso assegurava a felicidade, a saúde e a longevidade e, por isso, recomendavam rir várias vezes ao dia.
  • Na Idade Média, os bobos da corte não apenas eram usados para entreter o rei: nas cortes, acreditava-se que eram necessários para fazer uma boa digestão.
  • Desde o século 16, vários filósofos, médicos e psicólogos, como Immanuel Kant e Sigmund Freud, indicaram que o riso era um fenômeno psicossomático que liberava a energia negativa de nosso organismo e, por fim, servia para viver melhor.
Os benefícios da risoterapia

Quando rimos a gargalhadas, movimentamos entre 100 e 400 músculos. O riso é bom para a saúde emocional e física e é o motor fundamental para muitas pessoas que desejam sair de uma fase ruim.

Sabia que, quando somos crianças, rimos até 300 vezes por dia? Com o passar dos anos isso vai diminuindo, até que chega um momento em que nem sequer sorrimos.

Ter bom humor aumenta as defesas e nos permite fazer frente aos problemas. O riso é uma das principais barreiras contra o estresse, o nervosismo e as doenças.

Se rimos, experimentamos felicidade e vemos as coisas de outra maneira.

A risoterapia e seus benefícios

Esse processo terapêutico de crescimento emprega o riso (entre outras técnicas) para ajudar a nos sentirmos plenos, felizes e satisfeitos. Com apenas 20 segundos de gargalhadas, o corpo trabalha da mesma forma como se fizesse três minutos de exercício aeróbico.

  • Através de diferentes simulações ou atividades, a risoterapia libera as tensões, tanto físicas quanto emocionais.
  • Pratica-se em grupos e são seguidas as indicações de monitores especializados.
  • Através de brincadeiras, danças, expressão corporal e até de massagens, a ideia é que todos os participantes percam suas inibições e riam até não poder mais.
Amigos rindo e se divertindo

Também se trabalha para relaxar os músculos, eliminar tensões e favorecer o riso natural e espontâneo.

As piadas sem ofensas ou as “palhaçadas” que se fazem durante uma sessão ajudam muitos adultos a adotarem o riso como uma forma de vida e, sobretudo, de expressão.

Alguns exercícios de risoterapia feitos em grupo podem incluir, por exemplo:

  • Inflar um balão para que, com cada sopro, as coisas negativas sejam liberadas.
  • Dançar arrastando o balão atado aos sapatos.
  • Praticar os diferentes tons de riso (do mais leve ao mais forte).
  • Fazer cócegas no companheiro.
  • Ouvir a risada de uma criança (que é altamente contagiosa).

Benefícios de rir

Ainda não se animou a experimentar uma sessão de risoterapia? Se precisar de mais motivos para tomar a decisão, preste atenção aos seguintes benefícios de rir:

1. Rir nos fortalece

Não estamos falando de ter mais músculos, mas de enfrentar melhor as doenças.

Caso sofra com mãos e pés frios, ao invés de usar luvas e meias… melhor rir! Esse hábito aumentará o calor interno, oxigenará os tecidos e acelerará a cura de feridas ou doenças.

Mulher rindo

Além disso, fortalece o sistema imunológico, protege de doenças cardíacas e estabiliza as funções metabólicas.

Ainda mais, o riso limpa as artérias de gordura (perfeito para quem tem colesterol alto), estimula a produção de endorfinas no cérebro e equilibra o sistema hormonal.

2. Clareia a mente

Quando rimos, deixamos de lado as preocupações e torna-se mais simples encontrar uma solução para os problemas. Inclusive, percebe-se que uma situação que nos tira o sono é menos complicada ou grave do que parecia.

Portanto, as risadas reduzem o estresse, a ansiedade e o nervosismo, e isso repercute na qualidade de vida, nas relações e, é claro, na saúde.

3. Rejuvenesce

Não importam as marcas que possam aparecer nos cantos dos olhos ou dos lábios de tanto rir, porque são um sinal de que vivemos maravilhas nos últimos tempos.

A pele estará mais relaxada, não terá acne nem sinais de envelhecimento precoce. E só é preciso desfrutar de uma boa dose diária de riso.

Mulheres rindo

4. Elimina todos os males

Muitas vezes criamos problemas a partir de ninharias que nos tiram do sério. Caímos enquanto andávamos na rua, a internet no celular não funciona, perdemos a hora ou deixamos a comida queimar…

Ao invés de praguejar aos quatro ventos, por que não tentar rir da situação?

Verá como analisa as coisas de outra forma e se dá conta de que tudo tem solução. Sobretudo, graças ao riso, poderá compreender que o mau humor é apenas um dos caminhos que podemos tomar quando algo acontece… mas não é o único.

Pode interessar a você...
Café, sorrisos e bons amigos: há algo melhor?
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Café, sorrisos e bons amigos: há algo melhor?

Além dos benefícios da bebida em si, todo o ritual de beber café com nossos bons amigos ajuda a nos libertar. Café, sorrisos e bons amigos: há algo melhor?



  • Ruiz Gómez, M. C., Rojo Pascual, C., Ferrer Pascual, M., Jiménez Navascués, L., & Ballesteros García, M. (2005). Terapias complementarias en los cuidados: Humor y risoterapia. Index de Enfermería14(48-49), 37-41.
  • Christian, R., Ramos, J., Susanibar, C., & Balarezo, G. (2004). Risoterapia: Un nuevo campo para los profesionales de la salud. Revista de la Sociedad Peruana de Medicina Interna17(2), 57-64.
  • Dantas, F. R. A., de Oliveira Ferreira, L. D., da Silva, K. Á. W., & Alves, J. A. (2014). A Contribuição do lazer no processo de hospitalização: um estudo de caso sobre os benefícios do Projeto Risoterapia. LICERE-Revista do Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Estudos do Lazer17(2), 53-85.