Remédios naturais para o fígado inflamado

25 de novembro de 2019
Se o fígado inflamado responde a uma condição alcoólica, é imprescindível abandonar o hábito para que não cause complicações que poderiam colocar a sua vida em perigo.

O fígado é um órgão de importância vital. Consequentemente, quando por algum motivo temos um fígado inflamado, devemos tomar medidas imediatas para restaurar sua saúde. Segundo este estudo realizado pela Clínica Mayo, isso pode implicar em problemas sérios.

Nosso fígado está na parte superior direita do abdômen. Além disso, é vermelho escuro, semelhante a cor do vinho tinto.

Esse órgão importante é responsável por:

  • Regular as substâncias químicas no sangue.
  • Produzir bile.
  • Processar o sangue que sai do estômago e dos intestinos.
  • Metabolizar os medicamentos para evitar a intoxicação do organismo.
  • Produzir proteínas para o plasma sanguíneo.
  • Armazenar ferro.
  • Regular a coagulação do sangue.
  • Depurar a bilirrubina.
  • Regular as gorduras.

Descubra: Como preparar uma infusão de boldo para proteger o fígado

Fígado inflamado?

O fígado inflamado ou hepatomegalia ocorre quando esse órgão aumenta de tamanho, como declarado neste estudo do Hospital Central da Cruz Vermelha (Madri). Isso pode ser devido a diferentes causas:

  • Hepatite. É uma infecção viral em seus tipos A e B.
  • Hepatite alcoólica. O consumo de álcool em grandes quantidades danifica as células do fígado.
  • Ingestão de químicos ou toxinas.
  • Infecções bacterianas.
  • Dieta rica em gorduras. A má alimentação pode influenciar no crescimento do fígado.

Dependendo da causa, devem ser administrados diferentes tratamentos e certas recomendações precisam ser seguidas.

  • Se o fígado inflamado se deve a infecções virais ou bacterianas, é preciso tomar medicamentos.
  • Se for devido ao álcool, será preciso suspender o consumo desta substância.

Remédios naturais para o fígado inflamado

Chá de tintura de cardo mariano

cardo mariano

 

É uma infusão preparada com ingredientes que favorecem a desinflamação e o bom funcionamento do fígado. Isto é o que afirma este estudo da Universidade de Concepción (Chile).

Ingredientes

  • 1 colher de sopa de tintura de cardo mariano (10 ml)
  • 40 gotas de tintura de mirtilo
  • 1 xícara de água (250 ml)

Preparo

  • Misture os três ingredientes e divida em várias doses, já que deve-se beber um quarto de xícara quatro vezes por dia.

Dente-de-leão

Recomendável especialmente para tratar este problema. É um depurativo natural que ajuda a diminuir o colesterol no sangue. Também diminui os níveis de gordura no fígado.

Boldo

É uma planta medicinal que contém alcaloides. Seus componentes ajudam no funcionamento da vesícula biliar e, em consequência, favorecem a depuração do fígado, de acordo com esta pesquisa realizada pelo Centro de Avaliação de Biomateriais de Pohang (Coréia).

Chá verde

Chá verde

Os antioxidantes do chá verde ajudam na regeneração das células hepáticas e estão associados à prevenção do câncer desse órgão, de acordo com este estudo da Universidade de Milão (Itália). No entanto, essa mesma investigação alerta que o abuso de seu consumo pode danificar, por sua vez, o fígado.

Recomenda-se consultar um médico primeiro, a fim de evitar grandes problemas.

Leia também: Como preparar 3 bebidas com chá verde para perder peso com mais facilidade

Semente de mamão

O suco de sementes de mamão moído e depois coado impede o fígado de desenvolver múltiplas infecções, de acordo com este estudo da Universidade de Lagos (Nigéria).

Também é recomendável consumir o suco desta fruta com algumas gotas de limão. O mamão também ajuda a melhorar significativamente a digestão.

Alcachofra

Alcachofra

Aumenta a secreção de bile e, portanto, contribui para o tratamento do fígado inflamado, de acordo com este estudo publicado na revista médica Phytomedicine. Pode ser consumido cozido, cozido ou em suco. Pode-se consumir assada, cozida ou em suco.

Limão

Ajuda na digestão e nos fornece antioxidantes, de acordo com esta pesquisa realizada pela Universidade Metropolitana Autônoma do México. Também podemos tirar proveito de seus benefícios para o tratamento de fígado inflamado, se o consumirmos diariamente.

Ingredientes

  • 1 copo de água (200 ml)
  • O suco de 1 limão

Preparo

  • Adicione o suco de um limão em um copo de água à temperatura ambiente e consuma-o em jejum.

Nota: você pode adicionar algumas gotas de limão em todas as infusões para o fígado. O limão sempre é um produto benéfico.

Toranja

As toranjas são frutas que contêm antioxidantes que ajudam na depuração do fígado. De acordo com este estudo realizado pelo Hospital do Condado de Viborg, é possível que ela possa melhorar a situação dos pacientes com cirrose.

Sálvia

O consumo de sálvia em forma de infusão contribui para a eliminação dos ácidos graxos, e é um dos ótimos remédios naturais para o fígado inflamado.

Alcaçuz

Alcaçuz

Funciona como anti-inflamatório, segundo informações extraídas da Associação de Pais de Pessoas com Autismo de Badajoz, por sua vez, endossado pelo Governo da Extremadura. O alcaçuz tem propriedades antivirais, como afirma este estudo da Universidade de Pequim, por isso acredita-se que ele auxilie no tratamento da hepatite viral do fígado inflamado.

No entanto, não há evidências científicas para apoiar esta última afirmação.

Podemos consumi-lo como uma infusão.

Ingredientes

  • 2 xícaras de água (500 ml)
  • 2 colheres de sopa de alcaçuz (20 g)
  • 1 punhado de anis-estrelado
  • 1 colher de sopa de boldo (10 g)
  • Mel (opcional)

Preparo

  • Ferva meio litro de água e adicione as duas colheres de alcaçuz e o anis-estrelado.
  • Deixe que fique em infusão durante cinco minutos.
  • Depois, diminua o fogo e adicione as folhas de boldo.
  • Cubra e deixe repousar por cinco minutos.
  • Para proporcionar um sabor melhor, você pode adoçar com mel. Esta infusão pode ser tomada depois das refeições.

Chá de gengibre

Limpa o fígado de gorduras e toxinas. Altamente recomendado em casos de gordura no fígado, de acordo com esta pesquisa realizada pela Universidade de Teerã (Irã).

Devemos sempre nos lembrar que os remédios naturais são uma excelente maneira de ajudar na recuperação de doenças. No entanto, eles não substituem o tratamento médico e devem ser endossados ​previamente ​por um médico.