6 sinais de vício em álcool

· 6 de julho de 2017
Se deixarmos de enxergar o álcool como um complemento de nossas reuniões e o transformarmos no protagonista das mesmas, é provável que tenhamos um problema.

Você acredita que o vício em álcool está se tornando uma realidade em sua vida? Às vezes, nas primeiras etapas, algumas pessoas podem duvidar das possibilidades de se tornarem viciadas em álcool ou não.

Para que estas dúvidas se dissipem, apresentamos 6 sinais que indicam que você está perto de sofrer de um vício em álcool.

Você mesmo estará consciente de muitos destes sinais, portanto, abra os olhos e não negue o que, talvez, possa se transformar em um problema com o passar do tempo.

O vício em álcool e os seus sinais

1. Beber antes do tempo

Homem com vício no álcool

O que queremos dizer com beber antes do tempo? Falamos de uma situação onde, por exemplo, você marcou com alguns amigos para ver um jogo de futebol e desfrutar de umas boas cervejas ao mesmo tempo, porém, antes de vocês se encontrarem você já começou a consumir álcool.

Talvez você tome algumas doses de uma bebida que você gosta, beba um drink do tipo cuba libre ou abra uma garrafa de vinho.

Isso vai a gosto do consumidor, o importante é que você está tomando álcool muito antes do seu encontro social com o qual justificará o consumo da bebida.

2. Você começa a rejeitar as bebidas não alcoólicas

Se você já tiver um problema com vício em álcool, ou está começando, poderá se dar conta do porque começa a rir das bebidas com baixa graduação de álcool e daquelas “sem álcool”.

Descubra: Vício em açúcar. Como deixá-lo?

Ainda que você pense que é uma bobagem ou algo sem importância, na verdade isso acontece quando essa é uma forma que você encontra de consumir bebidas com muito mais teor alcoólico, ou tomar mais daquelas que possuem teores mais baixos.

3. Beber muito rápido

Moçada bebendo

É verdade que em certos contextos sociais é habitual tomar uma tacinha de vinho, um shot de tequila, etc. Porém, isso é feito de forma totalmente natural e sem ansiedade.

Porém, se você for suscetível a sofrer um vício por álcool, talvez alguém tenha lhe dito, ou você não se deu conta, de que bebe muito rápido, como se estivesse com muita sede.

Descubra: 8 razões para beber vinho tinto moderadamente

De fato, parece que socializar não é o importante, mas sim o fato de beber.

4. Você revisa o mini-bar?

Se a primeira coisa que você faz ao entrar em um quarto de hotel não é olhar a vista, observar como é o banheiro ou quão confortável é a cama, mas sim ir direto ao mini-bar, então estamos diante de um incipiente problema de vício ao álcool.

Você está em um local completamente novo, com muitas coisas para explorar antes desse pequeno reservatório de garrafinhas e outros alimentos.

Além disso, também é preciso pensar na situação prévia, antes de entrar no quarto você já está pensando e imaginando se há mini-bar e o que tem nele.

5. Controla diariamente suas reservas de álcool?

Mulher com vívio no álcool

Se entre os seus afazeres diários, além de preparar a comida, limpar a casa e organizar determinados espaços, você revisa suas reservas de bebidas alcoólicas, cuidado!

Isto não seria um problema se não causasse ansiedade e, inclusive, fizesse você perder a concentração em determinados momentos da sua vida.

O medo de ficar sem este tipo de dosagem pode ser um alerta claro de vício ao álcool.

6. Procura amigos que gostem de beber

Grupo com vício no álcool

Quando nos encontramos dentro de um vício ao álcool mais profundo, então começamos não só a desvalorizar aquelas bebidas com pouco ou zero álcool, como também às pessoas que não gostam de beber.

De repente, nos encontramos procurando novos amigos que compartilham este gosto conosco e deixamos de lado aqueles que não.

Ainda que sejam grandes amigos, ainda que os conheçamos a vida toda, nosso vício pode muito mais do que qualquer relacionamento.

O vício ao álcool, assim como qualquer outro vício, já te avisa de que algo está acontecendo antes que você esteja mergulhado nele.

O problema é que seus sinais, às vezes, são sutis e passam desapercebidos.

Quando o vício chega muito longe, em ocasiões, o desejo de retroceder é visto como algo quase impossível, devido ao poder que demos a esse vício por não saber parar na hora pertinente e ao permitir que ele nos controle por completo.

  • Raby, A. M. (2011). Alcoholism. BMJ. https://doi.org/10.1136/bmj.d956