Remédios caseiros e naturais para aliviar a dor ciática

· 9 de fevereiro de 2015
Para aliviar a dor e a inflamação da ciática é muito eficaz a aplicação de calor seco sobre a área dolorida. Também são recomendadas massagens para reduzir a tensão.

O nervo ciático é o maior nervo do nosso corpo e quando inflama, seja por irritação ou compressão, é possível sentir uma dor muito forte; começa na cintura, vai descendo pela coxa e chega até abaixo do joelho. A dor ciática é muito comum e geralmente provoca a sensação de puxão ou beliscão que podem até paralisar e evitar que a pessoa continue com as atividades normais.

A dor ciática pode ser controlada com remédios caseiros e também é recomendável fazer repouso durante um ou dois dias.

Caso sofra com o problema é muito importante consultar um médico, pois poderá diagnosticar a severidade da afecção e determinar se requer um tratamento mais intenso.

No entanto, para complementar esses tratamentos, recomendamos os melhores remédios caseiros para aliviar a dor ciática.

Remédios caseiros para aliviara dor ciática

Suco de batata e aipo

aipo para aliviar a dor ciática

O suco de batata e aipo tem dado resultados muito positivos para aliviar a dor ciática, mas o único inconveniente é que requer uma centrífuga de sucos.

Simplesmente, a receita consiste em extrair o suco das batatas e do aipo até obter 280 ml. Uma vez que esteja pronto deve ser consumido diariamente.

Leia mais: Aipo, alimento ideal para limpar os rins

Infusão de salgueiro

O salgueiro contém uma substância chamada salicina, princípio ativo da aspirina. Graças a esta propriedade, a infusão de salgueiro também é recomendada para aliviar a dor ciática.

Em suma, ferva meio litro de água com um pedaço da casca desta árvore e deixe cozinhar durante 15 minutos. Logo após esse tempo, retire do fogo, coe e beba a cada 8 horas.

Urtiga

Urtiga para aliviar a dor ciática

A Urtiga possui propriedades que ajudam a relaxar o nervo ciático e diminuir a dor. Para aproveitar este benefício, é recomendável preparar um banho de um litro da infusão de urtiga ou optar por passar na região dolorida umas ramas de urtiga fresca, com o intuito de aliviar a dor e a inflamação na região afetada. Esta última recomendação deve ser feita com muito cuidado, duas vezes por dia.

Tomilho e orégano

O tomilho e o orégano são dois ótimos aliados para aliviar a dor ciática, pois possuem propriedades anti-inflamatórias. Para isso, simplesmente misture uma colher de tomilho fresco, uma de orégano e outra de urtiga em um litro de água; em seguida, leve a preparação para o fogo e deixe repousar por 5 minutos. Assim que estiver pronta, coe e beba duas vezes por dia.

Saiba mais: Infusão de tomilho: conheça suas principais propriedades

Alho

Alho para aliviar a dor ciática

O alho cru é outro dos remédios recomendados para aliviar a ciática, já que se trata de um alimento que ajuda a manter o sangue quente, permite uma boa circulação e isso é a chave para o alívio deste tipo de dor.

Cataplasma de lúpulo

Para aliviar as dores e a inflamação da região afetada, outra boa opção é preparar um cataplasma de lúpulo, que se faz fervendo esta erva durante 10 minutos e depois envolvendo-o em uma gaze.

Sem deixar que esfrie, aplique sobre a região dolorida e cubra com um pano para conservar o calor.

Água quente

A aplicação de calor na região afetada é ideal para aliviar a dor e diminuir a inflamação. Para isso basta colocar bolsas de água quente, pelo menos 3 vezes ao dia.

Movimentar-se

Caminhar para aliviar a dor ciática

Embora seja recomendado ficar um ou dois dias de repouso, os especialistas recomendam não exagerar, pois pode ser contraproducente.

O ideal é que depois de dois dias de repouso, retomar as atividades normais, evitando carregar muito peso ou rotacionar as costas durante as 6 primeiras semanas desde o início da dor.

Massagens

As massagens são de grande ajuda para combater os espasmos musculares que costumam aparecer com a ciática. Este tipo de terapia deve ser feita por um profissional, porque um movimento mal feito pode causar mais sensibilidade.

As massagens podem diminuir a tensão e a dor, além de controlar o estresse que a afecção pode causar.

  • Cecin, H. A., Molinar, M. H. C., Lopes, M. A. B., Morickochi, M., Freire, M., & Bichuetti, J. A. N. (1991). Dor lombar e trabalho: um estudo sobre a prevalência de lombalgia e lombociatalgia em diferentes grupos ocupacionais. Rev. bras. reumatol31(2), 50-6.
  • Pereira, N. T., Ferreira, L. A., & Pereira, W. M. (2010). Efetividade de exercícios de estabilização segmentar sobre a dor lombar crônica mecânico-postural. Fisioter Mov23(4), 605-14.
  • Oliveira, J. R. D. (2016). Avaliação de atividades biológicas dos extratos de Rosmarinus officinalis L.(alecrim) e Thymus vulgaris L.(tomilho).
  • Trevisani, V. F. M., Fidelix, T. D. A., & Appenzeller, S. (2011). Uso dos anti-inflamatórios não hormonais na artrite reumatoide, osteoartrite e na lombalgia. RBM69(1/2).