Queda de cabelo: causas e alimentos que evitam sua queda

23 de janeiro de 2019
Você sabia que o estresse ou uma dieta desequilibrada podem influenciar na saúde do seu cabelo? Se você sofrer com a queda do cabelo, procure controlar estes fatores para solucionar o problema.

Você sofre de queda de cabelo? Você já reparou que constantemente está perdendo cabelos e não sabe mais o que fazer para evitar? Se for o seu caso, saiba que estas questões são muito comuns e você não está sozinha.

Fatores que você deve saber sobre o cabeloMulher com queda do cabelo

O cabelo humano é um filamento longo constituído por uma haste, que é a parte visível, a raiz, que é o folículo capilar, e o bulbo, no qual está inserido e de onde obtém seus nutrientes.

Mesmo que não cumpra nenhuma função vital, a presença ou ausência de cabelo pode chegar a afetar emocional e psicologicamente uma pessoa.

A quantidade de folículos capilares que uma pessoa tem será a mesma desde o seu nascimento até a sua morte. Estima-se que o couro cabeludo tenha, aproximadamente, um total de 100.000 fios de cabelos.

Leia também: Combata a queda de cabelo com este tratamento de aloe vera e leite de coco

Cresce, em média, 1 centímetro por mês. É normal que cresça mais rápido em mulheres do que nos homens, e que no verão cresçam mais do que no inverno.

Pela textura, existem cabelos finos, normais e volumosos. No entanto, embora seu cabelo possa ser volumoso ou normal, com o tempo, e em certas situações, ele poderá afinar.

As causas da queda de cabelo

O cabelo pode apresentar ao longo da vida algumas complicações ou problemas que exigirão a busca por ajuda.

É comum o cabelo enfraquecer depois dos 50 anos de idade.

Entre as causas deste enfraquecimento encontram-se:

Colesterol alto

Existe uma relação direta entre os elevados níveis de colesterol e a calvície. Se seu médico lhe disse que seus níveis de colesterol estão elevados, agora é a hora de reduzi-los.

Pressão alta

Quanto mais elevada a pressão arterial maior será o risco de perder cabelos.

EstresseMulher que padece de queda de cabelo

Esta é uma situação comum na maioria da população. A boa notícia é que uma vez controlada, a queda de cabelo cessa.

Envelhecimento

O passar dos anos vem frequentemente acompanhado de uma perda de nutrientes e a queda de cabelo ocorre gradativamente.

O que você pode fazer é assegurar-se de levar uma dieta saudável que lhe forneça todos os nutrientes.

Infecções

Podem ser fúngicas ou bacterianas e se manifestam no cabelo como caspa, ressecamento e descamação.

Embora não sejam graves, se não forem tratadas a tempo os cabelos poderão enfraquecer permanentemente.

Alterações hormonais

  • Esta costuma ser a principal causa de queda de cabelo nas mulheres.
  • Estas alterações tendem a aparecer em momentos específicos como a gravidez, menopausa, ciclo menstrual, ou quando há problemas de tiroide.
  • Recomenda-se visitar seu ginecologista ou endocrinologista para que haja acompanhamento e controle de seus hormônios.

MedicamentosMedicamentos que evitam a queda do cabelo

Sabe-se muito bem que os medicamentos para tratamento do câncer podem afinar os cabelos, mas não são os únicos.

Este mesmo efeito é produzido por alguns medicamentos contra a artrite, pelas pílulas anticoncepcionais, depressão e gota.

Má nutrição

O enfraquecimento do cabelo pode ser produto da carência de minerais, como o ferro e, também, de algumas vitaminas que contribuem para a correta regeneração deste.

Tratamentos para evitar a queda de cabelo

Como mencionado anteriormente, ir ao seu médico é uma boa ideia para descartar a presença de algum problema de saúde maior.

Além disso, existem alimentos e remédios naturais que evitarão ou impedirão a queda do cabelo que foi enfraquecendo:

Massagens com azeite de oliva ou de alecrimMassagens com azeite de oliva ou de alecrim evitam a queda do cabelo

Utilize qualquer um destes óleos para massagear o couro cabeludo. Assim, você poderá ajudar na irrigação sanguínea da área.

Utilizar xampu neutro e natural

Desta forma, ajudará a evitar a acumulação de componentes químicos nas raízes dos cabelos.

Evitar o uso diário de chapinha e secador de cabelo

  • O calor excessivo destes itens afeta negativamente o cabelo.
  • Caso seja necessário seu uso frequente, aplique um protetor contra o calor antes de secar ou de usar a chapinha em seu cabelo.

leia também este artigo: Reduza o surgimento precoce dos cabelos brancos com estes 6 remédios caseiros

Framboesa, morangos, amora e romã

  • A framboesa contém fibra, antioxidantes e vitaminas C, A, B, E e K.

Também é rica em minerais (cobre, magnésio, manganês, potássio, ácido fólico e elágico).

Assim, possui a propriedade de bloquear a enzima que provoca a etapa de descanso do folículo capilar e o mantém ativo.

Além disso, este fruto ajuda a combater o envelhecimento, o câncer e doenças neurológicas que causam a queda de cabelo.

  • Os morangos têm altas concentrações de vitamina C, ácido fólico, manganês e potássio.
  • A amora conta com altos níveis de ácido elágico que promove o crescimento do cabelo, vitamina K, ácidos fólicos e manganês.
  • A romã é considerada como o melhor antioxidante que a natureza nos fornece e ajuda a restaurar a boa saúde do cabelo.

Rosa mosqueta

É um arbusto silvestre que oferece flores e frutos. O óleo de suas sementes se usa para cosméticos.

Para a queda de cabelo pode-se consumi-la da maneira que quiser e, também, fazer massagens no couro cabeludo com seu óleo.

Alimentos ricos em enxofre

Incrementar o consumo de alimentos como os ovos, frutos secos, sementes e soja contribui para o aumento da resistência do cabelo.

Como você pode ver, combater a queda de cabelo não é uma tarefa impossível. Se você melhorar a sua alimentação e hábitos de beleza, em seis meses vai começar a ver seu cabelo mais saudável e forte.

Imagem principal cortesia de © wikiHow.com

  • Herskovitz, I., & Tosti, A. (2013). Feminino Pattern Queda de cabelo. International Journal of Endocrinology and Metabolism.
  • Camacho, F. M. (2012). Female Alopecia androgenética. Etiologia e diagnóstico. Rev. Chilena Dermatol. Chilena Dermatol.