Como tratar a artrite reumatoide?

· 29 de julho de 2014
Para aliviar as dores da artrite reumatóide podemos fazer exercícios suaves e alternar tratamentos de calor e frio.

A artrite reumatoide é uma doença crônica e degenerativa que causa inflamação na membrana que protege e cobre as cartilagens (sinovial) das articulações. Quando inflama o osso vai se danificando e se desgastando.

Diferencia-se da artrose que causa lesões na cartilagem da articulação. Causa muita dor, sobretudo, em mulheres acima dos 40 anos. Saiba como tratar essa disfunção neste artigo.

Sintomas da artrite reumatoide

O principal e mais visível dos sintomas é o inchaço ou a inflamação das articulações, o que gera muita dor.

As áreas mais afetadas pela artrite reumatoide são os pulsos, os cotovelos, os ombros, os dedos das mãos e dos pés, os quadris, os tornozelos e os joelhos.

É frequente naqueles pacientes que sofrem desta doença ter uma sensação de rigidez, sobretudo, pelas manhãs ao se levantar.

Além disso, podem aparecer também nódulos reumatoides, nódulos na pele (especialmente no dorso das mãos e dos pés) ou no interior do corpo. A inflamação dá lugar à deformação das articulações quando a doença está em um estado avançado.

artritis2

Outros sintomas são, por exemplo: febre, cansaço, ressecamento das mucosas (boca, olhos etc.), dor no pescoço e formigamento nos pés e mãos.

Conselhos para tratar a artrite reumatoide naturalmente

Consuma óleo de borragem

Este óleo possui ácidos graxos Ômega 6. Por isso, foi demonstrado que é um eficaz remédio para atenuar e aliviar as dores que a artrite produz.

Faça os exercícios adequados

É preciso ressaltar que se evite ou elimine aqueles exercícios que são prejudiciais. Por isso, os mais aconselhados são os aeróbicos de pouco impacto, como a natação, caminhadas ou alongamentos.

É provável que nos primeiros dias você sinta dor após se exercitar, entretanto, isso é normal, não abandone a prática. Quando o corpo estiver acostumando será cada vez menos incômodo.

Leia também: 7 exercícios para as mãos que amenizam a artrite

artritis3

Consulte um alergista

É importante saber se você tem algum tipo de alergia, como por exemplo a alergia ao leite ou ao trigo. Foi comprovado que muitos pacientes podem eliminar ou aliviar os sintomas da artrite ao parar de consumir determinados alimentos.

Consuma alimentos recomendados para tratar dores de cabeça

Por exemplo: os peixes azuis (truta, carapau, salmão e sardinha) que têm ácidos graxos ômega 3, anti-inflamatórios; os óleos vegetais (oliva, nozes, canola ou linhaça), também ricos nestes ácidos.

Saiba mais: Você sofre com dores de cabeça? Estes alimentos podem ser a causa

Recomenda-se consumi-los crus para que possam conservar suas propriedades.

  • Frutos secos (nozes, amêndoas, avelãs, pistache, tâmaras). Considere que proporcionam um alto teor calórico, portanto, cuidado com o excesso;
  • Vegetais verdes (acelga, alface, brócolis, couve, pepino, couve de Bruxelas, espinafre). Eles oferecem suas propriedades antioxidantes e neutralizam o efeito dos conhecidos “radicais livres”;
  • Frutas ricas em vitamina c (laranja, mexirica, kiwi, manga e morango).

artritis4

Remédios naturais para tratar a artrite reumatoide

Aplique compressas de água fria

Isto te servirá para reduzir o inchaço e a inflamação das articulações. É aconselhável usar bolas de gelo que se aplicam diretamente na área dolorida para que reduza a dor.

Aplique por 15 minutos no máximo e, se desejar, repita. Aguarde meia hora. Tenha cuidado porque se usar gelo pode queimar a pele. Melhor cobrir com um pano ou toalha.

Aplique calor para relaxar os músculos

Usar as conhecidas almofadas térmicas que são ligadas e oferecem calor para aplicar na região que está doendo ou ainda molhar uma toalha em água bem quente e colocar na região.

Outros esquentam um pano com o vapor da água fervente ou colocam os pés e tornozelos em um recipiente com água quente. Se a dor for em todo o corpo, se possível, encher uma banheira e ficar dentro por alguns minutos, até que a água esfrie.

Aproveite as terapias de corpo e mente

Quando são adicionadas aos tratamentos para a artrite “convencionais”, técnicas para controlar o estresse, assimilar a dor ou melhorar o sono, os sintomas diminuem notavelmente.

Veja: 14 truques para superar o estresse, ansiedade, e o medo

Respire corretamente

Segundo informa o Centro de Medicina Complementar e alternativa, uma boa respiração, lenta e profunda a partir do abdômen pode ajudar nos quadros de artrite, alterando o estado emocional. Assim, serve para reduzir o estresse, a tensão e a ira em situações difíceis.  

artritis5

Desfrute do relaxamento muscular progressivo

É preciso estar bem concentrado e relaxar todos e cada um dos grupos musculares que temos em nosso corpo.

Comece desde a cabeça, passe pelo pescoço e os braços, continue pelas costas e o peito, desça para o estômago, trabalhe a pélvis, os quadris, as pernas e os pés. Você pode estar sentado ou deitado (sem chegar a dormir). Respire profunda e lentamente.

Medite

Esta terapia te permite reduzir a frequência cardíaca e elimina as dores. Diminui, por sua vez, a depressão, a ansiedade, o estresse. Além disso, ajuda a aumentar a concentração e o autoconhecimento.

A postura da flor de lótus, por exemplo, permite relaxar alguns músculos e articulações (por exemplo, os pulsos, que posam suavemente sobre os joelhos e os ombros que ficam completamente relaxados).

Faça tai chi ou yoga

Ambas as práticas orientais são muito eficazes e seguras para os pacientes que sofrem com a artrite reumatoide. São muito aconselhadas para as pessoas da terceira idade porque os movimentos podem ser suaves e simples a depender da prática.

Ajudam a aumentar a força conjunta do corpo e melhora a amplidão dos movimentos. Por fim, contam, por sua vez, com um componente adicional como é o espiritual, para que a mente se concentre longe das dores.

artritis6

Imagens cortesia de handarmdoc, david_jones, Francisco Antunes, Mike Schinkel e Jean Henrique Wichinoski.

  • Bértolo, M. B., Brenol, C. V., Schainberg, C. G., Neubarth, F., Lima, F. A. C. D., Laurindo, I. M., … & Freitas, M. V. C. D. (2007). Atualização do consenso brasileiro no diagnóstico e tratamento da artrite reumatóide. Revista Brasileira de Reumatologia.
  • Laurindo, I. M. M., Ximenes, A. C., Lima, F. A. C., Pinheiro, G. R. C., Batistella, L. R., Bertolo, M. B., … & Radominski, S. C. (2004). Artrite reumatóide: diagnóstico e tratamento. Revista Brasileira de Reumatologia, 44(6), 435-442.
  • Mota, L. M. H. D., Cruz, B. A., Brenol, C. V., Pereira, I. A., Rezende-Fronza, L. S., Bertolo, M. B., … & Lima, R. A. C. (2012). Consenso 2012 da Sociedade Brasileira de Reumatologia para o tratamento da artrite reumatoide. Revista Brasileira de Reumatologia, 52(2), 152-174.
  • Ferreira, L. R. F., Pestana, P. R., de Oliveira, J., & Mesquita-Ferrari, R. A. (2008). Efeitos da reabilitação aquática na sintomatologia e qualidade de vida de portadoras de artrite reumatóide. Fisioterapia e Pesquisa, 15(2), 136-141.