Tudo que você deve saber sobre o psoas maior, o “músculo da alma”

· 5 de setembro de 2017
Embora muitos de nós não saibamos onde ele está, cuidar adequadamente do psoas maior por meio de alongamentos e exercícios pode nos ajudar a evitar e aliviar muitas dores, e até a melhorar o trabalho cardíaco.

O psoas maior é um músculo que se localiza ao longo da região lombar da coluna vertebral e na pélvis.

É interessante saber que estamos diante do maior e mais forte músculo dos que conhecemos como flexores do quadril.

São eles que nos permitem, por exemplo, fazer ações tão simples como caminhar, andar de bicicleta, deitar, levantar, dançar, fazer alongamentos, agachamentos, bem como a maioria dos exercícios mais clássicos da ioga.

Como dado curioso, assim como indicamos no título, você também vai gostar de saber que o psoas maior é popularmente conhecido como o “músculo da alma”.

A razão por trás deste termo corresponde a duas chaves básicas:

  • A primeira é que este músculo é um dos mais profundos de nosso corpo. Ele favorece o movimento e, acima de tudo, permite que nos estabilizemos.
  • O segundo aspecto, não menos curioso, é o fato de que ele tem muito a ver com nosso mundo emocional, com a função de liberar tensões, de canalizar o estresse, a ansiedade…

Se você nunca havia ouvido falar do “músculo da alma”, estamos certos de que vai se interessar por estas informações.

O psoas maior e nosso mundo emocional

Psoas maior

Esta estrutura está envolvida em nosso equilíbrio, na possibilidade de realizarmos movimentos amplos.

Não percebemos e, se nunca ouvimos seu nome, nem sequer sabemos localizá-lo, mas na realidade todos notamos a sua presença toda vez que passamos muito tempo sentados e as costas se ressentem.

Nós o notamos quando sofremos dor lombar, quando dói a pélvis, quando sentimos pontadas súbitas entre os discos intervertebrais.

Entre o diafragma e o assoalho pélvico: proteção, estabilidade e bem-estar

O psoas maior está no mais íntimo do nosso corpo, ligado ao diafragma e ao assoalho pélvico e dividido, por sua vez, em duas partes.

  • Uma profunda, da primeira à quinta vértebra lombar.
  • Uma mais superficial nas vértebras torácicas.

Além disso, cabe destacar que ele não apenas ajuda a estabilizar a coluna vertebral, mas também é imprescindível para proporcionar uma boa “sustentação” nos órgãos abdominais.

  • Além de ser um músculo, o psoas maior atua como um mensageiro para o sistema nervoso central.
  • Esta estrutura media muitas vezes as emoções que sentimos de forma intensa no estômago (chamado às vezes de “segundo cérebro”) por estar unida ao diafragma através do tecido conectivo.
  • Assim, aspectos tão básicos como a respiração ou o reflexo do medo, o estresse ou a ansiedade são dimensões nas quais o músculo da alma é comumente envolvido.
  • Um estilo de vida acelerado, marcado por altas doses de cortisol e adrenalina no sangue, farão com que o psoas maior fique tenso.
  • Ele nos preparará, então, para a fuga, para correr de um foco que o cérebro interpreta como perigoso ou prejudicial.
  • Se mantivermos um alto estado de ansiedade e estresse durante muitas semanas ou meses, este músculo acabará se endurecendo.

Ao endurecer, surgirão a dor nas costas, a ciática, os problemas digestivos, e podemos inclusive ter menstruações mais dolorosas.

Leia também: 5 estratégias para canalizar e aliviar a ansiedade

Dor na area do músculo psoas maior

A necessidade de cuidar do músculo da alma

As emoções negativas mantidas no tempo não são as únicas que afetam a sua resistência e elasticidade.

O sedentarismo e as más posturas também afetam o psoas maior e influenciam no surgimento da dor lombar e outras condições médicas que nem todos conhecem.

O que podemos fazer para cuidar de nosso músculo da alma?

Explicaremos a seguir.

Exercícios adequados

Ioga para cuidar do músculo psoas maior

Grande parte dos exercícios de ioga buscam reequilibrar, cuidar e fortalecer o músculo da alma, ou psoas maior.

  • Qualquer alongamento que envolva a região da pélvis e da cintura vai permitir que a tensão flua por este músculo fantástico.
  • Um psoas “liberado” nos ajudará a fortalecer as coxas, a sentir as pernas mais leves e uma pélvis mais flexível, ágil…
  • Assim, o ideal é que todos os dias pratiquemos pelo menos uma hora de alongamentos.
  • Leve o joelho até o peito, ou deite-se de barriga para cima enquanto gira o quadril e leve seus joelhos para um lado e depois para o outro.
  • Como mencionamos, qualquer exercício de ioga será positivo e benéfico, permitirá melhorar as funções dos órgãos abdominais, cuidar da sua respiração, digestão, e do próprio coração.
Alongamentos para o psoas maior

Para concluir, nunca é demais estar atento a estes músculos em nosso dia a dia, já que mesmo sem sabermos, eles fazem tanto pelo nosso bem-estar.

O psoas maior é, para muitas filosofias orientais, o órgão que canaliza a energia e que nos une à terra, é a estrutura que nos proporciona equilíbrio e vitalidade.

Por que não cuidar dele um pouco melhor? O esforço vale a pena.