Prisão de ventre: remédios simples para diferentes causas

15 de março de 2019
O exercício físico é fundamental para estimular o intestino. O sedentarismo favorece a prisão de ventre.

A prisão de ventre é um dos grandes males da nossa época. Para muitas pessoas não é importante, enquanto para outras é grave.

Mas o fato é que muitas teorias confirmam que um intestino que não funciona corretamente pode ser a origem de muitas doenças crônicas e degenerativas.

A prisão de ventre pode ser resolvida de diferentes maneiras, de acordo com suas causas. Repassaremos as diferentes situações com seus remédios naturais para solucioná-las.

Prisão de ventre devido à má alimentação

Uma má alimentação pode provocar a prisão de ventre. Talvez não imediatamente, mas a longo prazo. É fundamental evitar a farinha branca refinada e um excesso de proteína animal, e realizar uma dieta rica em:

  • Frutas maduras de temporada, frescas e em vitaminas;
  • Verduras, cremes e saladas;
  • Cereal integral;
  • Legumes;
  • Oleaginosas, frutas secas e sementes.

Além disso, existem alguns alimentos muito laxativos que não irritam o intestino:

  • Sementes de linho depois de passarem uma noite de molho;
  • Uvas-passas;
  • Tâmara
  • Avelã
  • Figos frescos maduros
  • Quiuí
  • Mel de acácia
  • Castanha
  • Psyllium
  • Ágar-ágar
  • Maçã cozida com pele
Ágar-ágar
Ágar-ágar

Tão importante quanto os alimentos é beber água o suficiente entre as refeições, pelo menos 6 copos diários.

A prisão de ventre é caracterizada pelo ressecamento, por isso se nos hidratarmos corretamente, faremos com que o nosso organismo elimine toda a fibra que nossa alimentação nos oferece.

Por sedentarismo

O intestino também se movimenta quando movimentamos todo o nosso corpo, por isso é imprescindível praticar exercícios por ao menos meia hora por dia.

Por tensões e estresse

O estresse afeta nosso organismo por inteiro, alterando-o em todos os níveis. Uma das consequências disso pode ser a prisão de ventre. O intestino é um músculo que também sofre tensões, assim como nossas costas, por exemplo.

Se a causa de sua prisão de ventre for o estresse, você poderá tratá-la com as seguintes opções:

  • Infusões de melissa, passiflora ou valeriana;
  • Exercícios de respiração profunda;
  • Massagens na barriga;
  • Exercícios suaves, tipo ioga ou tai-chi.

Por uma má função do fígado

O fígado e a vesícula biliar também estão diretamente relacionados ao intestino. Alguns sinais que nos confirmam essa causa são episódios de má digestão e estômago pesado, problemas de vista, problemas capilares, pele de coloração amarelada ou dor debaixo da costela do lado direito.

Conheça: Dieta para controlar os cálculos biliares

Nesse caso, podemos solucionar o problema das seguintes maneiras:

  • Infusões de boldo, cardo mariano (ou cardo santo) e dente-de-leão;
  • Realizar jantares leves e mais cedo;
  • Dormir com uma bolsa de água quente sobre a costela, do lado direito;
  • Beber em jejum o suco de meio limão com uma colher de sopa de azeite de oliva;
  • Comer diariamente uma ameixa umeboshi (vendida em lojas de alimentação japonesas ou dietéticas).
Ameixa Umeboshi
Ameixa Umeboshi

Por abuso de laxantes irritantes

Pessoas que apresentam prisão de ventre há muito tempo e fazem uso de laxantes irritantes (químicos ou naturais que contém podofilina ou aloe) devem saber que isso afeta, a longo prazo, o funcionamento normal do intestino, causando diarreias, úlceras, déficit de cálcio, etc.

Leia também: Alimentos vegetais ricos em cálcio

É melhor evitar esse tipo de composto, ou utilizá-los em ocasiões muito pontuais. Nos primeiros 3 ou 4 dias depois de abandonar o uso dos mesmos, o intestino demorará a funcionar corretamente.

Nesses dias é recomendado realizar lavagens. Depois o intestino voltará a funcionar naturalmente e então será possível consumir laxantes naturais suaves.

Por causas psicogênicas

Algumas pessoas não conseguem evacuar se não estiverem em casa. Esse detalhe é mais importante do que parece, já que não é algo que controlamos.

O intestino avisa para que recebamos o sinal. Se o ignorarmos, a longo prazo isso também faz com que ele não funcione corretamente.

Para resolver essa questão, se não conseguirmos sozinhos, precisamos pedir a ajuda de algum terapeuta ou psicólogo.

Casos difíceis ou pontuais

Em casos importantes de prisão de ventre, por exemplo, em pessoas mais velhas ou em casos muito pontuais, quando outros medicamentos não funcionarem, antes de recorrer a laxantes químicos, podemos optar pelo remédio homeopático Opium 15CH.

Tome 3 bolinhas debaixo da língua, três vezes ao dia, separadas das refeições e de sabores fortes e mentolados, durante um período superior a três meses.

Quando perceber melhorias, deixe de ministrar o remédio e passe para os remédios anteriormente citados.