Como prevenir infecções na bexiga

Para prevenir as infecções de bexiga, também chamadas de cistites, é muito importante manter uma higiene íntima correta, assim como não usar roupas muito justas que possam favorecer o desenvolvimento de bactérias na região.
Como prevenir infecções na bexiga

Última atualização: 18 Julho, 2021

A bexiga é uma das partes mais importantes do trato urinário. Isso porque, junto com os rins, é responsável por eliminar os líquidos do corpo através da urina.

Quando certas bactérias entram no trato urinário e conseguem se mover até este órgão, começa-se a sofrer uma série de incômodos e dolorosos sintomas que sinalizam uma possível infecção.

Em geral, as bactérias se concentram no aparato digestivo, vagina e inclusive na uretra. Muitas delas são eliminadas do organismo sem que causem infecções, no entanto, ninguém está livre de desenvolver uma infecção a qualquer momento.

Quando sentimos sinais de uma infecção na bexiga é muito importante iniciar um tratamento para que os sintomas não prejudiquem a nossa qualidade de vida e nos impeçam de fazer nossas atividades diárias.

Assim, estando conscientes de que podemos desenvolver infecções a qualquer momento, é bom tomar algumas medidas de prevenção.

Sintomas de uma infecção na bexiga

Mulher pensando na infecção que tem na bexiga

Os sintomas dessa doença podem variar de pessoa para pessoa e também segundo o tipo de bactéria que ataque ao órgão. Assim, a nível geral, podem incluir:

  • Ardência ao urinar;
  • Necessidade de urinar constantemente;
  • Dor nas costas ou no abdômen;
  • Urina turva e com cheiro forte;
  • Febre e calafrios.

Quer saber mais? Leia: Como depurar naturalmente sua bexiga

O que fazer para prevenir a doença?

Embora não possamos afirmar que exista um método 100% efetivo para prevenir as infecções do trato urinário, o que podemos fazer é reduzir o risco com a adoção de alguns hábitos saudáveis.

Beba muito líquido

Mulher bebendo água para evitar infecção na bexiga

O consumo de água e líquidos saudáveis contribui para depurar o sistema urinário, assim como ajuda a eliminar as possíveis bactérias que podem causar infecções. Sendo assim, certifique-se de tomar entre 6 e 8 copos de água diariamente, além de sucos naturais, chás ou vitaminas.

Não inclua refrigerantes ou bebidas gasosas como líquidos, já que são ricas em açúcares e podem aumentar os riscos.

Urine com frequência

Cada vez que o corpo pedir para ir ao banheiro, é muito importante atendê-lo imediatamente, já que segurar pode provocar o crescimento de bactérias e, posteriormente, a uma infecção. Evacue a urina pelo menos a cada duas ou três horas ou toda vez que sentir necessidade.

Evite os químicos

Os produtos químicos para a higiene íntima podem alterar a flora vaginal e destruir as bactérias boas que protegem o trato urinário das infecções. Os desodorantes vaginais perfumados, talcos ou sabonetes, por exemplo, alteram o pH vaginal e nos tornam mais suscetíveis às infecções.

Higiene

Mulher segurando flores ilustrando infecção na bexiga

A higiene íntima diária é imprescindível para prevenir as infecções, já que através dela eliminamos as possíveis bactérias ruins que podem se alojar na vagina.

Dentro deste tópico inclui-se evitar o uso de roupas úmidas por um longo tempo como, por exemplo, roupas de banho. A umidade dá vazão ao crescimento bacteriano e pode acabar causando este problema de saúde. Além disso, o ideal é usar um sabonete suave ou íntimo para evitar o desequilíbrio do pH.

Roupa íntima

Escolher uma roupa íntima adequada também tem muita relação com a prevenção deste problema. Isso porque algumas roupas íntimas são fabricadas com tecidos que causam umidade na região, favorecendo o crescimento de micro-organismos.

Recomenda-se usar roupa íntima de algodão que fique folgada, já que assim permitiremos a ventilação e evitaremos a umidade.

Vestimenta apropriada

Além de uma roupa adequada, também deve-se evitar o uso de roupas apertadas como jeans e outras calças que atrapalham a umidade na região delicada e dão espaço ao desenvolvimento desse tipo de doença. Procure escolher calças jeans mais soltas e calcinhas de algodão.

Suco de cranberry

Suco de cranberry para evitar infecções na bexiga

Há muitos anos o suco de cranberry é considerado um bom remédio para combater e prevenir diferentes tipos de problemas do trato urinário, graças ao seu alto teor de vitamina C e antioxidantes que mantém o pH da urina estável para impedir que as bactérias cresçam.

Sendo assim, prepare um suco de cranberry natural, sem açúcar, e tome um copo por dia, preferivelmente em jejum.

No mercado e em lojas de produtos naturais é possível encontrar suco de cranberry pronto ou em suplemento, mas esses não são tão recomendados, já que frequentemente contêm açúcares ou outros componentes artificiais.

Pode interessar a você...
7 alimentos que você pode consumir para proteger os rins e a bexiga
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
7 alimentos que você pode consumir para proteger os rins e a bexiga

Quer saber quais são os melhores alimentos para proteger os rins e a bexiga? Estes órgãos desempenham um papel importante no nosso corpo.



  • Cohen, B. J. (2010). Memmler. El cuerpo humano. Salud y enfermedad. Philadelphia: Lippincott Williams & Wilkins.
  • Serrano Ortega, B. E., and Gómez Sotomayor, E. S. (2016). Urología básica para estudiantes de medicina. Loja (Ecuador): Universidad Nacional de Loja.
  • Tortora, G. J., and Derrickson, B. (2013). Principios de Anatomía y Fisiología. Buenos Aires: Panamericana.
  • Wurgaft, K. A. (2010). Infecciones del tracto urinario. Revista Médica Clínica Las Condes, 21(4), 629-633. https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0716864010705794
  • Monroy-Torres, R., & Macías, A. E. (2005). ¿ Es bacteriostático el jugo de arándano?. Revista de investigación clínica, 57(3), 442-446. http://www.scielo.org.mx/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-83762005000300008
  • Wang, C. H., Fang, C. C., Chen, N. C., Liu, S. S. H., Yu, P. H., Wu, T. Y., … & Chen, S. C. (2012). Cranberry-containing products for prevention of urinary tract infections in susceptible populations: a systematic review and meta-analysis of randomized controlled trials. Archives of internal medicine, 172(13), 988-996. https://jamanetwork.com/journals/jamainternalmedicine/fullarticle/1213845
  • Hooton, T. M., Vecchio, M., Iroz, A., Tack, I., Dornic, Q., Seksek, I., & Lotan, Y. (2018). Effect of increased daily water intake in premenopausal women with recurrent urinary tract infections: a randomized clinical trial. JAMA internal medicine, 178(11), 1509-1515. https://jamanetwork.com/journals/jamainternalmedicine/article-abstract/2705079