O poder da aspirina em nossa saúde

Embora seja um medicamento de venda livre, o consumo de aspirina sempre deve ser feito sob supervisão médica e nunca devemos exceder o prazo estipulado pelo especialista.

Você conhece o poder da aspirina? Trata-se de um medicamento de grande demanda e consumo em todo o mundo. Seu componente ativo, o ácido acetilsalicílico, tem ação anti-inflamatória, analgésica e antipirética.

Este é um medicamento de baixo custo e venda livre, que não precisa de receita. Seus efeitos podem ser muito superiores aos de outros remédios semelhantes a ela.

Pessoas de todas as idades utilizam aspirina para combater a dor de cabeça e as dores musculares causadas pela ansiedade e o estresse.

Além disso, ela age como calmante em diferentes doenças, alivia a febre e outros sintomas da gripe. Estes são alguns dos usos mais comuns desde a sua criação há 120 anos.

Nas últimas décadas ela tem sido usada para prevenir e tratar doenças cardio e cerebrovasculares. A aspirina evita a formação de coágulos que podem provocar infartos, já que inibe a aderência de plaquetas nos vasos sanguíneos.

São muitas as utilidades deste medicamento. Entre outras, é parte do tratamento antirreumátco, que alivia as dores causadas pela artrite, lúpus e artropatia psoriásica.

O poder da aspirina

Aspirina

Em doses indicadas pelo médico, o poder da aspirina alcança a prevenção de abortos por síndrome de Hughes.

Além disso, é receitada para tratar cálculos biliares e controlar tumores hepáticos, e diminui o risco de diabetes mellitus.

Também atua de forma favorável em doenças raras como a de Kawasaki (inflamação nas paredes dos vasos sanguíneos).

Além disso, ela tem diversos usos tópicos. É usada como tratamento contra a caspa, herpes, queimaduras solares e picadas de insetos.

Este medicamento serve como base para preparar remédios caseiros de beleza para os lábios, rosto, cabelos e pés.

Em casa, ela pode ajudar a eliminar as manchas de suor das camisetas. Para isso, basta dissolver alguns comprimidos em água e deixar a peça de molho.

Também funciona como conservante das flores naturais cortadas e exibidas em recipientes de vidro.

O que devemos saber sobre ela?

Aspirina

Este anticoagulante não deve ser administrado durante a última etapa da gestação, o período menstrual, nem combinado com álcool ou outras drogas. É importante saber que aumenta em mais de 30% o risco de hemorragias internas e anemias.

A aspirina é contraindicada para quem sofre de úlceras, especialmente no estômago e nos olhos. O conteúdo ácido poderia piorá-las e prejudicar a situação clínica do paciente.

Os médicos recomendam tomá-la durante as refeições e diluída, a cada quatro ou seis horas, durante três ou quatro dias. Isso é aconselhável quando existe gripe, febre ou mal-estar geral.

Em doses altas, a aspirina pode favorecer o surgimento de zumbidos nos ouvidos, perfuração no estômago e síndrome de Reye em crianças menores de 10 anos.

Embora reduza o risco de câncer, a aspirina não deve ser consumida de forma contínua com este objetivo. No que diz respeito às doenças cardíacas, para o seu tratamento a sugestão é tomar diariamente uma pequena dose de aspirina.

Seu efeito anticoagulante e anti-inflamatório favorece a prevenção do Alzheimer (atua como neuroprotetor) e da AIDS (reduz a atividade do HIV).

Efeitos colaterais

Frasco de aspirina

Embora a aspirina tenha muitos benefícios para a saúde, há questões no que diz respeito ao seu uso frequente e efeitos colaterais. Entre outras sequelas, o ácido acetilsalicílico poderia causar hemorragias internas, como é o caso da cerebral.

Muitos cientistas debatem se este medicamento deve ser administrado somente para pessoas com alto risco cardiovascular ou também em adultos saudáveis.

O mau uso poderia acabar com o poder da aspirina e transformá-la em uma “inimiga” da saúde. Em todo caso, a administração deste e de qualquer outro medicamento similar deve ser feita sob supervisão médica.

Apresentações da aspirina

O ácido acetilsalicílico é fabricado pelos Laboratórios Bayer e distribuído em todo o mundo em várias apresentações.

  • Granulada ou em comprimidos, pode ser ingerida com ou sem água, diferentemente dos comprimidos efervescentes, que devem ser dissolvidos.
  • A aspirina efervescente com vitamina C combate os sintomas do resfriado.
  • Outras formas são as mastigáveis, que têm sabor de laranja.
  • A chamada aspirina complex inclui componentes adicionais que servem para combater gripes e resfriados.
  • Em todas as suas apresentações, o efeito é imediato e pode durar até 24 horas.

O componente ativo da aspirina é reconhecido pela Organização Mundial da Saúde como um medicamento essencial. Desde muito antes deste reconhecimento, já estava presente no armário de remédios de milhões de lares.

Recomendados para você