O que é um piercing transversal e como devemos cuidar dele?

O piercing transversal é um dos acessórios de maior destaque dos últimos tempos, pois proporciona um novo estilo. No entanto, é preciso ter muito cuidado com ele.
O que é um piercing transversal e como devemos cuidar dele?

Última atualização: 22 Maio, 2021

A aparência é um aspecto ao qual as pessoas prestam muita atenção, pois a partir dela podemos comunicar gostos, sensações de conforto, personalidade e liberdade de expressão. Assim, ao longo do tempo, acessórios como o piercing transversal foram consolidados para aprimorar a estética.

Os piercings têm sido incorporados com sucesso ao ambiente da moda para fortalecer a diversidade, valorizar certas áreas do corpo, personalizar a imagem de acordo com o jeito de ser de cada um e promover a originalidade. Com essa intenção visual, um dos locais mais selecionados para a sua colocação são as orelhas.

O piercing transversal é aquele que se localiza na cartilagem da parte superior da orelha. A sua principal característica e diferenciação dos restantes é que são duas perfurações que se tornam uma, pelo fato de se unirem através da mesma barra metálica que passa pelos dois furos.

Como é o procedimento de colocação do piercing transversal?

Para não correr riscos, cuidar da integridade e permitir que a perfuração transversal seja um sucesso, deve-se levar em conta um passo a passo para agir com planejamento, preparação e segurança.

É importante ressaltar que, desde que um profissional treinado realize o processo, tudo é simples e leva apenas alguns minutos. O procedimento adequado para a perfuração é o seguinte:

  1. Deve-se desinfetar toda a área que será perfurada, bem como as joias, agulhas e luvas que o profissional utilizará. Isso é essencial para evitar infecções.
  2. Em seguida, marca-se os dois pontos que serão perfurados. Isso é feito para que o especialista possa se orientar quanto aos locais mais adequados para intervir e a pessoa envolvida tome a decisão final.
  3. Utiliza-se uma agulha oca para abrir totalmente o primeiro orifício, e o segundo orifício é então perfurado com uma agulha diferente.
  4. Finalmente, as duas perfurações são transpassadas por uma barra transversal e cada extremidade é decorada com uma joia que pode ter diferentes formas.
Acessórios para colocar piercing
A higiene do profissional que coloca o piercing é fundamental para evitar infecções que compliquem o processo.

De que depende o sucesso da perfuração?

Antes de colocar qualquer tipo de piercing, é importante estar informado sobre o assunto para conhecer todas as fases do procedimento. Assim, é possível evitar improvisações que afetem o resultado final.

Para que a perfuração do piercing transversal tenha sucesso, é imprescindível que seja realizada uma análise prévia da orelha que queremos perfurar. Por isso, recorrer a um especialista é essencial.

O estudo é feito para selecionar a posição e o ângulo mais adequado para perfurar a cartilagem de cada pessoa, levando em consideração que todas as orelhas possuem tamanhos e formatos específicos.

Se não considerarmos essa fase do processo, o lugar onde é colocado o piercing transversal pode gerar desconforto, irritação e dores frequentes, o que pode se tornar um problema. A análise da orelha a ser perfurada também é fundamental para selecionar um tamanho de barra transversal adequado.

Possibilidade de infecção do piercing transversal

Em todos os tipos de piercings, as infecções podem ocorrer por descuido grave ou por não respeitar os cuidados recomendados pelo especialista. No caso do piercing transversal, pode haver colonização de microrganismos devido à sua proximidade com uma área oleosa, como o cabelo.

Além disso, a possibilidade é um pouco maior porque há duas perfurações das quais devemos cuidar. No entanto, com limpezas criteriosas e detalhadas, qualquer desconforto pode ser evitado.

Alguns sintomas de infecção pelo piercing transversal podem ser os seguintes:

  • Sangramento intenso.
  • Pus em grandes quantidades.
  • Inchaço sem melhora.
  • Dor intensa.

O que fazer em caso de infecção?

O ideal é não deixar que ocorra uma infecção, pois a cartilagem superior é uma área que pode demorar mais do que o normal para cicatrizar. Isso é explicado pela baixa concentração de sangue.

No entanto, se a infecção ocorrer, existem algumas medidas que podemos tomar para evitar que a situação piore. São as seguintes:

  • Limpe a área com solução salina para evitar que a infecção continue.
  • Não remova o piercing, pois isso pode causar a formação de caroços nos orifícios perfurados.
  • Aplique gelo para reduzir o inchaço e a vermelhidão ao redor da área infectada.
  • Seque toda a área após a limpeza. Além disso, deve-se sempre ter cuidado para que não haja resíduos ou qualquer tipo de sujeira.

Como cuidar do piercing transversal corretamente?

Os cuidados pós a perfuração são essenciais para ajudar a acelerar o processo de cicatrização de cada um dos orifícios. Além disso, são necessários para prevenir o estabelecimento de algumas bactérias que dificultariam a formação de novos tecidos.

Veja o que fazer para que a perfuração transversal tenha uma boa evolução e o processo não sofra contratempos:

  • Lave as áreas perfuradas 3 vezes ao dia. Essa limpeza pode ser feita com água e sabão.
  • Evite que a área tenha qualquer tipo de contato com os cabelos para evitar a sujeira e a oleosidade.
  • Não mova a joia. Esse aspecto é fundamental para evitar sujar a barra.
  • Não durma sobre o piercing, pois pode aumentar a inflamação e a vermelhidão.
  • Limpe a joia com soro fisiológico para evitar o acúmulo de sujeira.
  • Não remova o piercing antes de estar completamente curado. Se isso acontecer, podem ocorrer ferimentos graves.
  • Não faça a limpeza com álcool, pois é um líquido contraproducente para o processo de cicatrização.
  • Depois de limpo, seque bem para que não se acumulem resíduos ou substâncias nocivas.
Ferramentas para colocar piercing
A colocação da joia envolve uma perfuração dupla, o que também duplica os cuidados que o especialista deve tomar após o uso das ferramentas.

Isso também pode te interessar: Porque fazer tatuagem pode ser perigoso?

Cuidado especial para proteger seu novo estilo

Existem algumas recomendações finais que você deve levar em consideração para aumentar as chances de sucesso do procedimento. Por exemplo, evite o uso de fones de ouvido e artigos que gerem movimento nessa área.

Não remova as crostas de maneira brusca. Se isso acontecer, provocará o surgimento de uma nova ferida. Vamos considerar que o processo de cicatrização definitiva leva de 6 a 12 meses. Tudo depende de cada pessoa.

Consultar um especialista diante de qualquer anomalia é uma medida de ação rápida. Isso evita grandes riscos. Em caso de dúvida, lembre-se de que somente o especialista poderá avaliar a situação.

Pode interessar a você...
O homem que realiza “tatuagens temporárias” em crianças doentes para lhes dar força
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
O homem que realiza “tatuagens temporárias” em crianças doentes para lhes dar força

Meninos com câncer recebem uma dose extra de esperança, força e coragem graças as tatuagens feitas com tinta atóxica e sem dor. Confira!



  • Fornes B. Díez P. Sierra C. Complicaciones y cuidados de los piercings y los tatuajes [Internet]. Valencia: Hospital General Universitario de Valencia, 2012 [citado 16 de febrero de 2021]
  • Ferrer H. Gala H. Bertrán J. Ortiz L. Piercing: ¿moda inofensiva? [Internet]. Cuba: MEDISAN, 2007 [citado 16 de febrero de 2021]
  • Kluger, Nicolas, et al. “Body piercing: a national survey in france.” Dermatology 235.1 (2019): 71-78.