Como tratar a alergia às bijuterias?

27 Dezembro, 2019
Para tratar as alergias é muito importante parar de utilizar o objeto em questão e hidratar a área afetada com produtos que nos ajudem a melhorar a dermatite.

As bijuterias são feitas de diferentes materiais, como o peltre, por exemplo. E embora possam ser chamativas, bonitas e acessíveis, nem todas as pessoas podem usá-las com frequência, porque sofrem do que é conhecido como dermatite de contato. Você tem alergia às bijuterias?

Assim como os zíperes, moedas, armações de óculos, as bijuterias também podem ter uma grande quantidade de níquel, que é uma substância que pode causar reações alérgicas em algumas pessoas.

Os especialistas da Clínica Mayo indicam que “a alergia ao níquel é uma causa comum de dermatite alérgica de contato, uma erupção cutânea com comichão que aparece quando a pele toca uma substância geralmente inofensiva”.

Você tem alergia ao níquel?

Se você sofre de alergia a esse metal, é porque está usando por muito tempo um objeto que o contém e teve contato direto com a pele, como as bijuterias, por exemplo.

Às vezes, ocorre quando colocamos um anel, um par de brincos ou uma pulseira e outras vezes um segundo elemento, como um detergente, entra em cena.

Alergia às bijjouterias

 

Os sintomas da alergia ao níquel são:

  • Coceira
  • Grânulos
  • Crostas
  • Erupção
  • Bolhas
  • Vermelhidão
  • Mudanças de cor na pele.

Os sintomas iniciais se desenvolvem entre 6 e 24 horas depois de usar as bijuterias. Uma vez que a reação alérgica ocorre, ela pode durar alguns dias ou até semanas.

Leia também: Tratamento natural para as alergias

As alergias deste tipo aparecem tanto em homens quanto em mulheres, ainda que estas últimas as sofram mais por utilizarem diferentes bijuterias continuamente. Um dos segredos é deixar de usá-las assim que elas desencadearem a dermatite.

Metais que podem causar alergias

São vários os metais que podem causar alergias cutâneas. O níquel é o mais perigoso, já que é composto por uma liga ou combinação de vários materiais.

Além disso, ele está presente em uma boa quantidade de artigos além das bijuterias:

  • Fivela de cinto.
  • Utensílios de cozinha.
  • Maçanetas.
  • Produtos de limpeza doméstica.

Para que ocorra a alergia, o metal deve se introduzir na pele. Isto ocorre com a exposição ou contato prolongado. O sistema imunológico se prepara para reagir toda vez que o níquel entra em contato com o corpo. Para nos alertar sobre isso, produz esses sintomas ou sinais usuais.

Alergia às bijouterias

 

A erupção cutânea se desenvolve no lugar onde foi colocada a bijuteria e nos arredores. Isto quer dizer:

  • No pescoço, se for uma corrente ou colar.
  • Aparecem no dedo, se é por causa de um anel.
  • No pulso, se for uma pulseira.
  • Aparecem no umbigo, se for por causa de um cinto ou piercing.
  • No lóbulo da orelha, se for devido a um brinco.

Como evitar a alergia às bijuterias?

Se você é alérgico a este tipo de material, é possível prevenir o desenvolvimento dos sintomas com algumas dicas:

Utilize outro tipo de joia

Sem a necessidade de recorrer ao ouro ou à prata, que são caros, você poderá optar pelo aço cirúrgico, por exemplo. Inclusive, o ouro branco pode conter muito níquel. O cobre, a platina e o titânio também o têm entre seus componentes.

Pintar o objeto com base para unhas

Alergia às bijuterias

 

Não só serve para evitar a alergia, como também para que a bijuteria não perca sua cor. Pinte-a com uma base para as unhas que você tenha em casa e deixe secar por 24 horas.

Se você for daquelas pessoas que basta colocar a peça para começar a se coçar, então talvez deva aplicar várias camadas do produto. Leve em conta que o esmalte também tem certos compostos que podem piorar a situação.

Envolva com plástico

Você também pode comprar o objeto diretamente com esse revestimento. Assim, ele não entrará em contato com a sua pele. No caso de ser um anel, por exemplo, você mesmo pode colocar esse envoltório sem que fique evidente.

Como aliviar a alergia às bijuterias

Se você for alérgico ao níquel e às bijuterias, é provável que tenha uma pele muito sensível. Poderá experimentar os sintomas ao entrar em contato com vários materiais ou produtos como, por exemplo:

  • Detergentes.
  • Algumas plantas.
  • Papel de jornal.
  • Perfumes ou loções.
  • Sabonetes com perfume.
  • Itens com cromo.
  • Cosméticos (esmaltes, maquiagem).
  • Látex (luvas, balões, mamadeiras, pneus).
  • Parafenilenodiamina (em corantes, tatuagens de hena, indústria têxtil).

Leia também: Saiba o que é dermatite atópica

A aveia, um remédio natural

Trata a irritação, as erupções cutâneas e a coceira causadas pela dermatite de contato. Se a alergia ocorreu em uma grande área do corpo, você poderá deitar na banheira e despejar uma xícara de flocos de aveia na água.

Caso esteja em um local específico, forme uma pasta com aveia e água e aplique.

Leia também: 9 alergias mais comuns em crianças

Alergia às bijuterias: conclusão

  • É importante consultar o dermatologista antes de aplicar qualquer remédio natural para evitar reações desfavoráveis.
  • Os remédios naturais nunca devem substituir o tratamento prescrito pelo médico.
  • Validez de MELISA para las pruebas de sensibilidad a metales, Valentine-Thon E, Schiwara HW, Neuro Endocrinol Lett.2003; 24 (1/2) :57-64