As 9 alergias mais comuns em crianças

13 de dezembro de 2019
As alergias são uma reação exagerada do sistema imunológico a substâncias inofensivas. A maioria das alergias geralmente se desenvolve na infância. Muitos as superam e outros não, embora existam certas alergias que são altamente frequentes em toda a população.

As alergias ocorrem quando o sistema imunológico defende o corpo de uma maneira exagerada de algo que geralmente não é prejudicial. Os transtornos alérgicos são comuns na infância. Basicamente, existem 9 tipos de alergias mais comuns em crianças.

Os elementos ou substâncias que causam a reação alérgica são chamados alérgenos. Não existe razão para o sistema imunológico reagir dessa maneira a esses alérgenos. No entanto, uma vez que a reação hipersensível imediata ocorre, cada vez que o contato com o alérgeno é repetido, a mesma coisa acontece novamente.

As alergias geralmente se desenvolvem na infância. Além disso, uma criança com pais ou irmãos alérgicos provavelmente desenvolverá alergias. Embora seja provável que ela não reaja da mesma maneira, nem contra os mesmos alérgenos.

Um problema moderno

Garotinho com alergia assoa o nariz com um lenço rodeado por plantas no fundo.

Nossos pais e avós eram muito menos alérgicos que nossos filhos. As alergias mais comuns são resultados da vida moderna. Estilo de vida, tipo de comida e poluição, por exemplo, são fatores que fizeram proliferar alergias.

Isso é indicado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos. Somente nos últimos 20 anos, o percentual de crianças com alergias alimentares cresceu 50%.

Porque? A razão é evidente. As gerações passadas comeram mais alimentos frescos do que processados ​​com aditivos químicos. Mais alimentos orgânicos do que aqueles tratados com pesticidas e fertilizantes.

Da mesma forma, as alergias respiratórias foram intensificadas com a poluição ambiental. A mudança climática alterou o ciclo de produção de pólen das plantas. Além disso, o uso de produtos químicos em nossas casas e na higiene pessoal também alimentou processos alérgicos.

As alergias mais comuns em crianças

A classificação das alergias mais comuns varia de acordo com o alérgeno que causa a reação hipersensível. Seja crianças ou adultos, pessoas com alergias têm contato com alérgenos através de alimentos, respiração ou pele.

Em seguida, confira uma das classificações para alergias mais comuns:

1. Alergias a ácaros

Os ácaros são a causa das alergias mais comuns. Esses seres microscópicos vivem ao nosso redor. Eles se acumulam em, por exemplo, colchões, travesseiros, tapetes e bichos de pelúcia, e se alimentam das células mortas da nossa pele.

Por isso, a limpeza de rotina é essencial para eliminar sua proliferação. Assim, como ventilar os ambientes com frequência para reduzir o acúmulo de poeira e a presença dos ácaros.

Leia mais: 4 soluções eficazes para eliminar os ácaros da sua casa

2. Alergias ao pólen

O pólen é o outro principal protagonista das alergias. As alergias ao pólen são sazonais, já que cada árvore, arbusto e até a grama emitem partículas de pólen que viajam no ar para fertilizar seus pares.

É possível ser alérgico a diferentes tipos de pólen, embora um dos mais frequentes e incômodos seja o pólen de gramíneas. Essas plantas são principalmente herbáceas como, por exemplo, trigo, aveia ou cevada. Devido à sua grande resistência, eles podem colonizar todos os tipos de ambientes, embora sejam plantas frequentes em áreas menos urbanas.

Atualmente, você pode verificar o status do pólen no ar a partir de várias fontes fornecidas pelas prefeituras de cada cidade ou centros meteorológicos.

3. Alergias a mofo

O mofo é outro alérgeno comum em nossas casas e em muitos dos lugares onde as crianças vivem. O mofo é um tipo de fungo que cresce em ambientes quentes e úmidos. Este fungo exala um cheiro característico e seus esporos produzem reações no corpo.

4. Animais de Estimação

Nossos amados animais de estimação são gatilhos de muitas alergias. Assim, pelo, caspa, saliva e até a urina de animais podem causar reações alérgicas em crianças.

5. Baratas

As baratas são potentes agentes alérgenos nas cidades. A exposição que as crianças vivem em edifícios infestados de baratas pode ser a origem de asma para muitas delas. Geralmente, a alergia é agravada com o uso de inseticidas químicos, que, longe de controlar esses insetos, pioram os sintomas.

6. Alimentos

Entre os principais alimentos que causam alergias estão:

  • Leite de vaca
  • Ovos
  • Frutos do mar: peixe, marisco e moluscos.
  • Frutos secos como, por exemplo, amendoins, avelãs, nozes, amêndoas e castanha de caju
  • Soja

Além disso, em relação ao trigo, há uma confusão. Uma pessoa não é alérgica ao glúten contido no trigo, e sim intolerante. Essa incapacidade de digerir glúten é o que é conhecido como doença celíaca.

7. Picadas de insetos

Alergia a picada de mosquito

Uma picada de inseto causa inchaço, coceira e vermelhidão em muitas crianças. Alergias ao veneno de insetos podem causar reações muito graves. Há chances de que, inclusive, a vida da criança seja posta em risco.

8. Medicamentos

Tanto os medicamentos de venda livre nas farmácias quanto os que requerem receita médica podem causar reações alérgicas. Os antibióticos entram nesse grupo, portanto, é muito importante não usá-los sem consultar o médico.

É aconselhável, neste caso, realizar algum tipo de identificação. Existem pulseiras e colares para pessoas alérgicas à penicilina, atropina ou adrenalina, principalmente por causa do risco envolvido em situações de emergência.

9. Produtos químicos

Os detergentes, produtos cosméticos ou produtos de limpeza que usamos em casa estão dando origem a muitas reações alérgicas. Os componentes químicos desses produtos são os responsáveis. As formas de contato podem ser através do trato respiratório ou da pele.

Nos casos mais extremos, pode ocorrer anafilaxia. Essa é a defesa rápida e intensa do corpo na presença de um alérgeno, que pode ter consequências fatais.

Também pode te interessar: Você tem congestão nasal? Diga adeus com estes 7 remédios com plantas

Sintomas mais comuns das alergias

Alergias em crianças

Os sintomas dependem do grau de hipersensibilidade ao alérgeno. Por isso, existem alergias mais intensas que outras. Portanto, se o seu filho apresentar algum destes sintomas, é melhor consultar o seu pediatra. É muito provável que você precise fazer testes diferentes para poder determinar que tipo e grau de alergia o afetam.

Sintomas de alergias respiratórias:

  • Espirros
  • Tosse
  • Coceira no nariz ou na garganta
  • Congestão nasal ou rinite
  • Vermelhidão e coceira nos olhos
  • Asma, sibilos e dificuldades respiratórias

Sintomas de alergias alimentares ou a picadas de insetos:

  • Coceira na boca e garganta ao engolir alimentos
  • Urticária
  • Erupção cutânea semelhante ao eczema
  • Secreções e prurido nasal
  • Falta de ar
  • Inchaço ao redor do rosto ou garganta.
  • Nos casos mais graves, a criança pode entrar em choque

Considerações finais

Por fim, muitas crianças superam suas alergias cedo, outras precisam viver com elas pelo resto de suas vidas. Os pais são cruciais para ensinar as crianças a identificar e impedir o contato com os alérgenos que as afetam.

É importante evitar a automedicação, ter cuidado com a limpeza e restringir o uso de produtos químicos dentro de casa, tanto quanto possível. A saúde de nossos filhos vai agradecer.

  • Alché, Juan de Dios, and M. I. Rodríguez García. “El polen como vector responsable de alergias.” (1997).
  • Belmonte, Jordina, et al. “Aerobiología y alergias respiratorias de Tenerife.” (2010).
  • Villafane, Claudia Acevedo, et al. “Influencia de la lactancia materna y la alimentación en el desarrollo de alergias en los niños.” Atención primaria 41.12 (2009): 675-680.