Picadas de pulgas: sintomas e tratamento

Você acha que tem picadas de pulga? A seguir, diremos quais são seus sintomas e como tratá-las.
Picadas de pulgas: sintomas e tratamento

Última atualização: 09 agosto, 2022

As picadas de pulgas são muito comuns em pessoas que têm animais de estimação ou muitos tapetes em casa. As pulgas são insetos muito pequenos que vivem como parasitas alimentando-se do sangue de um hospedeiro (cães e gatos, por exemplo). Elas podem viver até 100 dias sem comida em tapetes ou móveis, e sua mordida causa grande desconforto e até doença.

De fato, a pulga é um vetor conhecido que pode transmitir várias doenças aos seres humanos. Pense que foi o vetor favorito da peste bubônica, embora na prática a maioria das pessoas pense que foram os ratos. Nas linhas a seguir, ensinamos a identificar os sintomas das picadas de pulgas, as opções de tratamento e por que você deve agir para se livrar desses parasitas.

Sintomas de picadas de pulgas

Picadas de pulgas causam coceira
Além da vermelhidão e das lesões locais, a coceira ou prurido é um dos sintomas mais característicos das picadas.

Os sintomas das picadas de pulgas são muito variados. Em geral, depende do número de pulgas que o morderam, da sua idade e das possíveis reações que o corpo desenvolve. A maioria das pessoas não apresenta sintomas visíveis, a ponto de suas mordidas passarem despercebidas. Outros podem manifestar os seguintes sinais:

  • Urticária que se desenvolvem uma hora após a picada.
  • Leve queimação ou coceira na área afetada.
  • Vermelhidão ao coçar.
  • Irritação que piora à medida que você toca a área.

A maioria das marcas se desenvolve em grupos de três, como é o padrão de alimentação clássico para esses insetos. Eles quase sempre estarão concentrados nos pés ou pernas e geralmente não causam complicações. A maioria delas aparece quando você coça a área afetada, pois isso geralmente leva a uma infecção.

Há evidências de que as picadas de pulgas podem causar reações alérgicas em pessoas, principalmente em crianças com menos de 7 anos de idade. Elas também são conhecidas por transmitir o tifo murino, portanto, nesses casos, você pode desenvolver febre, náusea, vômito e dores musculares. Estudos e pesquisas indicam que picadas de pulgas podem levar a urticária papular e dermatite.

Mesmo que as chances de desenvolver estas condições permaneçam latentes, a maioria das pulgas está livre dos patógenos que causam essas complicações. Como já indicado, as condições mais graves surgem de infecções secundárias ao coçar insistentemente a área afetada. Isso ocorre porque as pulgas defecam na pele e coçar pode levar suas fezes para dentro do corpo, causando mais lesões.

Tratamento para picadas de pulgas

Picadas de pulgas devem ser cuidadas
Lavar adequadamente a área afetada pela mordida geralmente é suficiente para evitar mais problemas.

Como a maioria das picadas de pulgas não está associada a complicações, os pacientes geralmente não precisam de nenhum tratamento para elas. No entanto, recomenda-se lavar a área afetada com água e sabão. Coçar ao redor das mordidas deve ser evitado para prevenir infecções secundárias.

Se você desenvolver sintomas moderados ou graves, como inchaço ou coceira local, pode ter tido uma reação alérgica a picadas de pulgas. O plano de ação que você pode implementar consiste em aplicar compressas frias e aplicar na área afetada  cremes para tratar a inflamação. Se precisar, você também pode tomar anti-histamínicos orais, como loratadina ou cetirizina.

O ideal é evitar banhos quentes e minimizar o uso de roupas que causem pressão na área afetada. Além disso, você pode querer implementar uma série de mudanças que reduzam as chances de desenvolver picadas de pulgas no futuro. Tenha em mente estas recomendações:

  • Leve os animais de estimação ao veterinário para verificar se há pulgas. Com sua ajuda, será determinada qual alternativa usar para removê-las.
  • Aspire regularmente, especialmente móveis e tapetes. Descarte o saco a cada uso para evitar que as pulgas botem ovos.
  • Troque os lençóis e as cobertas da cama com frequência (também será útil para se livrar dos ácaros).
  • Tente reduzir a quantidade de tapetes que você tem em sua casa, principalmente aqueles com textura felpuda.
  • Limpe regularmente a cama em que seu animal de estimação dorme.
  • Lave suas roupas com frequência e mantenha uma boa higiene em geral.

Em alguns casos extremos, você precisará contratar uma empresa de controle de pragas qualificada. Isso é muito raro, mas neste caso será a única solução viável. Verifique com as agências que oferecem esse serviço perto de sua casa e considere-o uma alternativa se achar que as coisas estão saindo do controle.

Em suma, as picadas de pulgas geralmente não causam sintomas ou complicações maiores. Elas são mais uma ameaça para seus animais de estimação do que para você, embora você deva ter um plano para reduzi-las se as detectar. Se você acha que a picada pode ser de outro inseto ou progrediu para sinais mais graves, não hesite em consultar um dermatologista.

Pode interessar a você...
9 fatos sobre os mosquitos que você deve saber
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
9 fatos sobre os mosquitos que você deve saber

Os mosquitos, além de gerarem alergias em nossa pele, também são portadores de parasitas e doenças virais. Aprenda mais sobre eles!



  • Hudson, B. W., Feingold, B. F., & Kartman, L. Allergy to flea bites: II. Investigations of flea bite sensitivity in humans. Experimental parasitology. 1960; 9(3): 264-270.
  • Kwoh, E. J., & Helali, J. M. Avoid Those Flea Bites: A Local Case of Murine Typhus. Proceedings of UCLA Health. 2021; 25.
  • Rikyanto, R., Wahid, M. A., Saraswati, F. D., Fajarulhuda, M., & Sari, I. P. A Case Report: Papular Urticaria Caused by Flea Bites. Mutiara Medika: Jurnal Kedokteran dan Kesehatan. 2017; 17(2): 92-95.
  • Youssefi, M. R., Ebrahimpour, S., Rezaei, M., Ahmadpour, E., Rakhshanpour, A., & Rahimi, M. T. Dermatitis caused by Ctenocephalides felis (cat flea) in human. Caspian journal of internal medicine. 2014; 5(4): 248.