Persianas ou cortinas: qual a melhor opção para a minha casa?

O eterno dilema entre a instalação de persianas ou cortinas é uma história sem fim. No artigo de hoje ajudaremos a esclarecer as suas dúvidas, indicando quais são as vantagens de cada opção em termos de funcionalidade.
Persianas ou cortinas: qual a melhor opção para a minha casa?

Última atualização: 07 fevereiro, 2022

Persianas ou cortinas? Esta pergunta é feita todos os anos por por milhares de pessoas que desejam renovar a decoração de suas janelas. Embora existam outras opções, ambas são as mais baratas e funcionais que podemos instalar. A incerteza é justificada.

No artigo de hoje mostraremos os benefícios de optar por uma ou outra. Faremos isso levando em consideração os atributos de cada tipo em relação à decoração, manutenção, vida útil, design e orçamento de compra. Preparado? Vamos começar mostrando as opções que você tem ao escolher entre persianas ou cortinas.

Tipos de persianas

As persianas são comumente associadas a um ambiente de escritório. Este tipo de escolha é muito organizada, funcional e versátil, embora isso obviamente não torne impossível que elas sejam elegantes e divertidas.

Algumas pessoas descartam a instalação delas por não conhecerem as possibilidades que existem em termos de design, formas e texturas. Por este motivo apresentamos alguns tipos de persianas que você pode instalar agora mesmo na sua casa.

Persianas verticais

Elas são um dos tipos mais decorativos, em parte porque seu design proporciona uma elegância que não está disponível em outras variações. Elas são constituídas por uma série de lâminas orientadas em formato vertical, que se abrem ou fecham nas laterais, embora também existam modelos que fazem isso no meio.

Geralmente elas são usadas em portas ou janelas grandes que ficam voltadas para o jardim ou para um espaço aberto, pois permitem uma boa distribuição da luz. Você pode encontrar modelos fabricados em alumínio, tecido, madeira, bambu ou PVC.

Persianas venezianas

São o design clássico das persianas, que normalmente associamos a ambientes de escritório. Elas consistem em células ou lâminas distribuídas de forma horizontal, que são colocadas uma abaixo da outra. Elas são ativadas por meio de um mecanismo de corda que pressiona ou libera cada lâmina individual para fechar ou abrir.

Este design de persianas tem sido usado desde o século XVIII, especialmente em ambientes de escritório de alto poder aquisitivo. Atualmente esses são os modelos mais baratos, que podem ser encontrados em uma grande variedade de materiais. Elas têm uma variação conhecida como minipersianas, que são usados em janelas e portas pequenas.

Persianas enroláveis

Também conhecidas como persianas rolo ou roller, são aquelas fabricadas com um material sintético ou natural que se dobra na extremidade superior. O mecanismo de abertura e fechamento pode ser manual ou remoto, e existe uma infinidade de cores e designs.

A vantagem deste tipo de persianas é que a parte não utilizada fica escondida em apenas alguns centímetros. Ela se adapta a locais grandes ou pequenos e consiste em apenas um painel. Isso simplifica a limpeza, já que não é preciso higienizar as arestas.

Persianas romanas

Feitas de tecido ou materiais sintéticos que oferecem a mesma versatilidade, as persianas romanas se dobram em um estilo semelhante ao das venezianas. Quando estendidas elas são muito elegantes e decorativas, mas quando dobradas elas perdem parte da funcionalidade.

Isso se deve ao fato de que, ao contrário das enroláveis, elas não escondem parte do excedente; elas permanecem visíveis o tempo todo, e inclusive ocupam uma parte da janela. Isso pode impedir que a quantidade necessária de luz ou ar entre no ambiente.

Outros tipos de persianas

Os tipos que mostramos são os mais comuns, embora, é claro, existam dezenas e dezenas de variações. Outras opções que destacamos são as seguintes:

  • De painel.
  • Plissada.
  • Colmeia (também conhecida como celular).
  • Solar.

Você pode encontrar chamadas persianas inteligentes, que são ativadas à distância por meio de um controle remoto. A variedade de opções ajuda a inclinar a balança na escolha entre persianas e cortinas.

Tipos de cortinas

As cortinas são associadas a um estilo mais discreto e elegante, por isso são a primeira opção em grandes residências que costumam receber visitas. Como no caso anterior, existem dezenas de variações com as mais comuns sendo as seguintes:

Cortinas de trilhos

São as que ficam acopladas a um sistema de ferragens que se movem por meio de trilhos. O mecanismo geralmente é feito de alumínio anodizado e pode ser ancorado no teto ou na parede.

Também podemos dividir essas cortinas de acordo com a forma como elas podem ser acionadas. Existem as manuais, sem fio e motorizadas. Nem todas estão conectadas ao mecanismo de trilhos.

Elas são um tipo clássico de cortinas que combina muito bem com decorações de época ou vintage. Dependendo do tecido, desenho e cor, elas também podem ser combinadas com estilos modernos.

Cortinas com ilhós

São aquelas cuja sujeição se dá por meio de uma série de anéis abertos na parte superior. Este sistema é muito prático, pois permite que as cortinas deslizem em várias direções com total naturalidade. Esses anéis também permite desencaixá-las rapidamente.

Os ilhós ficam dispostos em uma fileira e permitem o balanceamento de peso, portanto, podem ser usados em tecidos pesados ou leves. A desvantagem? A barra que serve de apoio está sempre visível, de forma que é preciso se certificar de que ela seja atraente e agradável.

Cortinas sem ilhós

São as que incorporam uma série de abas de tecido na parte superior para se prenderem à ferragem ou barra de suporte. Assim como os modelos com ilhós, elas são muito fáceis de instalar e remover, e não deterioram a condição do tecido.

Esse tipo de cortinas se encaixa muito bem em paredes ou tetos altos, uma vez que as abas diminuem alguns centímetros do design da própria cortina. Para compensar isso, é comum que o estilo seja mais longo do que largo. Elas são muito comuns em decorações rústicas ou em casas de campo.

Cortinas japonesas

Modelos que imitam o estilo de decoração japonesa são comercializados com esta denominação, manifestada nesta ocasião em uma cortina com design de painel. Ela fica presa na parte superior e inferior, de modo que possui uma aparência reta e sem dobras.

Elas são consideradas opções de corte minimalista, em parte porque são um pouco rígidas e também por serem comercializadas em tons claros e suaves. Elas podem ser abertas e fechadas apenas em um lado, assim como as portas shoji.

Cortinas rod pocket

As cortinas rod pocket, também conhecidas como de bolsos são aquelas que escondem a barra de suporte sob uma espécie de abertura superior. Desta forma, elas ficam ocultas do espectador.

É muito comum que esses modelos incorporem uma segunda camada ou integrem algum tipo de desenho que ajude a ocultar ainda mais a barra. Embora muitas vezes ela seja associada a uma decoração informal, na verdade este estilo é considerado muito elegante pelos designers.

Outras variações de cortinas

Obviamente existem muitas outras variações inspiradas em épocas clássicas ou modernas, mas as tendências atuais estão caminhando para as opções que apresentamos. Outras opções igualmente populares que podemos resgatar são as seguintes:

  • Com prega para lápis.
  • Com prega cálice.
  • Romana.
  • De tela de enrolar.
  • Dobrável.

Também encontramos modelos com características especiais. Esse é o caso das que inibem o ruído e das que permitem a passagem de apenas uma certa quantidade de luz.

Vantagens das persianas

Além de conhecer os tipos, você também deve considerar as vantagens antes de decidir entre persianas ou cortinas. No caso das persianas, seus principais atributos em termos de desempenho e funcionalidade são os seguintes:

  • Elas são mais acessíveis que as cortinas.
  • Permitem a entrada de uma maior quantidade de iluminação.
  • Você pode visualizar o exterior sem ter que abri-las.
  • São muito fáceis de instalar.
  • Podem ser acionadas de forma manual ou automática.
  • Ao contrário da crença popular, elas têm dezenas de variações e estilos disponíveis para combinar.

A instalação e o uso de persianas também apresentam uma série de desvantagens:

  • Eles tendem a acumular poeira nos cantos e são mais difíceis de limpar.
  • O mecanismo de abertura e fechamento se danifica com o tempo.
  • Elas não são recomendadas para janelas altas (o peso pode fazer com que elas sejam mais difíceis de acionar).
  • Elas não vedam completamente a entrada de luz nem isolam hermeticamente o interior do cômodo.

A vida útil de um modelo padrão é geralmente em torno de 10-12 anos.

Vantagens das cortinas

Você pode se sentir atraído pelas cortinas porque elas são uma alternativa mais difundida em relação às persianas. No entanto, essa não é a única qualidade delas:

  • São muito fáceis de lavar.
  • Dependendo do tipo instalado, elas podem bloquear parcial ou totalmente a luz.
  • Eles regulam o acesso de visão que um terceiro pode ter a partir do exterior.
  • As combinações de design, texturas, cores e formas são muito variadas.
  • Elas podem ser usadas para controlar a temperatura do ambiente.
  • Alguns modelos podem bloquear o ruído externo.
  • São fáceis de retirar e permitem alterar o estilo da decoração com uma simples substituição.

Da mesma forma, em seu contra encontramos as seguintes desvantagens:

  • Se recebem muito sol e não têm uma camada protetora, elas tendem a descolorir.
  • Se forem personalizadas elas exigem um investimento maior.
  • Alguns tipos de tecidos só podem ser lavados na lavanderia.
  • Elas podem atrair os animais de estimação a urinar ou defecar em sua extremidade inferior.

A vida útil de uma cortina geralmente é de 10 anos, embora isso dependa em grande parte da quantidade de sol direto que ela recebe.

Aspectos a serem considerados ao escolher entre persianas ou cortinas

Então: persianas ou cortinas? Você já conhece os tipos mais comuns, bem como as principais vantagens. É hora de orientá-lo sobre em que contextos é melhor escolher por alguma delas em específico.

Local de instalação

Antes de escolher entre persianas ou cortinas, você deve avaliar o local onde irá instalá-las. Por exemplo, cortinas são recomendadas para quartos, pois afetam positivamente a qualidade do sono. Isso acontece porque elas isolam de forma mais eficaz o ruído e a quantidade de luz que entra.

Elas também se adaptam melhor ao cômodo principal, pois irradiam uma elegância que nem sempre é possível com uma persiana.

Estilo da decoração

A instalação de persianas ou cortinas depende muito do estilo de decoração que você tem. Não é recomendável, por exemplo, optar pela primeira se o desenho escolhido for clássico ou ambientado em determinada época. Nestes casos, as cortinas são a melhor aposta para manter o estilo.

Outros detalhes a serem considerados são as cores, texturas e formas que prevalecem no local. A opção que você escolher deve combinar perfeitamente para alcançar uma sequência no observador.

Rentabilidade

Como já comentamos anteriormente, as persianas são mais acessíveis do que as cortinas; você pode até instalar alguns modelos sem precisar contratar terceiros. A isso você deve acrescentar que alguns tecidos como seda, linho ou veludo podem exigir uma lavagem na lavanderia.

Isso, obviamente, caso você queira apostar em cortinas de alto padrão, já que as mais modestas são fáceis de manter e limpar. Considere como a compra da cortina afetará o seu bolso. Em alguns casos uma persiana pode ser muito mais rentável.

Isolamento externo

Você é daqueles que valorizam a privacidade? Então uma cortina será melhor para você. Elas são a melhor opção para impedir que terceiros olhem pela janela para bisbilhotar o interior. Embora as persianas também sejam eficazes, alguns modelos podem ter pontos fracos.

Persianas e cortinas em conjunto

É importante lembrar que você pode usar as duas opções em conjunto. Essa tendência tem ganhado adeptos nos últimos anos, principalmente entre aqueles que valorizam os benefícios de cada uma.

Desta forma, você não precisa se preocupar caso não consiga escolher entre persianas ou cortinas, pois pode ter as duas para reforçar a cobertura da janela.

Se você não tem certeza de qual alternativa é a melhor para o seu caso e como você pode combiná-la com o que já tem, sempre é possível buscar o aconselhamento de um designer de interiores. Esse profissional levará em consideração tanto o aspecto funcional quanto o decorativo.

Pode interessar a você...
Como escolher as cortinas certas para a sua casa?
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Como escolher as cortinas certas para a sua casa?

Saiba como escolher as melhores cortinas para o seu lar. Elas são essenciais para decorar e proporcionar proteção, segurança e privacidade.



  • Francés, J. R. Decoración de interiores. Trillas. 1989.
  • Schittich, C. (Ed.). Interiores: espacio, luz, material. Walter de Gruyter. 2013.
  • Ventura, A. T., & González, S. C. Ideas prácticas en decoración. Lexus Editores, Lima (Perú). 2006.